Celebridades que Faleceram em 2003

O CinePop resolveu homenagear neste especial as grandes personalidades do cinema que nos deixaram em 2003. É a forma que encontramos de dizer MUITO OBRIGADO a todos aqueles que nos emocionaram com sua arte e talento e que não serão esquecidos.


DIRETORES
ELIA KAZAN – diretor polêmico e até mesmo odiado por muitos mas sem dúvida responsável por alguns clássicos incontestáveis. Fez carreira de sucesso também na Broadway. Descobriu grandes talentos do século 20 como Marlon Brando (Sindicato de Ladrões) e James Dean (Vidas Amargas). As inúmeras inimizades se devem ao fato de ter delatado colegas na época do Macarthismo, Muitos destes atores e diretores nunca mais conseguiram emprego em Hollywood. Foi também escritor de 6 romances e uma autobiografia.


JOHN SCHLESINGER – cineasta de notável talento no começo de carreira como Domingo Maldito, O Dia do Gafanhoto e O Mundo Fabuloso de Billy Liar. mas que depois teve uma grande queda na qualidade dos seus filmes . Sua consagração mesmo veio com o Oscar de 1970 pelo filme Perdidos na Noite com dois jovens talentos na época John Voight e Dustin Hoffman. Sua última produção foi a fraquinha comédia Sobrou Pra Você com Madonna.

LENI RIEFENSTAHL – cineasta alemã conhecida mundialmente por sua obra mais polêmica ”O Triunfo da Vontade”, de 1934, filme em que faz propaganda do nazismo e que massifica, juntamente com ”Olímpia”, de 1938, a campanha liderada por Adolph Hitler, que estimulava a defesa e supremacia de uma raça ariana pura e a exclusão e o racismo aos judeus.Buscando tanto no cinema quanto na fotografia a aventura e a beleza física, foi desprezada pelo mundo artístico por seu antigo alinhamento ao ditador alemão. Sai do ostracismo após ter reconhecido seu trabalho como fotógrafa de tribos africanas.
Ainda aos 100 anos, participou de expedições subaquáticas para registrar imagens de tubarões em águas agitadas.

Aproveite para assistir:


ATORES
KATHARINE HEPBURN – Verdadeira unanimidade na sétima arte, conseguindo enorme sucesso durante toda a sua carreira que durou mais de 60 anos. É a artista que ganhou mais vezes o Oscar de melhor atriz sempre na categoria principal. O primeiro foi por Manhã de Glória e o último por Num Lago Dourado em 1982 ao lado de Henry Honda e Jane Fonda.
Foi indicada nada menos que 12 vezes ao Oscar sendo superada apenas por Meryl Streep. Teve um grande parceiro nos cinemas, Spencer Tracy (e dizem seu grande e único amor), com quem fez 9 filmes. Entre seus grandes e inesquecíveis filmes estão Uma Aventura na África com Humphrey Bogart, De repente, no Último Verão com Montgomery Cliff e Longa Jornada Noite Adentro.


GREGORY PECK – Verdadeira lenda, ganhou apenas um Oscar (foi indicado 4 vezes) mas sempre foi muito premiado e reconhecido pela crítica e pelo público. Seu semblante passava um ar de honestidade notável e isso lhe rendeu papéis onde era de caráter e retidão inabalável. O seu personagem em O Sol é Para Todos (que lhe rendeu a estatueta) foi escolhido, pouco antes de sua morte, pelo American Film Institute como o maior herói da história de cinema (vencendo pesos pesados como James Bond e Indianda Jones). Peck faz o papel do Advogado Titus que defende um negro acusado de um crime numa pequena cidade sulista dos EUA. Teve papéis marcantes como o nazista Josef Mengele em Os Meninos do Brasil, O Capitão Ahab na adaptação do clássico da literatura Mobi Dick . Foi dirigido por grandes diretores entre os quais Alfred Hitchcock no filme Quando Fala o Coração e Elia Kazan com A Luz é Para Todos. Na década de 70 fez o advogado do filme O Cabo do Medo e em 1991 participou do remake do mesmo filme interpretando uma pequena ponta, este foi a seu último papel no cinema.


ALBERTO SORDI – um dos maiores representantes do cinema italiano participou em quase 200 filmes como ator e 20 como diretor. É impossível pensar em comédia italiana sem pensar em Sordi, que conjugava no mesmo personagem drama e comédia de forma comovente. Trabalhou com os grandes diretores italianos como Vittorio de Sica e Federico Fellini. Em sua prolífica filmografia constam do filmes Os Boas Vidas, Os Novos Monstros e História de um Jovem Homem Pobre.

ALAN BATES – primeiro se formou como ator de teatro mas na décadas de 60 a 70 faria grandes sucessos no cinema. O mais famoso foi Zorba, O Grego onde faz um personagem fechado que se refugia numa ilha da Grécia. Também teve sucesso Esse Mundo é dos Loucos (1966), uma comédia inteligente e sensível que aborda a insanidade humana. Manteve-se ativo até quase o fim de sua vida, seus últimos filmes foram Assassinato em Gorford Park de Robert Altman e A Soma de Todos os Medos


CHARLES BRONSON – eterno durão do cinema. Muito calado e sério tanto em seus filmes como na vida real. Fez inúmeras produções muitas delas de baixo orçamento. Devido aos seus traços rústicos era escolhido para fazer o papel de vilão. Começou a sua carreira com o seu nome verdadeiro Charles Buchinsky. Ficou famoso antes na Europa do que nos Estados Unidos. Chegou ao estrelato mesmo com a cine série Desejo de Matar. Mas também atuou em clássicos principalmente nos anos 60. Alguns exemplos são: Sete Homens e Um Destino, Fugindo do Inferno e Os Doze Condenados.

GREGORY HINES – sem dúvida um dos grandes nomes da Broadway e herdeiro da tradição de levar o sapateado para o cinema. Era considerado um dos melhores dançarinos de sua geração. Ficou famoso do grande público ao protagonizar o filme O Sol da Meia-Noite ao lado do também bailarino Mikhail Barishnilov. Chegou a ser comparado a Fred Astaire. Na sua filmografia também se destaca Cotton Club. Um de seus últimos trabalhos foi o chefe de Will da série televisiva Will & Grace.

HUME CRONYN – veterano ator que começou a carreira cinematográfica na década de 40 com ninguém menos que Alfred Hitchcock em A Sombra de uma Dúvida. Tinha 91 anos e as novas gerações o associavam à figura de vovô, como em Coccon e As Filhas de Marvin. Foi casado com Jéssica Tandy (a velhinha de Conduzindo Miss Daisy) depois se separou dela e casou-se novamente com Susan Cooper.

MICHAEL JETER – seu personagem mas conhecido foi o do prisioneiro que tinha um ratinho de estimação no filme com Tom Hanks À Espera de um Milagre. Também esteve em Jurassic Park III e Crime Verdadeiro. Sua formação era em medicina mas largou tudo para abraçar a carreiro de ator. Seu último trabalho foi Polar Express de Robert Zemeckis, Tom Hanks também está no elenco. A produção poderá ser conferida em 2004


 

Feito por: Andrea Don

 

 


Comentários

Não deixe de assistir:

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE