Lançado há poucos dias na plataforma da Dona Netflix, o documentárioLA Originals’ abre um mundo completamente desconhecido para o espectador comum, e consegue nos transportar a uma viagem vertiginosa por Los Angeles – a cidade que nunca dorme – através de dois personagens icônicos da cultura pop estadunidense: o fotógrafo Estevan Oriol e o tatuador e artista Mister Cartoon.

Ok, você nunca ouviu falar deles, mas, acredite, você já viu o trabalho deles por todos os lados.

Vamos começar por Mister Cartoon. De origem mexicana, ele começou sua arte grafitando as paredes de Los Angeles. Em seguida, foi estudar letras, como desenhá-las, e criou uma assinatura própria na forma de escrever nos muros, através de letras arredondadas ou mais quadradas, tornando a forma da letra, em si, uma manifestação artística. Daí pras tatuagens foi um pulo, e rapidamente ele se tornou o tatuador queridinho das celebridades da música e do cinema. Na sua clientela figura nomes como Kobe Bryant, Christina Aguilera, Eminem, Slash, Pharrel, Beyoncé, Justin Timberlake, Prodigy, Paul Wall, Snoopy Dogg (ele foi o cara que fez a primeira tatuagem do Snoopy Dogg!), e por aí vaí. E sim, todos eles aparecem no filme.

Estevan Oriol começou a carreira como fotógrafo e rapidamente entrou para o meio do hip hop surgido na Califórnia, em plena ascensão no fim dos anos 1980. O cara conseguiu capturar imagens do grupo Cypress Hill e em pouco tempo aumentou sua clientela de famosidades. Foi quando Estevan conheceu Cartoon, e juntos resolveram abrir um negócio, o S.A. Studios, em Downtown LA. O local ficou internacionalmente conhecido como “O” lugar. Era lá que as celebridades se reuniam para jogar papo fora, fazer uma tatuagem ou usar o espaço para uma sessão de fotos (como a própria Kim Kardashian o fez). Foi assim que Estevan passou não só a fazer sessões de fotos para capas de CDs de hip hop – muitas das quais se tornaram bastante conhecidas – como também passou a dirigir videoclipes, dentre os quais alguns memoráveis do grupo Blink 182, do Snoopy Dogg, do Eminen, etc.

Aproveite para assistir:

Dirigido pelo próprio Estevan Oriol, o documentárioLA Originals’ dá rosto às pessoas por trás da ascensão da cultura do hip hop na costa oeste estadunidense e aos responsáveis pela inserção e mistura da cultura mexicana ao hip hop (e daí surgiram os cholos). Pode parecer distante, mas esses dois caras eram as referências para muitos artistas latino-americanos em uma Hollywood extremamente branca, e através desses caras que atrizes como Michelle Rodriguez, de ‘Velozes e Furiosos’, encontraram afeto. Dentre outras coisas, eles organizaram a premiere do filme ‘Machete’, com Danny Trejo, numa noite de gala que exaltava os low rides (carros baixos ou rebaixados) e a identidade mexicana em plena Los Angeles.

Com pouco mais de uma hora de duração, o início do filme é um pouco devagar, porém, insista: ‘LA Originals’ é um importante registro da cultura pop estadunidense, e dá voz a artistas cujos nomes são pouco conhecidos fora do meio das celebridades. Comparativamente, Estevan e Cartoon teriam sido para o hip hop californiano e a arte de rua o que o artista Basquiat foi para a cultura negra e os anos 1980 em Nova York, e todos eles ajudaram a moldar o que hoje nós temos como referência no mundo da música e das artes, cada um a seu modo. ‘LA Originals’ é um importante documentário a ser assistido, embora seja parcial, posto que é dirigido, produzido e gravado pelo próprio Estevan. Ainda assim, vale a pena assistir.

Comentários

Não deixe de assistir:

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE