Em 2006 o cinema nacional não teve grandes êxitos em bilheterias. Dos 64 filmes lançados, apenas 2 ultrapassaram a barreira de 1 milhão de espectadores: ‘Se eu fosse você’ (3,6 milhões) e ‘Didi – O Caçador de Tesouros’ (1,02 milhão). Ainda desse total, 53 filmes ficaram abaixo de 100 mil espectadores, sendo que 24 não atingiram nem 5 mil (dados do portal Filme B). Portanto, vemos que muitas vezes a bilheteria do cinema nacional fica concentrado na mão de poucos, o que muitas vezes desestimula a produção.


O ano de 2007 começou dia 12/01 para o cinema nacional, com a estreia de ‘O Passageiro – Segredos de Adulto’, novo longa de Flávio R. Tambellini (‘Bufo & Spallanzani’), com Bernardo Marinho, Giulia Gam e Antônio Calloni. O filme traz a história do adolescente Antônio, um rapaz de classe média que não concorda com a riqueza proporciona por seu bai banqueiro. Diante de números tão complicados como os vistos em 2006, Tambellini sem mantêm com os pés no chão: ‘Adoraria que, num cálculo otimista, ele tivesse mais de cem mil espectadores. Mas, se der cem mil, é muito bom.’, diz ele, em entrevista à Folha de São Paulo.


O Passageiro – Segredos de Adulto

Aproveite para assistir:

Ainda em Janeiro chega às telas o primeiro candidato à sucesso brasileiro do ano, ‘A Grande Família’. Após longa e consolidada carreira na TV, é hora da família comandada por Lineu (Marco Nanini) e Nenê (Marieta Severo), trazer suas histórias para o público das telonas. O lançamento acontece dia 26/01.

E ao longo deste novo ano teremos filmes para todo tipo de público, esteja interessado em dramas, comédias, romances ou ação.

Como grandes blockbusters da temporada podemos apostar em ‘Antonia’, longa de Tata Amaral que já virou seriado na globo (9/2), ‘O Magnata’, de Jhonny Araújo, que traz a história de um garoto de classe média às voltas com sua banda e uma aproximação com a bandidagem . O roteiro do filme é de Chorão (da banda Charlie Brown Jr.) (19/1), ‘Polaroides Urbanas’, primeiro longa de Miguel Falabella, versão cinematográfica para a peça ‘como encher um biquíni selvagem’, com Marilia Pêra, Arlete Salles e Marcos Caruso no elenco (11/04). ‘Cidade dos Homens’ chega com a versão para telona da série de sucesso da Globo, com Douglas Silva e Darlan Cunha no elenco, com direção de Paulo Morelli (31/08).

Os Desafinados

Podemos ainda incluir nesta lista de possíveis sucessos retumbantes o novo longa de Hector Babenco, ‘O Passado’, que traz a história de um homem (Gael Garcia Bernal) que vive os efeitos de uma paixão avassaladora (sem data), ‘Saneamento Básico – O Filme’, que traz Wagner Moura, Camila Pitanga e Fernanda Torres na inusitada história de uma comunidade que está na dúvida entre investir dinheiro no sistema de esgoto ou em um longa-metragem (20/07), e ‘Os Desafinados’, novo trabalho de Walter Lima Jr., com Rodrigo Santoro e Cláudia Abreu (21/09). Colocamos aqui também as obras de diretores que sempre levam grande público ao cinema como Moacyr Góes e seu ‘O Homem que desafiou o Diabo’ e Daniel Filho com ‘O Primo Basílio’ (02/11).


Saneamento Básico – O Filme

Outros diretores também irão buscar espaço para seus longas, como os novos trabalhos de Murilo Salles, ‘História Real’, protagonizado por Leandra Leal, baseado nos textos da escritora Clarah Averbuck. Laís Bodanzky (‘Bicho de Sete Cabeças’), retorna com ‘Chega de Saudade’, sobre a rotina de um salão de baile, com Leonardo Villar, Tonia Carrero e Betty Faria(10/08). Muita polêmica também irá aparecer com o novo longa de Cláudio Assis, ‘Baixio das Bestas’, que já vem dividindo crítica e público pelos festivais onde passa. ‘O Diário de Tati’, de Mauro Lima, traz as história da famosa personagem de Heloísa Perissê para os cinemas (18/04). Ação também é prometida para esta temporada com a estreia de ‘Federal’, com Selton Mello. Selton também aparece no elogiado ‘O Cheiro do Ralo’, de Heitor Dhalia. Domingos de Oliveira, um dos maiores cineastas para tratar sobre o universo feminino retorna com seu ‘Carreiras’, sobre um dia na vida de uma jornalista (16/03). Helvécio Ratton lança seu ‘Batismo de Sangue’, com Caio Blat e Ângelo Antônio (22/06). Maurício de Souza coloca sua turma em mais uma aventura em ‘Turma da Mônica em uma aventura no tempo’ (16/02). Após o sucesso de ‘Benjamin’, Monique Gardenberg retora com ‘Ó Pai, ó’ (30/03) e Zelito Viana traz sua visão sobre Juscelino Kubsticheck com ‘JK, uma bela noite para voar’ (14/09).


Carreiras

Novos diretores também surgem em 2007, como Carlos Cortez, que lança seu elogiado ‘Querô’ (18/04), Phillipe Barcinski tem Rodrigo Santoro e Leonardo Medeiros em seu ‘Não por Acaso, história de um jogador de sinuca e um engenheiro de tráfego. ‘Fim da Linha’ é o trabalho de Gustavo Steinberg com Rubens de Falgo e Maria Padilha. Paulo Sérgio Almeida lança ‘Inesquecível’, com Murilo Benício (08/06) e ainda ‘Tiago da Mata Machado’ chega com seu ‘O Quadrado de Joana’ (sem data).

Segundo Paulo Sérgio Almeida, editor do Filme B, em entrevista à Folha de São Paulo, ‘2007 vai ser o ano que nunca existiu, com grande força dos filmes médios, entre 500 mil e 1 milhão de espectadores’, e que podemos esperar um público ainda maior.


Fato é que lançamentos não irão faltar ao longo do ano. Os filmes citados aqui e vários outros estão prontos para ocupar as telas, e como fruto de um trabalho árduo, sua maior recompensa são salas lotadas, sessões esgotadas. Basta que o público procure aqueles filmes que mais lhe interessem e vá ao cinema sem preconceitos.

Escrito por: Rodrigo Soares

 

Matéria feita por: Renato Marafon, Edson Barros
Comentários

Não deixe de assistir:

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE