Os cinemas de Los Angeles e de Nova York serão temporariamente fechados, como uma medida preventiva que visa conter a proliferação do Coronavírus. A informação foi confirmada por ambos os prefeitos das respectivas cidades.

Em uma coletiva de imprensa transmitida ao vivo, o prefeito de L.A., Eric Garcetti, anunciou que bares, casas noturnas, academias, boliches, fliperamas e restaurantes também serão fechados. A medida interrompe todos esses serviços até o dia 31 de março.

Mercearias, mercados, farmácias e restaurantes delivery ou de retirada do pedido são as únicas modalidades que ainda poderão funcionar durante o período de quarentena.



Já em Nova York, o prefeito Bill de Blasio também anunciou no último domingo (15), que “casas noturnas, cinemas, pequenas casas de shows e espaços para concertos serão fechados”. A medida começa a vigora a partir da próxima terça-feira (17).

O gestor ainda avisou que nesta segunda-feira (16), emitirá um decreto limitando o serviço de restaurantes, bares, deliveries e retirada de pedidos no estabelecimento.

Aproveite para assistir:



Vale lembrar que no Brasil, os cinemas do Rio de Janeiro foram obrigados a fechar suas portas por 15 dias, em virtude da pandemia de coronavírus.

A medida visa evitar a proliferação da doença e garantir a segurança da população. Espera-se que contenção por apenas 15 dias seja o suficiente para a situação global se amenizar.

No estado de São Paulo, o governador João Dória fez restrições menores, seguindo a mesma premissa adotada pelo governador de Nova York. Sua determinação impera que eventos com mais de 500 pessoas sejam suspensos.



O cancelamento engloba tanto eventos governamentais, esportivos, artísticos, culturais, políticos, científicos, comerciais, bem como religiosos.

 

 

 

 



Comentários

Não deixe de assistir:

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE