As 10 Melhores Séries de Comédia da Atualidade - Que Ainda Estão no Ar

As 10 Melhores Séries de Comédia da Atualidade - Que Ainda Estão no Ar


Comédia é um gênero menosprezado. Não levado a sério (com o perdão da obviedade e do trocadilho) por muitos críticos e grande parte do público. E não estamos apenas nos referindo ao cinema. No entanto, o que muitos não imaginam é a dificuldade de se fazer humor. E o humor bem feito deve ser enaltecido. Muitos não dão crédito por não conseguirem rir de algumas obras – a culpa nestes casos não é da comédia, mas da falta de talento dos envolvidos para extrair humor de tais situações.

Pensando nisso e como forma de homenagear este gênero tão importante e pouco valorizado, resolvemos criar nossa nova lista. O foco aqui é a telinha, séries de TV – a febre do momento, rivalizando inclusive com o cinema. Como sempre, nossa lista tenta ser a mais eclética possível, pegando a opinião, não dos críticos ou nossa própria, mas do grande público. Afinal, a voz do povo é a voz de Deus.

Com a ajuda de nossos colegas do IMDB, selecionamos os programas humorísticos de ficção (não contamos documentários, talk shows ou qualquer outro formato) ainda em exibição (não contamos seriados que já acabaram também) mais bem avaliados por você.

Então se preparem para conhecer, pois aqui vão as melhores séries de comédia da atualidade.



Ps, todos os programas apresentados na lista se enquadram na definição comédia – mesmo os que não pareçam. Não esqueça de comentar, dizendo seus preferidos.

10 | Brooklyn Nine-Nine

Conhecido no Brasil como Lei & Desordem, a comédia policial foi criada por Michael Schur (oriundo do Saturday Night Live) em parceria com Dan Groor. Schur também foi o responsável pela criação de outras famosas séries cômicas, vide Parks and Recreation (2009-2013) e a recente The Good Place (2016-presente).

No ar desde 2013, a história apresenta Jake Peralta, papel de Andy Samberg (igualmente cria do SNL), um imaturo, porém, muito eficiente detetive de polícia de Nova York, da 99ª DP do Brooklyn. Ao ser transferido para o local, ele começa a bater de frente com seu novo chefe, o sério e pomposo Capitão Ray Holt (Andre Braugher). O divertido e eterno “pai do Chris”, Terry Crews, também faz parte do elenco.

Uma curiosidade é que embora adorado, o programa foi cancelado pela FOX em maio deste ano. No entanto, a série foi logo fisgada pela rede NBC para mais uma temporada (a sexta) de 13 episódios. A série é vencedora de dois Globos de Ouro (2014), melhor ator de comédia para Samberg e melhor série de comédia.

09 | Inside nº 9

Tá certo, esta aqui pouquíssimos no Brasil irão conhecer. No entanto, gente suficiente a conhece a ponto de elegê-la como a nona melhor comédia da atualidade. Trata-se de uma produção britânica da BBC, o que por si só já se torna certa barreira para os brasileiros – já que os programas do canal nem sempre chegam por aqui.

No ar desde 2014, o programa exibiu sua quarta temporada em janeiro deste ano, sempre num total de seis episódios por temporada, e já tem seu quinto ano prometido para 2019. Criado pelos humoristas Reece Shearsmith e Steve Pemberton, que também protagonizam, a ideia da série é bem criativa. Uma comédia de antologia, dona de humor tipicamente britânico, os episódios se fecham neles mesmos, nunca repetindo história ou personagens.

O gancho aqui é a brincadeira com outros gêneros, como o crime, o suspense, o terror e o drama. A única ligação é que todos os episódios se passam num único ambiente, seja uma casa, um camarim, um apartamento ou uma mansão, e sempre de número 9 (daí o título do seriado). Inside nº 9 é basicamente uma peça curta filmada.

08 | Modern Family

Voltando para os holofotes de uma série famosa, o programa da rede ABC, criado por Steven Levitan e Christopher Lloyd (que não é o ator de De Volta para o Futuro), já está no ar desde 2009 e exibe sua décima temporada a partir do dia 26 de setembro deste ano. Mas não pense que é muito, já que os fãs querem mais e o programa se encontra renovado para a décima primeira temporada no ano que vem.

Conhecida com o título literal Família Moderna no Brasil e protagonizada pela colombiana Sofía Vergara e pelo eterno Al Bundy, Ed O´Neill, a série fala sobre três famílias muito diferentes, porém, relacionadas, enfrentam julgamentos e atribulações de sua própria e cômica maneira. A série foi indicada cinco vezes ao Globo de Ouro e levou em 2012. Vergara teve quatro indicações e ainda não conseguiu sair vitoriosa. O mesmo vale para o ator Eric Stonestreet, que vive Cameron nas telas, com três indicações sem vitória.

07 | Silicon Valley

O vale do Silício, como é conhecida a área na Califórrnia que abriga as maiores empresas de informática do país, é o objetivo de todo jovem gênio que sonha em se tornar milionário, ou quem sabe bilionário, inspirados por Bill Gates, Steve Jobs e Mark Zuckerberg. E é onde temos como foco esta nova criação de Mike Judge, o sujeito por trás de Beavis e Butt-Head (1993-2011). Em parceira com John Altschuler e Dave Krinsky, Judge apresenta o universo de Richard Hendricks (Thomas Middleditch), um engenheiro tentando desenvolver sua própria companhia.

No ar desde 2014, a série exibiu sua quinta temporada entre março e maio deste ano e já tem engatilhado o sexto ano. A produção da HBO foi indicada dois anos ao Globo de Ouro (2015 e 2016), mas não levou o prêmio.

06 | Atlanta

This is Atlanta, don´t catch you slippin´up, don´t catch you slippin´up”. Antes de parar o mundo com a música This is America, de seu alter ego Childish Gambino, Donald Clover criava Atlanta e lançava o programa em 2016. Com um intervalo de quase dois anos entre sua primeira e segunda temporada, o programa exibido pelo canal FX já prepara um terceiro ano para 2019.

Esta não é uma comédia convencional, no entanto, seguindo mais a linha de dramédia e humor ácido. O tema aqui é a representatividade racial, com o cenário de Atlanta, capital e cidade mais populosa do Estado da Geórgia, como pano de fundo. Na trama, Glover vive Earn, que ao lado do primo Alfred (Brian Tyree Henry), deseja trabalhar com a indústria da música rap.

Um dos destaques do programa é a presença da carismática e bela Zazie Beetz, que aos poucos começa a explodir Hollywood – tendo marcado presença este ano no sucesso Deadpool 2 (como Domino) -, na pele de Van, namorada do protagonista. Atlanta levou os Globos de Ouro de melhor comédia e melhor ator de comédia para Glover. E pode ter certeza que novas indicações e novos prêmios estão a caminho.

05 | Shameless

Um dos temas mais abordados por séries em geral é a família. Esta, no entanto, possui uma curiosa reviravolta. Shameless (na tradução livre “Sem Vergonha”), criada por John Wells e Paul Abbott -  exibida pelo canal Showtime - fala justamente sobre uma família disfuncional, onde o patriarca é um alcoólatra que vive entorpecido – papel de William H. Macy.

Neste clã irlandês, é Fiona, a filha mais velha de seis irmãos, quem precisa assumir a função da figura responsável e tomar conta de todos. A bela Emmy Rossum (O Fantasma da Ópera, 2004) é quem interpreta a personagem, numa atuação ousada – na qual precisa se despir constantemente para personificar as aventuras sexuais de Fiona.

A série exibiu a segunda metade de sua oitava temporada no início deste ano e já aquece os motores para a nona, que estreia agora no início de setembro. Shameless, no entanto, só foi indicada para dois prêmios no Globo de Ouro, em 2015 e 2018, para William H. Macy como ator de comédia.

04 | The Marvelous Mrs. Maisel

A série mais recente da lista, esta nova criação de Amy Sherman-Palladino (Gilmore Girls) chegou chutando a porta e se mostrando um enorme sucesso. Mrs. Maisel estreou em 2017 no canal de streaming Amazon Prime Video e apresenta a história da personagem título, uma dona de casa da década de 1950 que decide se tornar comediante, fazendo shows de stand-up.

Quem comanda na frente das câmeras é Rachel Brosnahan, em sua grande chance nas telas. Tudo isso apenas com uma temporada lançada. Isso que é prestígio.

A segunda não irá demorar e já tem estreia prometida para este ano. E uma terceira está engatilhada para 2019. A quarta série de comédia atual mais bem avaliada pelos fãs, já tem dois prêmios Globo de Ouro na estante: melhor seriado de comédia e melhor atriz de comédia para Brosnahan.

Crítica | The Marvelous Mrs. Maisel - Inteligente, feminista e afiada

03 | Curb Your Enthusiasm

Mais conhecido pelo título Segura a Onda por aqui, esta é a série mais antiga da lista, com uma primeira temporada datando de 2000. Trata-se de uma criação de Larry David, a mente por trás da melhor série cômica de todos os tempos – na humilde opinião deste que vos fala (e de muitos outros) -, Seinfeld (1989-1998).

Além de um dos criadores da série antiga citada, David também foi a persona de Woody Allen (muito similar à sua própria) no filme Tudo pode dar Certo (2009). Aqui, o criador interpreta a si mesmo e o programa narra as suas desventuras, ao lado de amigos e desconhecidos. Em alguns episódios, inclusive, os atores de Seinfeld fazem participação.

Por se tratar de uma série da HBO, o programa costuma intercalar sua exibição entre alguns anos. Por exemplo, apesar de ter estreado em 2000, o programa irá exibir este ano apenas a sua décima temporada. Segura a Onda venceu o Globo de Ouro de comédia em 2003, e David foi indicado três vezes.

02 | It´s Always Sunny in Philadelphia

Segura a Onda pode ser a série mais antiga da lista, mas este programa de título longo é o dono de mais temporadas. A série criada por Glenn Howerton e Rob McElhenney, já está no ar desde 2005 no canal FX e acumula doze temporadas, indo para a décima terceira no início de setembro.

Fora isso, a décima quarta está prometida para 2019. Além dos criadores do programa, que também protagonizam na frente das telas, temos os nomes de Charlie DayDanny DeVito (os mais conhecidos do elenco) e Kaitlin Olson como cinco amigos de grande ego e atitudes arrogantes, que são donos de um pub irlandês na Filadélfia.

It´s Always Sunny... é a segunda comédia atualmente no ar mais bem avaliada na opinião do público. O programa, apesar de ter sido indicado para três prêmios no Emmy, nunca foi indicado ao Globo de Ouro.

01 | Arrested Development

E o primeiro lugar da lista fica com a série criada por Mitchell Hurwitz. Extramente cultuada, Arrested Development, conhecida no Brasil como Caindo na Real, estreou em 2003 e segue no ar após um grande hiato. Contando com grandes nomes no elenco, a série foi o divisor de águas na carreira de gente como Jason Bateman, por exemplo, que vive o protagonista Michael Bluth.

Na trama, o patriarca George Bluth (Jeffrey Tambor) vai preso e cabe ao equilibrado Michael assumir os negócios da família. Mais uma série de temática familiar, Arrested Development se diferencia por sua pegada de “documentário falso”, com depoimentos dos personagens para a câmera e imagem tremida. Além de Tambor e Bateman, fazem parte do clã: Michael Cera, Portia de Rossi, Will Arnet, Jessica Walter e Tony Hale. O diretor Ron Howard é quem narra o programa.

A curiosidade sobre o programa fica por conta do cancelamento da FOX, seu canal original, após as três primeiras temporadas (2003 a 2006). Depois disso, pensou-se em fazer um longa-metragem, mas adiamentos foram mostrando que o público cada vez mais esfriava e que um filme lançado com um hiato tão grande podia fracassar.

Assim, em 2013, a Netflix, também conhecida como a melhor casa para resgatar seriados do ostracismo, trouxe a série de volta – com uma quarta temporada que se tornou, ao lado de House of Cards e Hemlock Grove, uma das primeiras produções originais da empresa a ser indicada ao Emmy. A primeira metade da quinta temporada foi ao ar em maio deste ano e a segunda é prometida ainda para 2018.

BÔNUS:

Who is America?

O comediante Sacha Baron Cohen não cansa de nos chocar com seu humor ácido, incorreto e muito crítico. Ele enfia o dedo na ferida, satirizando e ridicularizando comportamentos tidos como “normais” por parte da população norte-americana.

Depois de criar personagens como Ali G, Borat e Brüno, Cohen se disfarça de novas personas como o propósito de desmascarar a insanidade por trás do patriotismo exacerbado de muitos nos EUA, entre os tópicos, a normalização do armamento para civis, por exemplo. É só dar uma olhada no trailer para sentir o tamanho da encrenca.

O programa extremamente polêmico, que promete enfurecer muita gente, foi ao ar em julho e já se tornou um dos mais comentados por grande parte do público.

The Angry Video Game Nerd

Somos a favor de diversidade e mudanças. E isso inclui a forma do entretenimento, dentro e fora das telas. Do lado de lá, de quem produz, abraçamos inegavelmente a Netflix, por exemplo, que trouxe uma forma inovadora de entregar conteúdo, batendo de frente com os canais, TVs a cabo e até mesmo o cinema.

Por outro lado, em diferente escala, temos o Youtube, o maior portal para produtores de conteúdo independente, os chamados Youtubers. Sim, hoje já temos séries e programas exclusivos para a plataforma, muitos, inclusive, mais divertidos e de melhor conteúdo do que inúmeras produções cinematográficas e televisivas grandes.

Para termos uma ideia, um dos mais bem avaliados (e mais antigos) é este canal criado por James Rolfe em 2004, que já dura 12 temporadas. No programa, o Angry Video Game Nerd – ou nerd raivoso do vídeo game (na livre tradução) -, o personagem criado por Rolfe para os vídeos, analisa e satiriza games antigos.





Inscreva-se em nosso canal e receba conteúdo exclusivo » http://goo.gl/mPcJ5c