5 Ótimos Filmes de Terror de 2018 que não foram Lançados no Brasil

5 Ótimos Filmes de Terror de 2018 que não foram Lançados no Brasil



Variando entre excelentes e péssimos, dezenas de filmes de terror são lançados no Brasil todos os anos. Infelizmente, muitas produções de qualidade são esquecidas e nunca lançadas no nosso país.

Pensando nisso, separei cinco filmes de terror inéditos no Brasil que valem muito a pena serem conferidos.

Os 5 Melhores Filmes de Terror de 2018

Os 5 Piores Filmes de Terror de 2018

Deixei algum bom lançamento de fora? Quais são os seus favoritos?

5. Monster Party

Aproveite para assistir:


Esse filme conta a história de três jovens que se infiltram como garçons em uma festa particular em uma mansão na intenção de roubá-la. Acontece que os convidados não são exatamente o que parecem e tudo termina em um grande banho de sangue. Detalhar a trama seria estragar algumas surpresas do roteiro, mas quem gosta de sangue e bizarrices vai adorar essa produção. Além de ser bastante violento, o longa traz um humor ácido e brinca com os clichês do gênero, surpreendendo o espectador por seguir caminhos… inusitados.

4. Assassination Nation

Essa produção peculiar é como um cruzamento entre ‘Meninas Malvadas‘ e ‘Uma Noite de Crime‘, e surpreendentemente acaba funcionando. A trama segue uma pequena cidade em caos depois que suas informações pessoais são vazadas na internet, trazendo pior de si mesmos em uma busca de “justiça” com as próprias mãos. A crítica social do roteiro é óbvia, mas o que a gente não espera mesmo é o nível de insanidade e violência que o filme entrega em seu terceiro ato. O tom do longa muda completamente e a tensão toma conta da tela. Poderia ter exagerado ainda mais em sua premissa, mas foi o suficiente para um bom entretenimento.

3. Downrange

Sem dúvidas um dos filmes mais tensos e violentos do ano! Na trama, jovens são pegos de surpresa no meio da estrada por um serial killer com um rifle de longo alcance. O diretor brinca com os ângulos da câmera, fazendo o melhor proveito de um enredo em que qualquer coisa pode acontecer a qualquer momento. Quando um personagem se mexe ou tenta fazer alguma coisa, é inevitável não sentir a tensão que ele podem levar um tiro a qualquer momento. Infelizmente, o desfecho não é lá grandes coisas, mas isso não tira o mérito de toda a experiência. Não se enganem, ‘Downrange‘ é uma aula de tensão e é extremamente brutal.

2. Pyewacket

Uma jovem está cansada de sua relação tóxica com sua mãe e decide invocar um demônio para matá-la. Oi? É exatamente disso que esse filme se trata. No entanto, o roteiro é inteligente em explorar não só as consequências físicas, como também as consequências psicológicas desse ato. Há um ótimo trabalho de desenvolvimento na relação entre mãe e filha no decorrer do longa, e o diretor conseguiu construir um clima muito sinistro acima disso tudo. O roteiro apresenta uma mitologia simples, porém, eficiente – “não confie em seus olhos mentirosos”, o demônio pode enganar sua percepção –, o que contribui para umas cenas realmente tensas.

1. Upgrade

Upgrade‘ não é exatamente um filme de terror, mas é tão brutal que não poderia deixá-lo de fora dessa lista. Esse filme é basicamente uma versão de ‘Venom‘ que deu certo. Se você trocar a inteligência artificial por uma simbiose, seria praticamente a mesma coisa. Até mesmo os atores que interpretam os protagonistas são parecidos. ‘Upgrade‘, no entanto, é bem-sucedido em tudo que ‘Venom‘ falhou em fazer e é de longe um dos melhores filmes do ano. O longa é divertido, violento e tem um desfecho de tirar o fôlego.

Bônus: Amizade Desfeita 2

O primeiro ‘Amizade Desfeita‘, distribuído pela Universal Pictures, foi um grande sucesso, arrecadando US$ 64 milhões mundialmente com um orçamento de apenas US$ 1 milhão. Claro que uma sequência era inevitável, e o formato antológico foi sabiamente escolhido. Esse segundo filme não tem nada a ver com o primeiro e sua trama sequer é sobrenatural. Dessa vez, um grupo de amigos é atormentado por hackers da deep web alegadamente em busca de vingança por um notebook roubado. Particularmente, não achei a sequência tão divertida quanto o filme original e é por isso que a coloquei apenas como bônus na lista. O roteiro conserta alguns erros do primeiro longa, mas entrega um ritmo mais lento e mortes poucos inventivas. Além disso, esse filme empalidece se considerarmos que no mesmo ano tivemos o excelente ‘Buscando‘. Apesar de tudo isso, o longa tem sim os seus pontos positivos e merece ser conferido.



COMENTÁRIOS