Em defesa das mulheres, Milla Jovovich revela sua traumática experiência de aborto

Em defesa das mulheres, Milla Jovovich revela sua traumática experiência de aborto



Em seu perfil no Instagram, Milla Jovovich, atualmente está no elenco do remake de ‘Hellboy’, protestou contra as novas leis anti-aborto recentemente aprovadas no sul dos Estados Unidos. Em uma tentativa de conscientizar as pessoas de que o aborto é um procedimento médico necessário para que as mulheres tenham um acesso fácil e descomplicado, a estrela de ‘Resident Evil’ detalhou sua aterrorizante experiência há alguns anos.

Em um longo post, Jovovich descreveu que, enquanto filmava no exterior há dois anos, ela teve que se submeter a um aborto de emergência, quando entrou em trabalho de parto prematuro com apenas quatro meses e meio de gravidez.

“Disseram-me que eu tinha que estar acordada durante todo o procedimento. Eu estava sozinha e indefesa”, disse a atriz, antes de defender os direitos das mulheres à assistência médica. Quando eu penso sobre o fato de que as mulheres podem ter que enfrentar abortos em condições ainda piores do que a minha por causa de novas leis”, ela começa, “meu estômago embrulha”.

Milla então falou sobre como isso “se transformou em uma das piores depressões de sua vida”, e como teve de manter uma aparência forte para o resto de sua família. Em conclusão, ela vai direto ao ponto:

“O aborto é um pesadelo da pior forma. Nenhuma mulher quer passar por isso. Mas temos que lutar para garantir que nossos direitos sejam preservados para obter segurança, se for necessário. Eu nunca quis falar sobre essa experiência. Mas não posso permanecer em silêncio quando tanto está em jogo.”

E não é somente ela. Vários atores e atrizes, como Tessa Thompson e Mark Ruffalo, pediram a Hollywood que cancele produções em estados que apoiam proibições tão restritivas aos direitos reprodutivos das mulheres.

Aproveite para assistir:


 

 



COMENTÁRIOS