10 Filmes com Crianças Assustadoras

10 Filmes com Crianças Assustadoras


Neste fim de semana (14 de março), estreia nos cinemas brasileiros o novo filme de terror Maligno (The Prodigy). Protagonizado por Taylor Schilling (Orange is the New Black), o longa traz a atriz como a mãe de um menino... digamos, incomum. O guri creepy é vivido por Jackson Robert Scott (o Georgie de It – A Coisa).

Pegando esta deixa, o CinePOP decidiu revisitar alguns filmes que contam com crianças assustadoras – muitas das quais assombraram nossos sonhos. Vem conferir.

Damien (A Profecia)

Começamos por um filme do qual Maligno pega muito emprestado. Na trama deste clássico de 1976, coisas pra lá de ruins costumam acontecer em torno do pequeno Damien (Harvey Stephens), o filho de um diplomata americano. Seria ele o anticristo? No papel dos pais do menino: Gregory Peck e Lee Remick. O longa rendeu duas continuações – lançadas em 1978 e 1981, sem o mesmo impacto. Em 2006, foi lançada uma refilmagem. E até mesmo a Netflix tratou de parodiar a ideia com Pequeno Demônio (2017).




Samara (O Chamado)

O que seria de nossa lista sem a fantasminha de poço mais amada da sétima arte. Ou seria temida? Baseada no original japonês Ringu (1998), a versão americana de 2002, traz Naomi Watts como uma jornalista investigando a lenda urbana de uma fita de vídeo dita trazer a morte de quem a assiste. Tudo, é claro, a leva para o caso envolvendo a pequena menina morta e jogada num poço.

Esther (A Órfã)

Quem já assistiu a este terror dirigido por Jaume Collet-Serra, sabe que eu trapaceei um pouco ao incluí-lo na lista. Seja como for, esta produção de 2009 traz uma das crianças mais bizarras do cinema recente. Esther é uma menina adotada por um casal, que como toda criança de filmes assim, toca um verdadeiro rebu. A reviravolta é simplesmente impressionante e de arrepiar a espinha. O filme, no entanto, não teria o mesmo impacto sem o desempenho de explodir mentes da menina Isabelle Fuhrman.

Crianças (A Cidade dos Amaldiçoados)

Dirigido pelo mestre John Carpenter, este longa se trata de uma refilmagem de uma produção britânica de 1960. No remake de 1995, Christopher Reeve (o Superman em pessoa) e Kristie Alley (Olha quem Está Falando) protagonizam. Na trama, um estranho evento faz com que todos os moradores de uma pequena cidade americana desmaiem. Quando acordam, as mulheres do local se descobrem grávidas, e quando dão a luz, todas as crianças nascem com características físicas peculiares, cabelos brancos e olhos claros. Logo, todos irão descobrir da pior maneira possível que não faz bem contrariar esses pestinhas.

Isaac e sua turma (Colheita Maldita)

Passando de um mestre do terror a outro, chegamos a esta obra escrita pelo cultuado Stephen King. A trama apresenta um casal passando por uma cidadezinha e se deparando com um local totalmente deserto. Ao investigarem, descobrem uma nova “ordem”, liderada pelo menino messiânico Isaac (John Franklin), líder de um culto formado apenas por crianças, que mataram todos os adultos da cidade. Os pimpolhos louvavam uma entidade saída do milharal. Não é adorável? Linda Hamilton protagoniza – no mesmo ano em que lançaria o sucesso O Exterminador do Futuro, 1984.

Eli (Deixa Ela Entrar)

Um dos melhores exemplares de terror dos últimos anos, este longa aborda de uma forma bem diferente o subgênero dos filmes de vampiros. A obra sueca foca na estranha amizade entre o solitário Oskar, um menino que sofre bullying no colégio, e sua nova vizinha, a pequena Eli – numa atuação fantástica de Lina Leandersson. A amizade entre os dois cresce, mas aos poucos o garoto descobre que Eli não é exatamente como ele. A produção de 2008 recebeu uma nova roupagem americana em 2010, intitulada por aqui como Deixe-me Entrar, protagonizada por Chloe Grace Moretz e Kodi Smit-McPhee nos papeis principais, e dirigido por Matt Reeves, do vindouro filme solo do Batman.

Charlie (Hereditário)

Um dos elementos mais creepy das prévias de Hereditário era a menina Charlie, vivida por Milly Shapiro. A jovem que tem alergia a amendoim parecia ser a fonte de todo o terror no longa de Ari Aster. No entanto, é só assistir ao filme para descobrir que as coisas não são exatamente assim, e que a pequena, que adora fazer barulhos com a boca, é a menor das preocupações desta trama. Se você ainda não viu, prepare-se para gelar a espinha. O barulhinho que a menina faz promete não sair da sua cabeça tão cedo.

Janet Hodgson (Invocação do Mal 2)

O que muita gente pode não saber, é que esta continuação da franquia bem sucedida de James Wan é baseada num caso real. E embora a história já tenha sido desmascarada como fraude, o filme não deixa de ser pra lá de assustador. Um dos principais motivos para o terror ser tão eficiente aqui, é o desempenho da pequena Madison Wolfe no papel da filha possuída por um espírito maligno. Wolfe tem uma bela carreira pela frente, como já começou a mostrar pelo recente Caçadora de Gigantes (2017) – em cartaz na rede HBO.

Henry (O Anjo Malvado)

Uma das maiores celebridades de Hollywood na época, o pequeno Macaulay Culkin se tornou um astro devido ao estrondoso sucesso de Esqueceram de Mim (1990) e sua continuação (1992). De repente, o menino estava em todo lugar, e no cinema não era diferente – fazendo todo tipo de filme. No ano seguinte de Esqueceram de Mim 2, a aposta foi por colocar o pimpolho (então com 13 anos) para fazer um thriller. E se amamos o pequeno Kevin nos filmes em que foi esquecido em casa, aqui sem dúvidas aprendemos a odiar Henry – nossa vontade era lhe dar umas boas palmadas. Nada de sobrenatural na trama, no entanto, Henry era apenas ruim. Pior para seu primo, vivido por Elijah Wood.

Crianças zumbis (Cooties - A Epidemia)

Estreando no festival de Sundance 2014, e lançado nos EUA em circuito no ano seguinte, este “terrir” violento e gore chegou direto no mercado de streaming brasileiro. E por falar em Elijah Wood, o ator protagoniza o filme, desta vez mais velho, na pele de um professor substituto. Como se já não fosse ruim o suficiente lidar com crianças bagunceiras em um colégio primário, local onde os professores soam como ameaça tão grande quanto as crianças, uma estranha epidemia se espalha pela escola – provavelmente saída dos péssimos alimentos por lá servidos (uma crítica contundente) – e transforma todos os alunos em selvagenzinhos comedores de carne humana. O Festival de Sundance deste ano trouxe um filme de temática similar: Little Monsters, com Lupita Nyong´o.

Bônus:

Cemitério Maldito

Vocês repararam que neste item resolvi não divulgar quem é a criança maldita? Bem, em vias de estrear a refilmagem deste clássico oitentista escrito por Stephen King, não faz bem entregar certos spoilers para a geração mais nova que talvez não tenha tido a oportunidade de assistir a este filme de 1989. Seja como for, já ficamos sabendo que na nova versão as coisas não serão exatamente como antes, e personagens e situações serão subvertidos. Vale dizer, porém, que a trama mostra uma família bonita e feliz – destas saídas de comerciais de margarina – que tem a vida virada do avesso após se mudar para uma propriedade rural, afastada de tudo, e bem próxima a um cemitério de animais. Local este que, segundo reza a lenda, todos os mortos enterrados retornam à vida.


Inscreva-se em nosso canal e receba conteúdo exclusivo » http://goo.gl/mPcJ5c