O cinema não deixa de ser um reunião, um grande elo, de pessoas que amam entender os sentimentos que caminham pelo universo que vivemos. Pensando em entender melhor as origens do amado gosto pela sétima arte, esse humilde cinéfilo que vos escreve resolveu de maneira espontânea mandar um questionário de perguntas para uma incrível seleção de cinéfilos brasileiros com o objetivo de trocar experiências sobre tudo que já viveram nesses anos de amor ao cinema.

Gente boa, um ser iluminado que todos adoram conversar. Não tem outra maneira de começar a apresentação de nosso entrevistado que dessa forma. Ex-atleta profissional de judô, jurado de concurso de karaokê cinéfilo, amante da sétima arte, cineasta, produtor e fundador da locadora Cavídeo (referência dos cinéfilos cariocas). Seu extenso currículo, que já teve curta sendo exibido na semana da crítica do Festival de Cannes no ano de 2010, diz muito sobre seu amor pelo audiovisual, já dirigiu cerca de 14 longas e 43 curtas. Como produtor já fez cerca de 150 curtas e mais de seis dezenas de longas exibidos e premiados em diversos Festivais nacionais e internacionais. Cavi Borges, também conhecido como o ‘gigante simpático de camisa regata nos red carpets cariocas’, é uma grande referência para inúmeros cinéfilos. Um querido cinéfilo, amigos de muitos que sempre ajuda a todos ao redor.

1) Na sua cidade, qual sua sala de cinema preferida em relação a programação? Detalhe o porquê da escolha.



Sempre tive uma relação muito especial com o Estação Botafogo. Foi lá que vi meus primeiros filmes de arte e foi lá que exibi meu primeiro filme como realizador. Lá consegui passar de espectador para diretor. Um verdadeiro sonho realizado. Lá também estou podendo ocupar e desenvolver a “SALA 4” onde criei um cine-teatro e realizo minhas PEÇAS -FILMES. Ou seja, foi lá que também fiz minha estreia como diretor de teatro. Meu amor pelo cinema do Estação nem é tanto pela qualidade técnica da sala mas pela relação afetiva que tenho pelo espaço.

2) Qual o primeiro filme que você  lembra de ter visto e pensado: cinema é um lugar diferente?

Aproveite para assistir:



Lembro o primeiro “FILME DE ARTE” e diferentão que assisti que me impactou muito: DELICATESSEN do Marc Caro e Jean-Pierre Jeunet, (diretor do AMELIE POULIN). Só assistia a filmes americanos. Lembro bem que quando vi esse filme, senti algo estranho, uma sensação nova de ter assistido a uma coisa diferente, interessante e estranha. Acho que ali nasceu a primeira “semente” da locadora Cavideo. Pensar e ver filmes diferentes… filmes de diferentes países, de diferentes gêneros e diferentes estilos. Acho que abriu minha cabeça.

3) Qual seu diretor favorito e seu filme favorito dele?

Não tenho 1 diretor favorito, mas vários diretores favoritos:



1- Martin Scorsese – OS BONS COMPANHEIROS

2- Spike Lee – FAÇA A COISA CERTA

3- Spielberg – ET

4- Bergman – PERSONA

5- Walter Salles – CENTRAL DO BRASIL



e por aí vai….

4) Qual seu filme nacional favorito e por quê?

CIDADE DE DEUS !!! Um filme onde todos estavam estreando no cinema (diretor, roteirista, editor, atores) mas que tudo deu muito certo . Se você observar o conjunto do filme vai ver que tudo é sensacional: a música, atores, fotografia, edição!!! Um filme que já revi uma 100 vezes e sempre que por acaso vejo que está passando na TV, fico vendo um pouco, e não consigo parar até seu fim. Até fiz um documentário sobre o filme CIDADE DE DEUS – 10 ANOS DEPOIS – descobri muitas histórias de bastidores e ai passei a gostar mais ainda!!!!

 



5) O que é ser cinéfilo para você?

É amar assistir a filmes!!!! Tento assistir a pelo menos um filme por dia. Isso me dá prazer…. além disso, também vejo isso como trabalho e aprendizado. Quando por algum motivo fico um tempo sem ver filmes, meu humor começa a mudar… fico irritado… e só vendo filmes que me sinto melhor… É quase um VÍCIO!!!!

6) Você acredita que a maior parte dos cinemas que você conhece  possuem programação feitas por pessoas que entendem de cinema?

Infelizmente sei que muitos programadores nem sempre entendem de cinema. Algumas vezes não são apaixonados pelos filmes (deveriam ser!). Encaram essa função como um trabalho como outro qualquer. Não são apaixonados!!! Sabem se o filme “FUNCIONA” ou não mas não se envolvem tanto pelos filmes como deveriam. Esse é um problema que acontece muito por ai. Você trabalhar numa coisa que não é apaixonado. Apenas pela grana. Entendo… mas tendo a não concordar!!!



 

7)  Algum dia as salas de cinema vão acabar?

Acho que sempre existirão salas de cinema!!! Mesmo que poucas, para um grupo seleto…. mas elas continuarão a existir!!!

 

8) Indique um filme que você acha que muitos não viram mas é ótimo.


Os filmes do diretor italiano MARIO BAVA!!!! Os curtas de Stanley Kubrick!!! Os primeiros filmes de Jia Zhang Ke entre outros!!!

9) Você acha que as salas de cinema deveriam reabrir antes de termos uma vacina contra a covid-19?

Realmente é muito arriscado abrir agora. Mas a saudade e falta são grandes!!!!

10) Como você enxerga a qualidade do cinema brasileiro atualmente?

Cada dia melhor, mais diverso, realizado por todo o Brasil. Um cinema rico e muito diferente entre si.

 

11) Diga o artista brasileiro que você não perde um filme.

Karin, Kleber Mendonça, Adirley Queiroz, Walter Salles, Claudio Assis

12) Defina cinema com uma frase:

AMOR!!!!

13) Conte uma história inusitada que você presenciou numa sala de cinema.

As pessoas cantando as músicas junto com o filme rolando no Bohemian Rhapsody. Foi emocionante!!!

As pessoas aplaudirem no meio da sessão do BACURAU!!!

Muitos outros momentos especiais!!!

Comentários

Não deixe de assistir:

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE