Pronto. Agora que consegui sua atenção vou explicar as razões pelas quais você não pode deixar de ver essa série, que acabou de estrear no streaming da Amazon Prime.

Numa deliciosa mistura de comédia com drama de ficção-científica e uma pitadinha de suspense, a série ‘Upload’ aborda o tema da vida após a morte de uma maneira leve e –  ainda que não exatamente original e bastante ficcional –, de uma maneira bastante próxima da realidade, caso algum dia isso seja possível de acontecer.


Em um futuro não muito distante, a sociedade vive totalmente imersa na tecnologia da realidade virtual (VR), e isso inclui todo tipo de relacionamento interpessoal – até mesmo após a morte. Dentre carros automatizados e inteligentes e serviços de entrega via drone, a tecnologia mais buscada pelos cidadãos é o upload: um método de descarrega da alma e da consciência em um avatar virtual, através do qual a pessoa viveria para sempre em uma espécie de ‘The Sims’. Só que, assim como na vida real, as pessoas pagariam por esse benefício da projeção virtual de seu avatar após a morte, e, dependendo do plano de benefícios a pessoa poderia viver eternamente numa realidade virtual bem tosca e limitada ou poderia pagar bem mais por um plano top de linha e viver em Lakeview, o Paraíso mais luxuoso ao qual somente as pessoas endinheiradas têm acesso.

É nessa realidade que conhecemos o jovem programador Nathan Brown (Robbie Amell), que namora a riquinha Ingrid (Allegra Edwards). Um dia, Nathan sofre um misterioso acidente de carro e, diante da possibilidade de perder a vida, acaba topando a proposta de Ingrid de ela pagar pelo upload dele para o paraíso de Lakeview, só que, o que inicialmente parecia uma boa ideia para se salvar se revela um péssimo investimento, afinal, Nathan se dá conta de que passará a eternidade preso à uma pessoa de quem nem gosta tanto assim e, pior: que, por ela estar pagando o plano, Ingrid tem total controle sobre a vida póstuma dele.

Aproveite para assistir:

É claro que tem muito mais em ‘Upload’ do que apenas essa pincelada que demos aqui, e isso é apenas um dos grandes méritos do argumento de Greg Daniels (de ‘The Office’), que escreveu o roteiro junto com outras sete pessoas. Com dez episódios de média de 30 e poucos minutos de duração, cada capítulo possui uma grande reviravolta na trama, gerando um gancho que não permite outra alternativa ao espectador a não ser assistir ao próximo capítulo. Alternando diversos gêneros, o roteiro dosa bem a proporção de cada um sem sobrecarregar a série, e ainda encontra formas hilárias de embutir propaganda de empresas patrocinadoras (ou não) da vida real, fazendo trocadilho com o nome delas (fiquem de olho quando elas aparecem, pois nem sempre é tão evidente).

Outro ponto de destaque é o entrosamento do elenco, especialmente a dupla Aleesha (Zainab Johnson) e Luke (Kevin Bigley), protagonistas das cenas mais hilárias da série. Destaque também para a equipe de efeitos visuais e especiais, que conseguiu sobrepor com muita competência as realidades virtuais e reais em um mesmo plano sem transparecer o truque ao espectador. Não parece, mas para conseguir esses efeitos ‘Upload’ teve um orçamento bastante elevado.

Upload’ é uma excelente série para se entreter sem sentir o tempo passar. Cada episódio irá te surpreender até o último minuto, e você vai rir, se apaixonar e torcer pelos personagens como se fossem pessoas reais.


Não deixe de assistir:

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE