A Marvel é famosa por ter elencos estelares em seus filmes e por fazer com que atores inesperados imortalizem personagens. Afinal, quem pensa que a Marvel erra nas escalações após não conseguirmos mais separar Robert Downey Jr do Homem de Ferro, Chris Evans do Capitão América e Chris Hemsworth do Thor? No entanto, por mais que muitos não se lembrem, o Universo Cinematográfico Marvel já passou por algumas mudanças consideráveis no elenco. Com a nova série What If…? estreando no Disney+, dezenas de novas versões dos heróis e vilões favoritos do MCU serão apresentados, quase como “recasts” em forma de desenho animado. Por isso, decidimos separamos as principais mudanças no elenco regular dos filmes da Marvel.


TCHAU, HULK

A interpretação de Edward Norton nos entregou um Bruce Banner acuado e amargurado por sua própria existência estar atrelada ao Hulk, criando uma persona fugitiva e receosa, hesitante de viver, focada apenas na sobrevivência e na busca por uma cura. Foi uma versão bem fiel aos quadrinhos e alguns fãs gostaram muito. Só que uma série de divergências criativas entre Edward Norton e a grande mente por trás do Universo Cinematográfico Marvel, Kevin Feige, acabou causando a demissão do ator.



Histórias de bastidores contam que o envolvimento de Ed era muito grande e influenciou diretamente na abordagem do personagem e nos rumos da trama. Mas não era algo que agradasse Feige, que queria uma outra pegada para a união em Os Vingadores (2012). Há também uma história de que um dos pedidos de Norton era para dirigir Os Vingadores, algo que sequer foi cogitado, já que o estúdio confiava plenamente em Joss Whedon para assumir o cargo e trazer seus diálogos dinâmicos para reunir os Heróis Mais Poderosos da Terra nas telonas pela primeira vez.

Aproveite para assistir:

Com Norton de fora, Mark Ruffalo foi chamado e trouxe um Hulk menos agressivo, mas ainda evasivo, que vai evoluindo e ficando mais amigável conforme se insere no supergrupo dos heróis. Sua última versão, o Professor Hulk, suavizou ainda mais o personagem, tirando a parte do monstro insano dele e deixando apenas a personalidade de Bruce no corpo do Golias Esmeralda.

 



NEGÓCIOS À PARTE

Terrence Howard era o ator mais bem pago do primeiro Homem de Ferro (2008). Hoje, isso parece absurdo pelo tamanho do sucesso que seu companheiro de tela conquistou, mas o contexto do momento em que ele foi escalado justifica completamente o alto cachê do ator. Na época, Terrence vivia uma fase iluminada da carreira, vindo de inúmeros prêmios por seu papel em Crash – No Limite (2004), ainda mais prêmios por Ritmo de Um Sonho (2005) e um prêmio de Melhor Ator da NAACP Image Awards por seu papel em Pride (2007). Ou seja, o ator estava vivendo seu auge.

Enquanto isso, Robert Downey Jr. vivia uma época muito obscura de sua vida, vindo de duas prisões por porte de drogas, até o dia em que, sob efeito de drogas, invadiu a casa de um vizinho achando ser a sua, o que fez com que Robert fosse mandado para uma clínica de reabilitação. Em outras palavras, apesar de ser um ator com prêmios e indicações, Downey Jr. era um nome polêmico e malvisto por Hollywood. Então, o grande nome de Homem de Ferro para o público em geral era Terrence.

Com o sucesso estrondoso do primeiro Homem de Ferro, Robert Downey Jr. ganhou um aumento considerável de cachê. Já Terrence recebeu uma proposta salarial 50% menor para voltar como Rhodes, mas com mais tempo de tela e destaque. Howard também ficou conhecido por alguns ataques de estrelismo nos sets do primeiro filme.

Depois do ator negar a proposta, a Marvel correu atrás de Don Cheadle, que foi anunciado como o novo James Rhodes. Mesmo sem ter tanto carisma, Don segurou o papel e está ganhando bem na franquia Vingadores, como o Máquina de Combate.

 



PAPAI CHEGOU

A primeira aparição de Howard Stark no MCU é logo no primeiro Homem de Ferro. Na cena em questão, as pessoas estão relembrando a vida de Tony Stark, quando exibem uma montagem relembrando os casos marcantes da história do bilionário. Nela, pode-se ver Gerard Sanders como o patriarca dos Starks. No entanto, nos anos seguintes, a presença do pai de Tony seria mais frequente, então optaram por mudar seu intérprete.

Em Homem de Ferro 2 (2010), quando Jon Favreau optou por dar um ar mais “Walt Disney” para Howard, foi chamado o ator John Slattery para substituir Sanders. A atuação agradou tanto que ele reprisou o papel em Homem-Formiga (2015), Capitão América: Guerra Civil (2016) e Vingadores: Ultimato (2019).

Apesar de Slattery ter acabado se consagrando como o “Howard que vale” do MCU, ainda na Fase Um, houve um recast para que ele pudesse aparecer mais jovem durante a década de 1940. Então, o diretor de Capitão América: O Primeiro Vingador, Joe Johnston, escalou Dominic Cooper para dar vida a um jovem e marrento Howard Stark. Com isso, Howard virou o personagem que mais teve intérpretes ainda na primeira fase de filmes do estúdio.


 

O OUTRO THANOS

O mundo Geek ficou em choque com a cena pós-créditos de Os Vingadores. Um discurso sobre a humanidade não ser a raça fraca que o tinham prometido e um sorriso maléfico em cena. Sim, Thanos estava lá e arquitetava seu plano para ter as Joias do Infinito.

A euforia para Ultimato começou exatamente naquela cena. Só que muita gente não lembra que o Thanos ali era interpretado por Damion Poitier, um ator mais famoso por seus trabalhos como dublê do que por seus papeis dramaticos.

Conforme o personagem foi ganhando relevância colossal dentro do Universo Marvel, a Disney correu atrás de um ator com mais nome no mercado. Assim, Josh Brolin foi escalado para viver o Titã Louco. Mas Damion não foi completamente esquecido pelos produtores do estúdio. Ele voltaria ao MCU para fazer uma participação em Capitão América: Guerra Civil (2016) como um dos mercenários que enfrentam a Viúva-Negra (Scarlett Johansson) em Lagos.

 

FOI PRO ESPAÇO

Hugo Weaving é um dos célebres atores do cinema Geek, e sua interpretação do Caveira Vermelha foi um dos pontos altos de Capitão América: O Primeiro Vingador (2011). Apesar dos fãs terem adorado seu trabalho como a essência do mal, Hugo não gostou de viver o personagem, chegando a reclamar em público das incontáveis horas que ele gastava com uma maquiagem que inibia sua atuação.

Em entrevista ao Collider, ele disse que: “Esse tipo de obra já me cansou. Foi bom fazê-lo e experimentar, mas, para ser honesto, não é algo que procuro e que me empolgue mais. Gosto é de me envolver com projetos com os quais eu tenha algum tipo de ligação”. Ou seja, apesar dele ter assinado contrato para vários filmes, Hugo não desejava retornar ao papel e deixou isso claro para a Marvel, que não desistiu de contar com o ator em Guerra Infinita.

Os irmãos Russo conversaram com o ator e explicaram para ele seus planos para o personagem. Ainda assim, o Weaving não se interessou pela nova roupagem do vilão e a produção se viu obrigada a buscar um novo intérprete para o personagem, que agora seria o guardião da Joia da Alma, em Vormir.

O processo foi muito simples. Os irmãos Russo foram atrás de atores que conseguissem imitar a voz de Hugo Weaving, e assim chegaram a Ross Marquand, que já havia atuado em The Walking Dead e fez uma imitação mais que convicente, que foi auxiliada por um trabalho impecável de maquiagem.

 

ANTES DE SHAZAM!

Josh Dallas chegou à franquia Thor (2011) para viver Fandral, o líder do Três Guerreiros de Asgard. Mas com seus conflitos de agenda com a série Once Upon a Time, o ator abandonou o papel e foi reescalado.

Por isso, Zachary Levi, o atual Shazam dos cinemas, foi chamado às pressas. É curioso porque Zachary era a escolha original para o papel, mas não pôde aceitar justamente por conflitos de agenda. Ele faz uma participação em Thor: O Mundo Sombrio (2013) e em uma única cena, a de sua morte, em Thor: Ragnarok (2017).

 


TESTE DE PATERNIDADE

Quando estabeleceram o núcleo familiar de Homem-Formiga (2015), a peça central a história era a pequena Cassie Lang, filha de Scott Lang e motivação dele para aceitar o trabalho como o diminuto herói. Na época, interpretando a pequena, Abby Ryder Fortson deu show de carisma e fofura. Três anos depois, ela reprisaria seu papel em Homem-Formiga e a Vespa (2018), onde já apareceu mais crescidinha.

Em 2019, com o lançamento de Vingadores: Ultimato, que veio repercutindo as tragédias de Guerra Infinita e se passa no ano de 2023, a pequena Cassie, como uma das sobreviventes, teria que aparecer cinco anos mais velha. Como Abby seguia muito miudinha, a produção precisou contratar uma atriz com mais idade para dar vida à Cassie de 2023. A escolhida foi Emma Fuhrmann.

No entanto, em 2020, a Marvel anunciou o elenco para a terceira aventura do Homem-Formiga nos cinemas, e muitos fãs ficaram em choque quando viram o nome de Kathryn Newton atribuído a Cassie Lang. Na verdade, a surpresa foi tão grande que nem a própria Emma sabia dessa mudança, e acabou descobrindo por meio do Twitter que havia perdido sua personagem. Ela disse não guardar mágoas e que espera que isso signifique que há alguma coisa reservada para ela no futuro do MCU. Fato é que Kathryn se firmou como uma das atrizes revelação dessa nova geração e sua presença agrega mais peso ao elenco do filme. E isso provavelmente indica que a jovem Cassie assumirá o manto de Estatura e virará uma super-heroína assim como o pai.

 

TENENTE ENCRENCA

O filme da Capitã Marvel (2019) trouxe uma série de personagens muito importantes para o futuro do MCU. Uma delas foi a pequena Monica Rambeau, vivida pela jovem atriz Akira Akbar. Como o filme se passa em 1995, ela era apenas uma criança feliz sem preocupações.

Já em WandaVision, série do Disney+ ambientada em 2023, Monica retorna adulta e vivida por Teyonah Parris. Agora, ela é uma agente da E.S.P.A.D.A., organização de segurança da Terra contra ameaças espaciais, que vai investigar as ações de Wanda (Elizabeth Olsen) e acaba sendo afetada pelos poderes de manipulação da realidade da feiticeira de luto. Com isso, Monica ganha habilidades especiais e se transforma em uma super-heroína que ainda vai aprontar bastante no Universo Cinematográfico Marvel.

Os novos episódios de What If…? estreiam no Disney+ toda quarta-feira.

Comentários

Não deixe de assistir: