Cult é pouco pra definir esse filme. “Alta Fidelidade” é uma daquelas pérolas, que só aparecem de tempos em tempos. Uma comédia romantica que agrada todos, dos mais aversos aos apreciadores do estilo. Como isso é possível ? Simples (ou nem tanto): com um roteiro inteligente, atuações perfeitas e direção correta.

É uma comédia romântica que conta a história de Rob (John Cusack), um homem, dono de uma loja de discos, que passa por uma tentando entender porquê nunca consegue ter um relacionamento duradouro com suas namoradas. No meio dessa história, muita música e piadas inteligentes.


Acho que falar sobre a atuação de Jonh Cusack é repetir o que os outros dizem. É perfeita, Cusack consegue dar profundidade e carisma ao personagem. O público masculino se identifica com ele imediatamente. A atuação de Jack Black também é outro ponto a ser comentado. Seu personagem é hilariante, é um vedadeiro nerd obcecado por rock. As tiradas dele são sensacionais. Suas discussões com os fregueses da loja de Rob são hilariantes. Vale ressaltar a cena onde ele se apresenta com sua banda, no final.

O filme, narrado por Rob , tem um desenvolvimento da história bem original. Primeiro, começamos com o Top 5 dos “foras” que ele tomou ao longo de sua vida. Cada um desses “foras” é uma história a parte, que depois serve para definir a complexa personalidade de Rob. Uma de suas namoradas é vivida por Catherine Zeta-Jones, a atriz mais bela do cinema atual. A história envolvendo a personagem de Catherine é uma das melhores, só perdendo para a história da atual namorada de Rob, que ache que está sendo saindo por ela com um de seus vizinhos, um bicho-grilo vivido por Tim Robins. A cena onde Rob se imagina expulsando o amante da namorada é espontânea e muito hilária.

Aproveite para assistir:

Depois disso, o filme toma um rumo parecido com o de comédias românticas comuns, e cai um pouco na qualidade.Mas essa queda é compensada no final engraçadíssimo e mais do que adequado para o filme.

A trilha sonora é, pra completar, arrasadora, com grandes nomes da música independente e da música pop mundial. Quase um personagem do filme.

Altamente recomendado para os amantes do rock (como eu !!) e da boa música em geral.

 


 

 

 

 


 

 


Crítica por:
Diego Sapia Maia 

 


 

Comentários

Não deixe de assistir:

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE