Crítica | O Amor Dá Trabalho – A Comédia mais engraçada de Leandro Hassum em anos

Crítica | O Amor Dá Trabalho – A Comédia mais engraçada de Leandro Hassum em anos

Nota:


Nos últimos anos, Leandro Hassum se reinventou e decidiu se arriscar nas comédias dramáticas – provando ser um ator de vários gêneros.

Com os filmes ‘Chorar de Rir‘ e ‘Não Se Aceitam Devoluções, Hassum conseguiu se provar como ator ao mesmo tempo que se distanciou de grande parte do seu público, que o ligava a comédias escrachadas como ‘O Candidato Honesto‘ e ‘Até que a Sorte nos Separe‘.

Enquanto alguns culparam a perda de peso pelo ator ter ficado “menos engraçado”, a verdade é que ele estava atuando em papeis mais sérios carregados com uma carga dramática muito maior.

Aproveite para assistir:


A boa notícia é que o velho Leandro Hassum está de volta na comédia ‘O Amor Dá Trabalho‘, e ele continua hilário.

Na trama, Hassum vive Anselmo, um funcionário público preguiçoso que nunca fez questão de ajudar ninguém, morre num acidente no trabalho.

Para escapar do inferno, ele precisa fazer uma boa ação aparentemente simples: reunir o ex-casal Elisângela (Flávia Alessandra) e Paulo Sérgio (Bruno Garcia), separados há 12 anos, desde que ela foi abandonada por ele no altar.

O mais divertido do filme é que ele não se leva a sério, e Hassum tem sua oportunidade de brilhar como uma versão masculina de Oda Mae Brown (Whoopi Goldberg), do clássico ‘Ghost: Do Outro Lado da Vida‘. Ele abraça o personagem e tem tiradas cômicas que vão fazer a plateia cair no riso, como no momento em que ele sussurra no ouvido de uma freira.

A comédia ainda marca a estreia do diretor Ale McHaddo em filmes de live-action, após as bem sucedidas animações ‘Osmar, a Primeira Fatia do Pão de Forma‘ e ‘BugiGangue no Espaço‘.

Com uma direção segura e didática, McHaddo consegue tirar o melhor timing cômico dos seus atores e misturar drama e a comédia na maneira certa, com o intuito de fazer a audiência rir e se emocionar ao mesmo tempo.

Além da maravilhosa Flávia Alessandra, muito bem no papel da co-protagonista, o filme tem participações de atores de peso interpretando os deuses do plano espiritual onde Anselmo foi parar, reunindo de maneira HILÁRIA nomes como Helio de La Peña, Dani Calabresa, Falcão, Ludmilla, Paulinho Serra, Sérgio Lororza, Maria Clara Gueiros e Felipe Torres.  

Sim, ‘O Amor Dá Trabalho‘ é uma mistureba de clichês e o roteiro é uma colcha de retalhos de outras histórias famosas, mas tudo é bem amarradinho com o jeitinho brasileiro, entregando um filme acima da media. O filme mais divertido em anos do Leandro Hassum.



COMENTÁRIOS