Através de seu perfil do Twitter, Leonardo DiCaprio iniciou uma campanha para incentivar a população mundial a tomar medidas contra as ações prejudiciais do presidente Jair Bolsonaro em relação à Floresta Amazônica. Em apenas 10 dias, o filme já foi assistido mais de 1 milhão de vezes no Twitter.

Na publicação, o astro compartilhou um vídeo com uma mensagem bem forte, dizendo:

“EMERGÊNCIA! A Associação dos Povos Indígenas do Brasil pergunta a todos os cidadãos, governos e empresas ao redor do mundo: ‘De que lado vocês estão: Amazônia ou Bolsonaro?'”


O vídeo é narrado por uma criança, que reforça a urgência contra as queimadas causadas por grandes corporações que agem como parasitas e são protegidas por Bolsonaro.

Confira:

Aproveite para assistir:

Desde o ano passado, DiCaprio vem criticando o presidente por conta da sua falta de responsabilidade ao negar a crise ambiental que vem se abatendo sobre a região.

“Dados preliminares indicam um aumento de 7% nas queimadas da Floresta Amazônica em agosto. O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, está sob pressão internacional para resolver a situação, mas duvidou publicamente delas no passado, culpando oponentes e comunidades indígenas.”, disse DiCaprio em entrevista ao The Guardian.

Em novembro de 2019, o astro já havia rebatido algumas declarações de Bolsonaro, que acusou o ator americano de financiar ONGs brasileiras supostamente responsáveis pela série de incêndios.


DiCaprio se manifestou através de um comunicado, dizendo:

“Embora certamente mereçam apoio, eu não estou financiando as organizações que estão atualmente sob ataque. O futuro desses ecossistemas insubstituíveis está em jogo e tenho orgulho de fazer parte dos grupos que os protegem.”

Além disso, o astro apoiou os protestos contra as queimadas e elogiou “o povo do Brasil que trabalha para salvar seu patrimônio cultural e natural.”

A polêmica começou quando Bolsonaro transmitiu ao vivo e em rede nacional diversas acusações sem provas contra DiCaprio e a WWF, organização que atua em áreas ambientais visando a conservação e restauração da natureza.


“O pessoal da ONG, o que eles fizeram? O que é mais fácil? Botar fogo no mato.”, disse o presidente. “Tira foto, filma, a ONG faz campanha contra o Brasil, entra em contato com o Leonardo DiCaprio, e então o Leonardo DiCaprio doa US$ 500 mil para essa ONG. Uma parte foi para o pessoal que estava tocando fogo, tá certo? Leonardo DiCaprio tá colaborando aí com a queimada na Amazônia, assim não dá, né?”.

Bolsonaro voltou a atacar o astro em frente ao Palácio da Alvorada, quando se encontrou com eleitores do Pará, que garantem que os incêndios tiveram motivações criminosas.

“Agora o Leonardo DiCaprio é um cara legal, não é? Dando dinheiro para tacar fogo na Amazônia. Quando eu falei que havia envolvimento de ONGs, o que a imprensa fez comigo?”, disse Bolsonaro em tom irônico.

Apesar das acusações, não há nenhuma prova da relação entre as entidades da sociedade civil com os incêndios que devastaram as florestas tropicais.


Comentários

Não deixe de assistir:

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE