segunda-feira, julho 15, 2024

As 15 Melhores Séries de 2023

Estamos terminando 2023 e, dando continuidade às nossas matérias especiais, chegou a hora de relembrar as quinze melhores séries de ano até agora.

Desde ‘The Last of Us’, que se tornou uma das favoritas da crítica e do público desde sua estreia no começo do ano, até a incrível produção pós-apocalíptica ‘Silo’ e o encerramento irretocável de ‘Succession’, foram várias as obras que dominaram a televisão e os streamings.

Veja abaixo o nosso ranking e conte para nós qual foi a sua favorita:

15. DROPS OF GOD – 1ª TEMPORADA

A adaptação do mangá homônimo ‘Drops of God’ se tornou uma das grandes surpresas do ano e uma das melhores entradas do catálogo da Apple TV+ – e são inúmeros os motivos para conferir a essa produção. A trama acompanha a filha distante de um famoso magnata dos vinhos que compete pela herança deixada com um jovem enólogo que se tornou pupilo do pai dela. O sucesso da série foi tamanho que ela levou dezenas de prêmios para casa e conquistou os assinantes da plataforma.

14. ENXAME – 1ª TEMPORADA

Criada por Donald GloverJanine Nabers, a série satírica de terror psicológico ‘Enxame’ veio sem muitas expectativas para o catálogo do Prime Video e se tornou uma das melhores produções originais da plataforma de streaming. Encantando o público e acrítica, a produção traz Dominique Fishback como Dre, cujo amor por uma cantora fictícia toma um rumo sombrio quando ela se aprofunda no fandom. A série também tem um elenco coadjuvante repleto de estrelas, com Chloë Bailey interpretando sua irmã Marissa, e Karen Rodriguez interpretando sua amiga Erica. O elenco também inclui Damson IdrisRory CulkinParis Jackson e Billie Eilish.

13. RAINHA CHARLOTTE

Em vários momentos, é notável como ‘Rainha Charlotte’ ultrapassa a qualidade da série original ‘Bridgerton’, refinando as falas e o arco dos personagens a que estávamos acostumados, imbuído com a quantidade certa de drama, comédia e romance – tudo o que esperaríamos de uma obra como essa. No final das contas, o resultado é muito aprazível e nos preenche por completo, mostrando que ainda há muito a se contar sobre esse incrível universo.

12. GEN V – 1ª TEMPORADA

Não deixe de assistir:

É notável como a indústria do entretenimento mainstream tem um apreço significativo por expandir universos já consolidados – e é claro que ‘The Boys’ não ficaria de fora disso. Foi aí que surgiu ‘Gen V’, série spin-off que, em pouco tempo, conquistou o público e a crítica. Segundo nossa redatora Rafaela Gomes, a obra “flerta levemente com o cinema indie de amadurecimento – tudo isso para construir o cenário perfeito para uma onda infindável de mortes gráficas e comportamentos compulsivos destruidores. Em um contexto propício para a transgressão – belos jovens à flor da pele em um amplo campus universitário sob “baixa” supervisão -, a sanguinolência da série original ganha vida, se incorpora em seus protagonistas e nos presenteia com o que há de mais grotesco na raça humana”.

11. A SMALL LIGHT

A poderosa minissérie ‘A Small Light’ provavelmente passou longe de seu radar, mas mereceu o lugar que a destinamos nessa singela lista. A produção, disponível aqui no Brasil no Star+, conta a notável história da secretária Miep Gies, que não hesitou quando seu chefe Otto Frank, pai de Anne Frank pediu que ela escondesse ele e sua família dos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial. Com atuações pungentes e uma dramatização espetacular de um dos períodos mais obscuros da história da humanidade, a obra acerta em todas as mensagens que se propõe a passar ao público.

10. SILO – 1ª TEMPORADA

O ambicioso sci-fi pós-apocalíptico e distópico estrelado por Rebecca Ferguson tinha tudo para não fazer jus à saga literária de Hugh Howey – mas nos encantou com uma potente e intrincada trama pela barbárie e pelo medo humanos. De acordo com nossa redatora Rafaela Gomes em sua crítica, a série constrói “uma atmosfera sombria e pulsante que nos angustia e nos deixa perplexos, [conseguindo] romper sua lentidão ao fazer jogos mentais com a audiência. Revelando novas camadas de seu universo conforme caminhamos com a trama, a série é um deleite para quem não tem pressa e um primor para amantes de tramas complexas”.

9. GÊMEAS: MÓRBIDA SEMELHANÇA

Rachel Weisz faz um trabalho aplaudível ao encarnar com impecável esmero as protagonistas de ‘Gêmeas: Mórbida Semelhança’, chegando aos pés de Jeremy Irons, que estrelou o longa original de David Cronenberg. É notável o constante movimento de fluxo e refluxo promovido por performances tão distintas, garantindo que o público perceba uma tóxica e inebriante co-dependência que escala a níveis assustadoras e transforma-se em um thriller arrepiante. E, considerando que Weisz é uma das criadoras e uma das produtoras executivas da releitura seriada, ela sabe como trabalhar cada elemento sem entregar tudo de uma vez e garantindo que fiquemos animados capítulo a capítulo.

