Crítica em Vídeo | A Maldição da Casa Winchester – Sem sustos e “sem graça”

Crítica em Vídeo | A Maldição da Casa Winchester – Sem sustos e “sem graça”

Nota:


O editor-chefe Renato Marafon traz a crítica em vídeo do terror A Maldição da Casa Winchester(Winchester: The House That Ghosts Built), dirigido pelos irmãos Michael e Peter Spierig (‘Jogos Mortais: Jigsaw’).

Assista à crítica:

Crítica | A Maldição da Casa Winchester – Pouco terror e muita carpintaria 

Inspirado em uma história real. Em um ponto isolado de terra, a 50 milhas de distância de São Francisco fica a casa mais assombrada do mundo. Construída por Sarah Winchester (interpretada pela ganhadora do Oscar® Helen Mirren), herdeira da fortuna dos Winchester, a casa não conhece seu fim. Construída durante décadas de forma incessante, vinte e quatro horas por dia, sete dias por semana, ela tem sete andares de altura e abriga centenas de quartos. Para um estranho, parece um monumento monstruoso que reflete a loucura de uma mulher perturbada. Mas Sarah não está construindo para si, mas sim para sua sobrinha (Sarah Snook) ou para o brilhante Dr. Eric Price (Jason Clarke), que ela convocou para a casa. Ela está construindo uma prisão, um asilo para centenas de fantasmas vingativos, e os mais aterrorizantes deles têm o intuitivo de se estabelecer com os Winchesters…

Aproveite para assistir:


Jason Clarke (Planeta dos Macacos: O Confronto), Sarah Snook (Jessabelle) e Angus Sampson (Sobrenatural) também estão no elenco.

A estreia acontece nos cinemas nacionais dia 1º de março.

 



COMENTÁRIOS