Com mais de 40 anos de carreira, o animador John Musker ajudou Ron Clements a criar grandes clássicos da Walt Disney Animation Studios, incluindo ‘Aladdin’, ‘Hércules’, ‘Planeta do Tesouro’, ‘A Princesa e o Sapo’, eMoana’.

No entanto, Musker admitiu ao The Hollywood Reporter que não ficou animado com a onda de remakes live action promovidos pelo estúdio.

“Não posso negar que fiquei impressionado com os remakes live action da Disney Jon Favreau é um cineasta brilhante, mas o remake de ‘O Rei Leão‘ não me deixou nem um pouco animado, vi ali personagens sem expressão… para ser sincero não me envolvi com o filme. Tirando ‘Malévola‘, não estou animado com os remakes live action. Acho que só gostei de ‘Malévola‘ porque o foco é a vilã e não a Princesa Aurora.”


Musker continuou e provocou o estúdio, dizendo que atualmente as bilheterias falam mais alto que a criatividade.

“Eu prefiro assistir conteúdo original, e os contos de fadas estão perdendo sua essência. Mas ‘Frozen 2’ já arrecadou mais de US$ 1 bilhão, então acho que a minha opinião importa, não é?”

Aproveite para assistir:

Lembrando que a Disney faturou US$ 10 bilhões somente em 2019, e uma parte deste valor veio dos remakes live action, como Aladdin’ (US$ 1,051 bilhão) e O Rei Leão(US$ 1,656 bilhão).

Lembrando que o próximo live action da Disney é ‘Mulan‘, que permanece sem previsão de lançamento por conta da pandemia do Coronavírus.

Em um comunicado oficial à Variety, o estúdio revelou que o aguardado remake teve sua estreia removida do cronograma oficial.

Anteriormente previsto para ser lançado em 21 de agosto de 2020, nenhuma outra data foi anunciada.


“Nos últimos meses, ficou claro que nada pode ser definido com solidez quando se trata de lançamento de filmes durante uma crise sanitária global, e hoje isso significa pausar nossos planos de lançamento de Mulan, conforme descobrimos a melhor maneira de levar essa produção para o mundo inteiro”, diz a declaração.

Sobre o remake

Em uma recente entrevista para o Digital Spy, a diretora Nikki Caro revelou alguns detalhes sobre o aguardado longa-metragem e explicou a decisão de tirar as sequências musicais de sua versão, dizendo que “ninguém canta na guerra”!

“Eu pensei nessa adaptação do ponto de vista mais realista, e quem é que canta no meio da guerra? Os personagens estão em guerra, entre espadas e flechas…”, disse ela. “Não sou contra a animação, não é isso, mas são aspectos diferentes. As músicas são brilhantes e vamos honrá-las de uma maneira muito significativa. Mas eu me concentrei no drama de uma menina que está enfrentando uma guerra como um soldado.”

Por falar em realismo, Caro aproveitou par esclarecer porque não incluiu o dragão Mushu na adaptação.


“Mushu faz sentido na animação… Mas nesta versão há um representante da criatura, meio que uma representação espiritual dos ancestrais de Mulan, o que reforça o relacionamento dela com o pai. Foi assim que representamos a ideia de Mushu no live action.”

A versão live-action é dirigida por Niki Caro, e é estrelada pela chinesa Liu Yifei, também conhecida como Crystal Liu, uma das atrizes mais populares desta geração no país.

 


Não deixe de assistir:

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE