Depois de tudo que passamos no em 2020, a expectativa é que 2021, além da vacina, traga muitas estreias de filmes brasileiros nas telonas! É claro que essa lista vai sendo atualizada ao longo do ano, de acordo com a reabertura das salas e tudo o mais.

Enquanto isso, vem ver quais filmes já estão programados para chegar ao grande público esse ano.

Eduardo e Mônica

A promessa de estreia desse filme está quase tão longa quanto a canção em que se inspirou. Estrelado por Gabriel Leone e Alice Braga, conta a história de uma mulher mais velha e um rapaz mais jovem que se apaixonam, mas pertencem a momentos da vida diferentes e, juntos, buscam aprender como o amor não tem idade.



Marighella – abril

Cinebiografia inspirada na vida do político Marighella, o filme, que fez sucesso no Festival de Cannes 2019, ganhou inúmeras datas de estreia, mas, ao que parece, dessa vez vai estrear nos cinemas brasileiros.

Aproveite para assistir:

Turma da Mônica: Lições – junho

Aguardada continuação do sucesso de 2019, em ‘Lições’ a turminha do bairro do Limoeiro terá que lidar com as consequências de um erro e aprender com ele.



Uma Fada Veio me Visitar – novembro

Inspirado no livro homônimo de Thalita Rebouças, o novo longa é um reboot de ‘É Fada!’, de 2016, então estrelado por Kéfera Buchmann.

Diários de um intercâmbio – outubro

Estrelado pela queridinha Larissa Manoela, o filme – que teve cenas gravadas nos EUA – conta a história de uma menina batalhadora que vai fazer um intercâmbio em terras estadunidenses e lá acaba conhecendo um gatinho que vai abalar suas convicções.

Silvio Santos: O Sequestro – dezembro

Apenas 12 horas depois de ter a sua filha sob custódia de um sequestrador, o influente comunicador Sílvio Santos (Rodrigo Faro) enfrenta um obstáculo ainda mais complicado: sua casa é invadida e ele é mantido como refém por sete horas. Percebendo que sua vida está em risco, ele busca refúgio nos distantes pensamentos de toda sua trajetória, que começou quando era apenas um adolescente de 14 anos trabalhando como camelô.

O Livro dos Prazeres – setembro

Inspirado na obra de Clarice Lispector e previsto para ser lançado em 2020, no ano do centenário da escritora, o longa traz Simone Spoladore no papel principal de Lóri, uma professora que vive a monotonia da rotina do trabalho e relacionamentos furtivos até que conhece Ulisses.

A Sogra Perfeita – setembro

A super comédia marca a estreia de Cacau Protásio como protagonista da própria aventura. Dirigida por Cris D’Amato. O papel do longa foi escrito especialmente para a atriz e o filme conta com Luís Navarro e Evelyn Castro no elenco.



L.O.C.A – setembro

Enquanto participam de uma das reuniões da L.O.C.A, a Liga das Obsessivas Compulsivas por Amor, Manoela (Mariana Ximenes), Elena (Débora Lamm) e Rebeca (Roberta Rodrigues) acabam se conhecendo melhor quase que por acidente e percebem que possuem mais em comum do que esperavam: as três sofreram grandes decepções amorosas e resolvem se juntar para uma grande vingança.

Terapia da vingança – agosto

Com Cláudia Abreu, Julia Lemmertz e Alexandre Borges. O filme é sobre um pai (César Mello) que vê o filho ser baleado e decide fazer justiça com as próprias mãos. Cláudia Abreu é Carla, uma advogada cuja filha é baleada numa blitz falsa; Julia vive Natalia, a líder de um grupo de terapia e apoio para lutar contra a raiva.


Nas ondas da fé – agosto

A comédia é dirigida por Felipe Joffily e estrelada por Marcelo Adnet. Não há informações sobre o filme ainda.

Juntos e Enrolados – julho

Após dois anos de união e muita economia financeira, Júlio (Rafael Portugal) e Daiana (Cacau Protásio) finalmente alcançaram o sonho de realizar a festa de casamento. Tudo parece estar indo bem, até que o noivo recebe uma mensagem em seu celular antes da cerimônia começar. Uma confusão generalizada acontece, mas a festa precisa continuar.

4 x 100 – correndo por um sonho – junho

Com Thalita Carauta e Fernanda de Freitas, longa mostra a busca de quatro atletas desacreditadas por uma medalha no revezamento.

Nada é por acaso – junho

Nada é por acaso’ acompanha a trajetória de duas mulheres com personalidades fortes, Marina e Maria Eugênia, ressaltando a importância da evolução espiritual e como isso pode ajudar nos relacionamentos que ambas constroem ao longo da vida.

Reação em cadeia – junho

Terceiro longa-metragem dirigido por Márcio Garcia, o filme tem Monique Alfradique e Bruno Gissoni no elenco. A trama é inspirada no curta-metragem ‘Predileção’ (2009).

Virando a mesa – maio

Mais um filme de ação dirigido por Caio Cobra, com Rainer Cadete e Stepan Nercessian, conta a história de um policial que chefia uma operação para fechar a jogatina clandestina comandada por um mafioso.

A suspeita – maio

Depois de ser diagnosticada com Alzheimer, a comissária da inteligência da Polícia Civil, Lúcia (Glória Pires) decide se aposentar o quanto antes para cuidar de si e ficar mais perto de sua família. Durante seu último caso antes da aposentadoria ela descobre um grande esquema e vira uma das principais suspeitas na própria investigação.

Predestinado – abril

Com Juliana Paes e Danton Melo no elenco, o filme espírita conta a emocionante jornada de Arigó e o espírito do Dr. Fritz.

Quem vai ficar com Mario? – abril

Estrelado por Daniel Rocha, a comédia é uma adaptação do filme italiano ‘O primeiro que disse’, de 2010, sobre um rapaz, que está noivo de outro rapaz, mas se envolve com uma moça.

A garota da moto – abril

Filme de ação cheio de cenas de luta com protagonista feminino? É isso que promete Maria Casadevall, estrelando ‘A garota da moto’, novo filme produzido pela Mixer Films.

Dois + dois – abril

A comédia estrelada por Carol Castro, Roberta Rodrigues e Marcelo Serrado aborda as nuances de um casamento aberto.

Intervenção – agosto

Estrelado por Bianca Comparato, Marcos Palmeira e Babu Santana, o filme de ação de Caio Cobra é escrito pelo ex-comentarista de segurança pública da TV Globo, Rodrigo Pimentel. Aborda a vida de dois policiais honestos que arriscam suas vidas diariamente por trabalharem numa Unidade de Polícia Pacificadora no Rio de Janeiro.

O Auto da Boa Mentira – 15 de Abril

Baseado nas palestras-aulas do célebre escritor Ariano Suassuna, o filme é uma comédia estrelada por Rocco Pitanga, Leandro Hassum e Nanda Costa.

45 do segundo tempo – maio

Dirigido por Luiz Villaça, o filme conta a história do reencontro de três melhores amigos – Pedro (Tony Ramos), Ivan (Cassio Gabus Mendes) e Mariano (Ary França) 40 anos depois, com a desculpa de recriar uma famosa foto dos três – e, de quebra, resgatar muitas memórias.

Veneza  

Dirigido por Miguel Falabella, o longa almodovariano mistura lúdico e fantasia na realidade de uma velha senhora, dona de um bordel, cujo sonho é voltar para Veneza para reencontrar com seu grande amor.

Depois a louca sou eu – já nos cinemas

Filme sensação do início da pandemia, pois traz Débora Falabella como uma personagem completamente aficionada por limpeza. Dirigido por Júlia Rezende.

Mangueira em 2 tempos 

Para quem está com saudade do Carnaval, ‘Mangueira em 2 tempos’ é o documentário ideal, pois traz todos os bambas da atualidade em um registo intimista do samba carioca. Exibido no Festival do Rio 2019.

Amarração do amor – abril

Comédia nacional da Paris Filmes, estrelada por Cacau Protásio, Samya Pascotto e Bruno Suzano.

Um crime em comum – janeiro

Drama em coprodução Brasil e Argentina. Dirigido por Francisco Márquez e estrelado por Elisa Carricajo, Cecilia Rainero e Mecha Martínez.

 

Atravessa a vida

O documentário da Copacabana Filmes registra o 3º e último ano do Ensino Médio de uma turma de uma escola do interior do Sergipe, mostrando os desafios, os sonhos e as superações desses alunos para alcançarem seus sonhos.

Callado 

O documentário da Globo Filmes é uma bela homenagem ao centenário do jornalista e escritor Antônio Callado, contando suas histórias e trazendo entrevistas com familiares do escritor, que fez da sua obra uma forma de entender melhor o país.

Dente por dente 

Filme de suspense brasileiro no início do ano? Temos! ‘Dente por dente’ é estrelado por Paolla Oliveira e Juliano Cazarré e traz um misto de suspense com filme policial e foi exibido na 44ª Mostra de Cinema de São Paulo.

A menina que matou os pais/ O Menino que matou meus pais

O filme, estrelado por Carla Diaz, tinha previsão de estreia para março de 2020. Baseado na história do crime que chocou o país, envolvendo Suzane von Richthofen e os Irmãos Cravinho, o longa ainda não ganhou data definitiva de estreia, mas estaria previsto para 2021.

COMENTÁRIOS

Não deixe de assistir: