Está em casa procurando algo para fazer? Separamos 15 filmes fantásticos disponíveis no catálogo do Amazon Prime Video para ajudarem a matar a saudade do cinema.

Confira:

O Rei Leão (2019)Cercado de polêmicas em seu lançamento, o maior clássico da Disney foi relançado no ano passado em uma versão feita completamente de CGI. A trama é uma reprodução fidelíssima ao longa animado dos anos 90, parecendo quase uma refilmagem quadro a quadro do original. A tecnologia utilizada para criar os animais em computação gráfica é fantástica, fazendo parecer que são animais reais em cena. Apesar de ser um filme voltado para o público infantil, os mais adultos ficarão fascinados com o visual do longa.

No Portal da Eternidade (2018)Estrelado pelo brilhante Willem Dafoe, este filme traz para as telonas os últimos dias de vida do lendário pintor holandês Vincent Van Gogh. A direção traz uma abordagem crua e ousada para a história, utilizando elementos técnicos para dar a sensação intensa que a mente de Van Gogh tinha em seus dias cotidianos. Os únicos momentos “tranquilos” dessa trama são quando Vincent está confeccionando suas obras imortais, dando a entender que a arte era um alívio para sua angústia e não um produto da mesma. A atuação de Dafoe é magistral e toma conta do filme.

Casal Improvável (2019)Protagonizado por Seth Rogen e Charlize Theron, a trama conta a história do jornalista frustrado, Fred Flarsky (Rogen), que começa a trabalhar para Charlotte Field (Theron), que, além de ser candidata à presidência dos EUA, também foi sua babá na infância e seu primeiro amor. O filme brinca o tempo inteiro com os conceitos sociais americanos e como as pessoas seguem caminhos diferentes. É facilmente uma das comédias mais engraçadas da última década e possui um grande diferencial: é um filme com coração.

Aproveite para assistir:

O Sacrifício do Cervo Sagrado (2017)Pouco comentado em seu lançamento, O Sacrifício do Cervo Sagrado é um dos filmes mais estranhos da década passada, mas também é um dos mais originais. Dirigido pelo grego Yórgos Lánthimos, o longa conta a história de um médico (Colin Farrell) que perde um paciente e passa a conviver com o filho dele. O elenco também conta com Nicole Kidman, que está sobrenatural em seu papel. É um filme muito desconfortável, mas com grande valor cinematográfico.

Inside Llewyn Davis – Balada de Um Homem Comum (2013)Dirigido pelos Irmãos Coen, o longa conta a história de Llewyn Davis (Oscar Isaac), um músico arrogante e fracassado na Nova York dos anos 60, que sai por aí tentando emplacar seu trabalho enquanto tem que lidar com suas próprias frustrações. O filme é uma grande homenagem ao cenário musical folk e tem como aliado uma trilha musical impecável, trabalhando como fio condutor da trama. Oscar Isaac está perfeito no papel principal, sendo até hoje uma de suas atuações mais fascinantes.

Green Book: O Guia (2018)Vencedor do Oscar de melhor filme, Green Book é baseado na história real do renomado pianista negro, Dr. Shirley (Mahershala Ali) em uma viagem de carro com o motorista racista Tony Lip (Viggo Mortensen). Nesta viagem, os dois vivenciam diversas experiências que os aproxima e um princípio de amizade surge em meio aos tempos de segregação racial. Em seu lançamento, o filme foi bastante criticado por amenizar o racismo de Tony que, segundo relatos, foi bem mais cruel e babaca do que seu personagem nas telonas. O grande destaque, porém, são as atuações. Ali dá uma aula de atuação na pele do Dr. Shirley, inclusive sendo premiado com um Oscar, e Viggo está nojento como Tony Lip.

A Grande Jogada (2017)

Pouco falado no Brasil em seu lançamento, o filme conta a história de Molly Bloom (Jessica Chastain), uma esquiadora que perde a oportunidade de disputar as Olimpíadas por conta de um acidente. Frustrada, ela passa a trabalhar como garçonete e acaba indo par o mundo dos cinemas. Agora contando com mais prestígio, Molly começa a agenciar noites de pôquer e carteado ilegal com clientes da “alta”. O longa conta com diálogos afiados e bastante didatismo sobre o mundo do crime. Porém, a grande atração é Chastain, que atua maravilhosamente bem, e sua relação com Idris Elba, o extremo oposto de sua personagem.

Drive (2011)Dirigido pelo excêntrico Nicolas Winding Refn, traz um dublê de cenas de fuga (Ryan Gosling), que também trabalha como piloto de fuga para a máfia. Ele tem um senso ambíguo de moral e passa a conviver bastante com sua vizinha e o filho dela. Tudo muda quando o marido da vizinha (Oscar Isaac) sai da cadeia e volta para casa. Porém, quando ele se envolve em problemas com a máfia, o motorista aparece para ajudá-lo e uma trama frenética começa. Além do mais, o filme tem um ritmo impecável e um visual único.

Fruitvale Station: A Última Parada (2013)O primeiro grande trabalho do diretor Ryan Coogler (Pantera Negra) nos cinemas conta uma história simples, mas recheada de emoção e sentimentos ao abordar o drama de um jovem negro (Michael B. Jordan) que acaba de ser demitido e tem uma criança para criar. O filme é repleto de revolta pela péssima condição social a que as pessoas são submetidas nos dias de hoje, e, principalmente, pelo racismo e a falta de oportunidades. É um longa 100% atual e trabalhado com o dinamismo característico de Ryan Coogler.

The Post – A Guerra Secreta (2017)Dirigido por Steven Spielberg, o filme é um drama sobre o mundo jornalístico nos anos 70, quando o The Washington Post se preparava para entrar na Bolsa de Valores. Ao mesmo tempo, os editores do jornal, vividos por Meryl Streep e Tom Hanks, passam por uma situação complicada ao receberem documentos confidenciais do governo sobre a Guerra do Vietnã. Junto ao drama de tentar publicar, a redação começa a sofrer com a concorrência do New York Times pela matéria.

Hereditário (2018)Com uma verdadeira aula de atuação de Toni Collette, Hereditário é um dos filmes de horror mais assustadores e angustiantes dos últimos anos. Isso porque a trama de Ari Aster constrói um clima de tensão o tempo todo, fazendo o espectador duvidar se a ameaça da história é realmente algo sobrenatural ou apenas delírios de uma família à beira de um colapso. É uma obra de arte do terror, sem precisar de Jump Scare ou algo do tipo para prender o espectador na trama familiar macabra.

A Caça (2012)Imagine que você é um professor bem quisto pela comunidade, mas em um dos momentos mais difíceis de sua vida, surge uma acusação grave que pode jogar sua imagem no lixo. Em A Caça, Mads Mikkelsen é Lucas, um professor da Dinamarca que, em meio ao seu processo de divórcio, sofre uma acusação de pedofilia com uma aluna de apenas 5 anos de idade. Em meio à revolta popular, pouco importa se ele era culpado ou não, todos querem acabar com ele. A atuação de Mikkelsen é um primor, mudando de vez o patamar de sua carreira, e a condução da trama é um grande soco no estômago.

A Vida em Si (2018)Dirigido por Dan Fogelman, responsável pelo fenômeno televisivo This is Us, A Vida em Si traz um drama familiar de primeira. Repleto de metalinguagens, o filme brinca bastante com aspectos banais da vida e tem foco no casal Will e Abby (Olivia Wilde e Oscar Isaac), mostrando de seu primeiro momento como casal até a gravidez de Abby.

O Que Te Faz Mais Forte (2017)Apesar de não ter tido tanto impacto na sociedade brasileira, o atentado à Maratona de Boston, em 2013, foi um evento trágico extremamente marcante para os americanos. O Que Te Faz Mais Forte conta a história de Jeff Bauman (brilhantemente vivido por Jake Gyllenhaal), um participante que perdeu as pernas no atentado e, apesar da frustração de não ter mais as pernas, é tratado como herói e constantemente pressionado a aceitar o caso como um presente de divino. Afinal, o que pode ser melhor do que ser considerado um herói? É um longa que critica a espetacularização da mídia à procura de construir ícones para vender histórias, chegando a desrespeitar familiares e as próprias vítimas das tragédias para poder vender histórias. E de como a sociedade está doente a ponto de querer impor para as pessoas o que elas devem achar ou sentir sobre elas mesmas.

Midsommar – O Mal Não Espera a Noite (2019) Midsommar ainda não está no catálogo do Amazon Prime Video, mas ficará disponível a partir do dia 19 de março. O filme é um terror dirigido por Ari Aster, que fala sobre relacionamentos familiares e amorosos. Na trama, um casal vai com um grupo de amigos para o festival de verão de uma aldeia sueca do interior. Lá, o casal, vivido por Florence Pugh e Jack Reynor, começa a discutir a relação enquanto passam por situações obscuras. O grande mérito do filme é brincar com o conceito do que seria bizarrice e o que seria algo aceitável por ser uma atividade cultural estranha. É uma verdadeira experiência angustiante e sensorial, repleta de mortes, violência gráfica, sexo explícito e tensão. Muita tensão.

A Agência Saúde, do governo nacional, emitiu as seguintes medidas de precaução:

Para evitar a proliferação do vírus, o Ministério da Saúde recomenda medidas básicas de higiene, como lavar bem as mãos (dedos, unhas, punho, palma e dorso) com água e sabão, e, de preferência, utilizar toalhas de papel para secá-las. Além do sabão, outro produto indicado para higienizar as mãos é o álcool gel, que também serve para limpar objetos como telefones, teclados, cadeiras, maçanetas, etc. Para a limpeza doméstica recomenda-se a utilização dos produtos usuais, dando preferência para o uso da água sanitária (em uma solução de uma parte de água sanitária para 9 partes de água) para desinfetar superfícies.

Utilizar lenço descartável para higiene nasal é outra medida de prevenção importante. Deve-se cobrir o nariz e a boca com um lenço de papel quando espirrar ou tossir e jogá-lo no lixo. Também é necessário evitar tocar olhos, nariz e boca sem que as mãos estejam limpas. Para a higienização das louças e roupas, recomenda-se a utilização de detergentes próprios para cada um dos casos. Destacando que é importante separar roupas e roupas de cama de pessoas infectadas para que seja feita a higienização à parte. Caso não haja a possibilidade de fazer a lavagem destas roupas imediatamente, a recomendação é que elas sejam armazenadas em sacos de lixo plástico até que seja possível lavar.

Além disso, as máscaras faciais descartáveis devem ser utilizadas por profissionais da saúde, cuidadores de idosos, mães que estão amamentando e pessoas diagnosticadas com o coronavírus. Também é importante que as pessoas comprem antecipadamente e tenham em suas residências medicamentos para a redução da febre, como ibuprofeno e paracetamol, controle da tosse, como xaropes e pastilhas, além de medicamentos de uso contínuo. Produtos de higiene também devem ser comprados e armazenados como uma medida de prevenção. No caso das crianças, recomenda-se que os pais ou responsáveis, adquiram fraldas e outro produtos em uma maior quantidade para que se evite aglomerações em supermercados e farmácias.

 

Comentários

Não deixe de assistir:

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE