Dia das Bruxas está muito perto de acontecer – e é claro que a data mais mística do ano não poderia ficar sem uma trilha sonora de peso.

Pensando nisso, separamos uma lista com dez icônicas canções dos mais variados gêneros que não podem ficar de fora de sua playlist no Halloween – desde a atemporalidade revolucionária de Michael Jackson até o avant-pop de Kim Petras.

Confira abaixo nossas escolhas e conte para nós qual a sua favorita:

I PUT A SPELL ON YOU, Screamin’ Jay Hawkins



A música pode ser mais conhecida nas vozes de outros ícones da indústria fonográfica, mas não há qualquer versão – nem mesmo a de ‘Abracadabra’ – que supere a dramática rendição de Screaming Jay Hawkins com “I Put a Spell On You”. A forte composição blues explode em vocais irretocáveis e, desde a produção propositalmente fabulesca até os místicos versos, essa faixa merece nossa atenção no Halloween.

SEASON OF THE WITCH, Donovan

Aproveite para assistir:

Como o próprio título já indica, chegou a temporada das bruxas – e o cantor e compositor escocês Donovan carrega uma canção feita com esmero para o momento. Lançada em 1966, a iteração mistura rock psicodélico com folk e uma pincelada de pop para construir uma narrativa arrepiante que foi até regravada por Lana Del Rey décadas mais tarde.

TIME WARP, Rocky Horror Picture Show



Enquanto ‘The Rocky Horror Picture Show se tornou um dos clássicos cult da década de 1970 – e foi redescoberto como um irreverente longa-metragem -, “Time Warp” é uma das músicas que definiram o século passado com rebeldia extrema. Misturando terror, comédia e ficção científica, a vibrante amálgama de rockabilly, rock clássico e blues inspirou e continua inspirando gerações de artistas.

THRILLER, Michael Jackson

Como pensar em Halloween e deixar de fora uma das músicas mais aclamadas e importantes de todos os tempos? Nos anos 1980, Michael Jackson quebrou recordes com o lançamento de “Thriller”, um curta-metragem exaltando os ícones do terror e consturindo uma narrativa de tirar o fôlego – com descrições quase literárias que fazem menções a Edgar Allan PoeMary Shelley com sutileza invejável.

THIS IS HALLOWEEN, O Estranho Mundo de Jack (OST)

Como bem disse um desconhecido fanático por Halloween, o Dia das Bruxas não está completo até termos assistido a ‘O Estranho Mundo Jack’. Dirigido por Henry Selick e escrito por Tim Burton, a animação em stop-motion é guiada por uma trilha sonora aplaudível composta por Danny Elfman – e “This Is Halloween traz todos os elementos que esperaríamos de uma produção desse calibre.

THE PHANTOM OF THE OPERA, Nightwish

‘O Fantasma da Ópera’ é um dos musicais mais conhecidos e aclamados de todos os tempos – e a faixa titular, composta originalmente por Andrew Lloyd Webber, foi desconstruída por completo com a banda de metal sinfônico finlandesa Nightwish. Considerada como uma das melhores e mais inesperadas versões da canção, a mistura de power metal, hard rock e ópera é perfeita em todos os aspectos e cria uma atmosfera densa e quase etérea, ainda mais com os poderosos vocais da cantora Tarja Turunen.



MONSTER, Lady Gaga

Seguindo o sucesso exponencial de ‘The Fame’Lady Gaga mostrou um lado ainda mais versátil e sombrio de sua carreira com ‘The Fame Monster’ – e a faixa “Monster” é uma das grandes rendições do EP. Incorporando elementos do electro-pop e do Europop, a canção tem uma pesada produção que cria uma narrativa centrada em criaturas malignas, criando uma metáfora para relacionamento conturbados.

HEADS WILL ROLL, Yeah Yeah Yeahs

Como é de costume, inúmeros artistas se baseiam em histórias atemporais para comporem músicas que ficam marcadas na cultura pop – e isso aconteceu com “Heads Will Roll”, do grupo britânico Yeah Yeah Yeahs. Aqui, a trama parte do ponto de vista da Rainha de Copas, antagonista de ‘Alice no País das Maravilhas’, e é acompanhada por um videoclipe superexagerado e que também traz referências a outros contos de fada, como ‘Chapeuzinho Vermelho’.

I’M IN LOVE WITH A MONSTER, Fifth Harmony


Em 2015, o grupo feminino Fifth Harmony emprestava seus ótimos vocais para a divertida e dançante música pop “I’m in Love with a Monster”, da animação ‘Hotel Transilvânia 2’. Falando sobre um enlace romântico com a “pessoa errada” (motivo pelo qual é utilizada a metáfora do monstro, novamente), a faixa produzida por Harmony Samuels foi elogiada pela crítica e trouxe comparações a outro girl group bastante famoso: The Supremes.

TURN OFF THE LIGHT, Kim Petras

O electro-pop infundido com synth-pop “Turn Off The Light” é um dos vários ápices do álbum homônimo lançado por Kim Petras. Enquanto o disco inteiro é uma celebração inesperada do Dia das Bruxas, com histórias de terror de arrepiar os cabelos da nuca, escolhemos a faixa titular para representar a obra – ainda mais considerando que Petras aliou-se à lendária Rainha das Trevas, Elvira, para uma envolvente e evocativa canção.

WITCHES BURN, The Pretty Reckless

A banda The Pretty Reckless voltou com o glorioso álbum ‘Death By Rock and Roll’ neste ano – causando um grande impacto em seus fãs. Uma das grandes faixas do disco é “Witches Burn”, em que a vocalista Taylor Momsen vive uma mulher sem escrúpulos, que não será diminuída pelas outras pessoas e que tem um poder destrutivo cataclísmico – refletido por um abrangente e bem estruturado alcance vocal.

Não deixe de assistir: