18 Dicas de Séries e Filmes NETFLIX para assistir no Dia das Bruxas

18 Dicas de Séries e Filmes NETFLIX para assistir no Dia das Bruxas


Halloween. Carinhosamente conhecido como dia das bruxas no Brasil. Época na qual os fãs de terror podem deixar aflorar verdadeiramente sua paixão. Outubro é um mês especial para quem curte tais filmes e o dia 31 é seu ápice glorioso. Pensando nisso, para ajudar você, nosso querido leitor, a escolher o que assistir nesta data tão peculiar, selecionamos 18 produções (9 séries e 9 filmes) que tem tudo a ver com o dia, para você se esbaldar. Então, segue com a gente e vem conhecer.

Séries

O Mundo Sombrio de Sabrina

Começando com um lançamento. O reboot de Sabrina – a Aprendiz de Feiticeira (1996-2003) é muito mais sombrio e mergulha de vez no clima de terror. Então esqueça as gracinhas da série antiga. A proposta aqui é seguir os passos de sua “prima” Rivardale – já que nasceu inclusive da mesma editora de quadrinhos, datando de 1962. A gracinha Kirenan Shipka é a nova intérprete da bruxinha.

A Maldição da Residência Hill



Pulando de um lançamento para outro, esta série é a nova sensação mundial do terror. Criada por Mike Flanagan – um dos grandes nomes do gênero na atualidade -, a série elevou o conceito de mansão assombrada a outro patamar. Tanto que muitos especialistas soltaram a seguinte frase: “Nem Hereditário, nem Um Lugar Silencioso, o melhor filme de terror do ano é o episódio 6 deste seriado”. Que moral!

Riverdale

Não seríamos justos se citássemos a sensação Sabrina e deixássemos de lado o programa que, de certa forma, possibilitou sua existência. Os quadrinhos do Archie são uma espécie de Turma da Mônica norte-americana, que surgiram ainda na década de 1940. Para a versão em carne e osso, foram respeitados todos os personagens originais, porém, a nova ideia os joga dentro de um thriller completamente gelado, envolvendo muito mistério, suspense e assassinatos.

Stranger Things

Não podemos fazer uma lista de séries para a data sem recomendar o fenômeno Stranger Things. Bem, isso talvez seja chover no molhado. Mas, se você viveu debaixo de uma rocha até agora, nunca é tarde para correr atrás, começar a maratonar esta série linda, e conhecer seus personagens inesquecíveis. E se você já conhece, e está mais do que familiarizado com Eleven e cia., não existe data melhor para revisitar cada momento desta incrível criação.

Bates Motel

A série The Good Doctor vem fazendo um enorme sucesso junto ao público. Antes do programa, no entanto, o jovem Freddie Highmore já havia marcado território com a bem sucedida pré-sequência, em forma de seriado, do clássico Psicose (1960), de Alfred Hitchcock. Por isso, sempre vale a pena voltar à velha casa e reencontrar Norman Bates e sua mãe, Norma (Vera Farmiga), numa bela noite escura. Chegue, fique à vontade e tome um banho de chuveiro…

Castlevania

Aqui temos uma dica um pouco diferente. Esta é uma série de terror, mas uma animada. Baseada num famoso videogame, Castlevania ganhou as telinhas na forma de um programa original Netflix, de 12 episódios, cuja segunda temporada estreou este ano. A trama mostra um aventureiro caçador de vampiros, lutando para salvar sua cidade de criaturas das trevas, controladas pelo próprio Drácula.

The Walking Dead

Não conseguimos fugir dos clássicos modernos. Por mais que as últimas temporadas tenham ficado entre erros e acertos, e que muitos fãs afirmem que a série tem se estendido demais, sua influência é inegável. Além de ter rendido um derivado, The Walking Dead serviu para cimentar a figura dos zumbis no consciente do grande público, tornando-as mais populares e modernos do que nunca.

O Bosque

Para ficar diferente mais uma vez, agora recomendamos uma produção francesa que é uma minissérie em seis episódios. O Halloween é a data perfeita para tramas de mistérios adultos também. E aqui temos o desaparecimento de uma jovem como motor que puxa a trama. Nos arredores de uma cidadezinha na França, numa floresta, dois policiais, um homem e uma mulher, se unem para realizar a busca pela menina. Eles acabam recebendo a ajuda de uma misteriosa mulher.

Santa Clarita Diet

O legal do Halloween é a diversidade. Para os mais jovens, que não desejam a intensidade de certas produções, a pedida pode ser pelo humor, ou um terror mais leve e de “mentirinha”. Bem, Santa Clarita Diet, estrelada por Drew Barrymore, pode ser uma comédia, mas de leve não possui muito. Aqui temos mutilações e um verdadeiro banho de sangue intercalando suas piadas incorretas. Se você deseja a temática de zumbis, mas com certo humor, esta é a sua pedida.

Filmes

Sala Verde

Exibido em festivais de cinema pelo mundo em 2015, inclusive no Festival do Rio – onde tive a oportunidade de conferi-lo -, o longa marca um dos últimos trabalhos do saudoso jovem ator Anton Yelchin. Na história, um grupo de amigos viaja para fazer um show com sua banda num clube noturno pra lá de hostil, recheado de neonazistas. A certa altura, de forma boba, algo sai muito errado, e logo este grupo de amigos precisa lutar por suas vidas. O filme marca um desempenho muito assustador do veterano Patrick Stewart, geralmente associado a papeis mais afetuosos e heroicos – vide o Professor Xavier e o Capitão Jean Luc Picard de Jornada nas Estrelas.

Apóstolo

Produção original da Netflix, exibida em festivais de cinema, como o Fantastic Fest – onde nosso editor-chefe Renato Marafon conferiu a obra -, o longa é o novo trabalho do talentoso cineasta Gareth Evans (dos incríveis filmes Operação Invasão). Na trama, Dan Stevens é um forasteiro que chega a uma pequena cidade em busca da sua irmã. No entanto, se depara com uma perigosa seita religiosa.

Errementari – O Ferreiro e o Diabo

Produção espanhola, este filme é baseado numa antiga lenda do folclore local. Na trama, um ferreiro consegue capturar um demônio que vivia de forma calma, sozinho e afastado do povo de uma pequena cidade. Inadvertidamente, uma jovem termina de forma acidental libertando a criatura, forçando o protagonista a enfrentá-lo novamente.

1922

Falando sobre lendas e folclores, ninguém é melhor para contá-los atualmente do que o escritor Stephen King. 2017 foi o ano da ressurreição do escritor em diversas mídias, como cinema e séries de TV, e a Netflix não ficou de fora. Aqui, listamos esta macabra fábula, sobre um marido vingativo, que termina matando a esposa para herdar suas terras. Bem, nos contos de King, os mortos nunca permanecem verdadeiramente desta forma. Quem protagoniza é Thomas Jane.

Pequeno Demônio

Como dito na parte das séries, o legal do dia das bruxas é a diversidade. É necessário indicar produções de todos os tipos e para todos os gostos. Aqui, o humor volta à tona, com uma história que é basicamente uma paródia do clássico A Profecia (1976), de Richard Donner. O menino “encapetado” é, inclusive, bem similar ao infame Damian (e também lembra em suas vestimentas o vocalista da banda AC/DC). Na trama, um sujeito acha que encontrou o amor de sua vida (papel da bela Evangeline Lilly). O problema é que o filho dela parece ser o mal encarnado.

Verônica

É muito difícil encontrarmos produções unânimes, daquele tipo que quase não ouvimos reclamações. Uma delas atende pelo título Verônica. Produção espanhola, do mesmo diretor da franquia de sucesso REC, a trama passada em Madrid, em 1991, mostra uma jovem atormentada por espíritos malignos após usar a famosa tábua de Ouija junto com as amigas. É de arrepiar.

Luciferina

Passando de um terror espanhol para um argentino. Aqui, temos uma jovem de 19 anos que fez votos para se tornar uma noviça. Ao retornar para casa a fim de cuidar de seu pai moribundo, sua vida sofre uma reviravolta quando ela decide partir numa jornada, ao lado da irmã e de amigas, e encontrar uma planta mística. No local, se deparam com rituais satânicos e magia negra.

Rastro de Maldade

Seguindo a trilha de Apóstolo, este thriller se passa no velho oeste e traz o veterano Kurt Russell como protagonista, na pele do xerife de uma pequena cidade. Seu visual, inclusive, está muito semelhante ao portado na obra-prima de Quentin Tarantino, Os Oito Odiados (2015) – é provável que tenha gravado os dois numa janela de tempo muito próxima. Além dele, Patrick Wilson (o Ed Warren de Invocação do Mal) vive um sujeito debilitado, que tem a jovem esposa sequestrada por sanguinários aborígenes canibais. Completando o elenco, Matthew Fox, o Jack de Lost, vive um pistoleiro egocêntrico.

Olhos Famintos 3

Bem, esta devemos deixar claro para você assistir por sua própria conta e risco. Sabemos que você, nosso querido leitor, ama a franquia Olhos Famintos, em especial o primeiro filme, de 2001. A expectativa para esta tardia terceira parte era alta. Mas, como atestou nosso editor-chefe Renato Marafon, o filme não é, particularmente muito bom. De qualquer forma, é a volta tão esperada do Creeper – a criatura que espreita e mata de 23 em 23 anos. Para quem é fã, é necessário ver e tirar suas próprias conclusões. Seja como for, ainda existe falatório para um possível quarto episódio. Tomara que venha e seja bom.





Inscreva-se em nosso canal e receba conteúdo exclusivo » http://goo.gl/mPcJ5c