Após fazer um poderoso desabafo publicamente em 2021, revelando ter sido sexualmente abusada pelo cantor Marilyn Manson, a atriz e cantora Evan Rachel Wood trará novos detalhes sobre o seu relacionamento em um novo documentário.

Intitulado ‘Phoenix Rising‘, a produção será dividida em duas partes e estreia no Festival de Sundance 2022. O projeto foi desenvolvido pela HBO e será lançado ainda neste ano, em data a ser confirmada.

Dirigido por Amy Berg, o longa vai explorar aspectos da vida, carreira, família, da jornada do movimento The Phoenix Act e – acima de tudo – da decisão de Wood de revelar o nome do seu abusador.

Confira a sinopse oficial:



Evan Rachel Wood não é estranha à tela. De Westworld à sua última apresentação no Sundance Film Festival com Falsos Milionários, o público a viu crescer. Mas neste retrato surpreendentemente íntimo de sua experiência como sobrevivente de violência doméstica que se tornou ativista, finalmente a ouvimos com a clareza que ela merece. A diretora indicada ao Oscar Amy Berg segue Wood e a coalizão que ela constrói no Phoenix Act, acompanhando o foco político e comunitário que a atriz estabeleceu após seu trauma.

Wood revela sua própria história – não desconhecida do público, mas contada pela primeira vez em Phoenix Rising em suas próprias palavras, em seu próprio ritmo. Se posicionando na Assembleia do Estado da Califórnia e nos tribunais criminais, os esforços de Wood para afetar mudanças sistêmicas para futuros sobreviventes provam sua resiliência, resistência e renasce das cinzas.

Aproveite para assistir:

O anúncio da estreia mundial do filme também foi comemorado pela atriz, por meio de sua conta oficial do Instagram.

Confira:



COMENTÁRIOS

Não deixe de assistir: