Crítica | A Profecia do Mal – Irregular TERROR Estreia nos Cinemas Misturando Fanatismo e Religião

Uma das principais fontes de inspiração para os filmes de terror e suspense é a religião católica. Se por um lado os fiéis se inspiram pelas palavras de Cristo transcritas na Bíblia, por outro a indústria cinematográfica pega as brechas desse texto para criar ficções que se embasem nos ensinamentos dos discípulos para especular histórias cujo contexto seja entendido pelo público-alvo, quase sempre se apoiando em um dos dilemas mais antigos da humanidade: a batalha entre o bem e o mal. Nessa pegada, estreia a partir desta semana nos cinemas brasileiros o suspense com terrorA Profecia do Mal’.

Laura (Alice Orr-Ewing) é uma investigadora da religião católica que viajou até à Itália para pleitear uma bolsa de estudos no mesmo momento em que uma das catedrais mais importantes da região abre as portas para a primeira exibição ao público de um dos artefatos mais preciosos da humanidade: o sudário de Jesus, manto que o teria envolvido quando de sua morte crucificado. Por causa de seu bom contato com o padre Marconi (Joe Doyle), Laura consegue com exclusividade entrar no local para retratar a estátua do arcanjo Miguel derrotando Lúcifer, enquanto o público aprecia o tecido sagrado. Porém, enquanto está desenhando, uma figura sinistra aparece (Eveline Hall) e rouba o sudário, iniciando, assim, uma guerra entre entidades celestes com um único objetivo: criar laboratorialmente uma criança com o DNA do sudário e, assim, abrir de vez as portas do inferno para que todas as criaturas da Estrela da Manhã possam voltar à superfície.

Apesar de conter alguns pequenos spoilers nesta sinopse, explicar esses pontos faz-se necessário para que o espectador simplesmente consiga entender ‘A Profecia do Mal’. Isto porque o enredo do filme é bastante confuso, sem explicar a coisa muito abertamente e deixando bastante informação subentendida – coisas que só compreendemos o todo ao final, juntando as intenções das cenas. O roteiro de Ed Alan começa com a disputa entre o arcanjo Miguel e Lúcifer lá no submundo, depois introduz a protagonista em um contexto acadêmico, apresenta o padre que será o herói e, só depois disso, entra o vilão, cujo objetivo não fica muito claro até quase depois da metade do filme. Durante o tempo em que o espectador fica no escuro com relação à história, somos inclinados a pensar em outras possibilidades, sem entender o interesse pelo sudário e a relação do objeto com o que está sendo dito pela galera do mal. 

Nathan Frankowski não traz regularidade para seu filme, tentando abraçar diversas frentes ao mesmo tempo. Entretanto, na reta final, quando a coisa toda envereda de fato para o terror, o filme entrega boas cenas do gênero, incluindo possessão, escatologia e fanatismo ambientados em um contexto de disputa entre bem e mal com discursos proferidos por uma turma que se junta em sociedade secreta para cultuar ideologias fanáticas. 

Para quem anda sedento por filmes de terror, ‘A Profecia do Mal’ é um suspense com pegada de terror em uma história conspiratória estilo ‘O Código Da Vinci’. Irregular na sua construção, tem um arco final interessante para os fãs do gênero.

Mais notícias...

Siga-nos!

2,000,000FãsCurtir
370,000SeguidoresSeguir
1,500,000SeguidoresSeguir
183,000SeguidoresSeguir
158,000InscritosInscrever

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MATÉRIAS

CRÍTICAS

Uma das principais fontes de inspiração para os filmes de terror e suspense é a religião católica. Se por um lado os fiéis se inspiram pelas palavras de Cristo transcritas na Bíblia, por outro a indústria cinematográfica pega as brechas desse texto para criar...Crítica | A Profecia do Mal - Irregular TERROR Estreia nos Cinemas Misturando Fanatismo e Religião