Ações da Sony caem após rompimento de acordo com a Disney

Ações da Sony caem após rompimento de acordo com a Disney



Analistas financeiros divulgaram recentemente que as ações da Sony despencaram gradativamente (e continuam a cair) após o rompimento do acordo com a Disney que acabou por retirar a propriedade intelectual da franquia ‘Homem-Aranha’ da Marvel.

O anúncio vem pouco depois de um repúdio generalizado por parte dos fãs no tocante à inesperada decisão.

Confira o gráfico abaixo, junto a alguns comentários nas redes sociais:

“Então, depois que Homem-Aranha: Longe de Casa fazer um bilhão de dólares [na bilheteria] e se tornar o filme mais lucrativo da Sony, [a produtora] decide romper o relacionamento com o estúdio mais lucrativo da atualidade… Quero dizer, a Sony tem os direitos do Homem-Aranha, mas isso é insano”.

“Ei, pessoal, não assistam ao relançamento de ‘Longe de Casa’. Vocês estarão jogando seu dinheiro fora”.

“Obviamente o Homem-Aranha não estar no MCU é decepcionante, e a cronologia futura ficará bastante confusa já que colocaram Tom Holland como o suposto Homem de Ferro Jr., mas nesse ponto o MCU atingiu seu ápice e a Disney queria usar ainda mais o personagem da Sony. Acho que tudo vai se resolver”.

“A Dinsey pediu para que os futuros filmes da franquia ‘Homem-Aranha’ tivessem financiamento de 50% de cada estúdio, e houve discussões que isso poderia se estender para os outros filmes do universo aracnídeo. A Sony recusou a oferta… O dinheiro fala mais alto e os fãs saem perdendo”.

“Sony depois de tirar o Homem-Aranha do MCU, enganando a Disney e sabendo que eles não tem finanças líquidas o suficiente para comprá-los que nem fez com a Fox”. 

O herói preferido da vizinhança cruzou caminhos com Os Vingadores após um acordo ambicioso e inédito que permitia que o aracnídeo, propriedade da Sony, fosse usado nos filmes da Marvel (propriedade da Disney) e que ambas as companhias se ajudariam em um acordo multi-bilionário.

Cinco filmes depois, essa mesma ambição fez o contrato chegar ao fim.

Criando um império nunca visto antes na história do entretenimento, a Disney queria mais! Com o sucesso de ‘Homem-Aranha: Longe de Casa’, que ultrapassou os US$ 1 bilhão nas bilheterias, a Marvel pediu uma participação de 50% no cofinanciamento dos próximos filmes.

O acordo daria à Disney uma participação maior na franquia Homem-Aranha, além de trazer outos personagens como o Venom, para o Universo Cinematográfico da Marvel. A Sony recusou a oferta sem nem mesmo fazer uma contraproposta.

Com o sucesso de ‘Venom’, a Sony está confiante em construir seu próprio Universo Cinematográfico e precisa de seu herói mais querido para fazer isso.

E conseguiu.

Quem você acha que perderá com o fim do acordo: A Marvel ou a Sony?

COMENTÁRIOS