8. TRETA – 1ª TEMPORADA

A comédia ‘Treta’, estrelada por Ali WongSteven Yeun, consagrou-se como uma das sensações da Netflix e uma das melhores entradas de todo o catálogo da plataforma. De acordo com nossa redatora Rafaela Gomes, “com uma estética conceitual que emana a essência criativa da produtora A24, Treta’ ainda conta com uma direção habilidosa, que hora revela a beleza árida das regiões desérticas da Califórnia, hora favorece as luzes artificiais em contraste com ambientes que exalam a cultura Yuppie. E salpicando temáticas mais sérias como maldição hereditária, infidelidade e porte de armas, a original Netflix é feita de personagens falhos, imperfeitos e muitas vezes difíceis de digerir”.

7. YELLOWJACKETS – 2ª TEMPORADA

Showtime conquistou o mundo com o lançamento da série de suspense ‘Yellowjackets’ e, em pouco tempo, a produção havia angariado uma legião de fãs gigantesca. Com a chegada do segundo ciclo, todas as nossas expectativas foram superadas – e os recentes episódios mantiveram a qualidade da iteração original, expandindo o mistério e arrancando performances icônicas que foram celebradas nas indicações ao Emmy 2023, como bem deveriam.

6. O URSO – 2ª TEMPORADA

Em pouco tempo, ‘O Urso’ se consagrou como uma das melhores séries da nova geração dos streamings – contando com atuações espetaculares e um roteiro afiado que nos levou ao centro do caos gastronômico dos restaurantes. E é claro que a 2ª temporada manteria o ritmo frenético dessa espetacular investida criativa que, segundo nossa redatora Rafaela Gomes, teve “espaço suficiente para expandir o arco de seus personagens, permitindo que todos tenham seu próprio momento em tela, onde a vulnerabilidade, as agruras e alegrias de cada um sejam genuinamente expostas para o público”.

5. BARRY – 4ª TEMPORADA

Seguindo a onda de “últimas temporadas”, ‘Barry’ também chegou ao fim com uma quarta iteração espetacular. Se a comédia estrelada por Bill Hader já havia nos conquistado desde sua estreia lá em 2018, os episódios de encerramento trazem o personagem titular em sua construção mais crua imaginada, colocando-o em um arco de redenção e busca pelo perdão daqueles que machucou no passado.

4. TED LASSO – 3ª TEMPORADA

‘Ted Lasso’ retornou em 2023 com uma antecipada 3ª temporada e não deixou nenhum de seus fãs na mão. Rendendo-se a um perfeito ciclo de encerramento, cada uma das complexas engrenagens dessa comédia arrebatadora funciona com perfeição – com destaque ao teor cômico aplaudível refletido por Jason Sudeikis e pelo restante do elenco. Não é surpresa que a recente iteração tenha conquistado nada menos que 21 indicações ao Emmy.

3. A QUEDA DA CASA DE USHER

Nessa minissérie de oito episódios, Mike Flanagan se apropria do extenso catálogo literário do lendário Edgar Allan Poe, que eternizou contos góticos através de um estilo apaixonante, dilacerante e envolvente. É claro que, considerando o impacto significativo que Poe causou à época de suas publicações e até os dias de hoje, a narrativa poderia muito bem se render às obviedades do gênero e funcionar apenas como uma remodelagem live-action de enredos complexos e bastante intrincados. Felizmente, não é isso o que acontece; Flanagan já demonstrou ter uma visão única sobre o mundo e sobre os medos que nos assolam dia após dia e, no final das contas, ele transforma essa incursão em uma pérola artística muito mais profunda do que aparenta.

2. THE LAST OF US – 1ª TEMPORADA

Nada poderia nos preparar para o que a HBO tinha a oferecer com ‘The Last of Us’; afinal, era apenas natural que ficássemos com um pé atrás com mais uma adaptação de um game. Entretanto, as expectativas do público são superadas com facilidade, principalmente pela qualidade da adaptação. E, à medida que a primeira temporada chega ao fim, não podemos deixar de sentir um gostinho de quero mais – e somos convidados a retornar a esse universo marcado por luto, barbárie, sacrifício e redenção insurgem em um incrível espetáculo dramático que consegue equilibrar cada elemento com perfeição.

1. SUCCESSION – 4ª TEMPORADA

‘Succession’ se tornou uma das produções mais aclamadas da história da HBO – e é claro que o ciclo de encerramento não deixaria a desejar. Segundo nossa redatora Rafaela Gomes, a quarta e última temporada do drama “é a coroação suprema de anos de desdém, luxo e sagacidade desenfreados. E em uma espiral decadente delirante, vemos o old money ruir, dando espaço para a tecnologia e para o processo natural da sociedade contemporânea – onde monopólios oligarcas perdem espaço para empresários descentralizados, cujos sobrenomes valem bem menos do que seu inato poder aquisitivo”.

Mais notícias...

Thiago Nollahttps://www.editoraviseu.com.br/a-pedra-negra-prod.html
Em contato com as artes em geral desde muito cedo, Thiago Nolla é jornalista, escritor e drag queen nas horas vagas. Trabalha com cultura pop desde 2015 e é uma enciclopédia ambulante sobre divas pop (principalmente sobre suas musas, Lady Gaga e Beyoncé). Ele também é apaixonado por vinho, literatura e jogar conversa fora.

Siga-nos!

2,000,000FãsCurtir
370,000SeguidoresSeguir
1,500,000SeguidoresSeguir
183,000SeguidoresSeguir
158,000InscritosInscrever

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MATÉRIAS

CRÍTICAS