Game Of Thrones – Temp. 04 – Ep. 04

Game Of Thrones – Temp. 04 – Ep. 04



O TABULEIRO ESTÁ ARMADO

 

Chegamos num instante crucial de Game Of Thrones – GoT. Os eps. 3 e 4 serviram para preparar o tabuleiro para continuar a guerra pelo Trono de Ferro. Mas, vamos dar alguns passos para trás.

Os dois primeiros eps. de GoT serviram para nos situar. Por isso, o primeiro ep. deu tanto destaque para Oberyn Martell (Pedro Pascal), momento no qual descobrimos seu parentesco com os Targaryens e suas desavenças com os Lannisters, por conta da participação deles na queda do Rei Targaryen. Também acompanhamos os conflitos entre Cersei (Leana Headey) e Jaime (Nikolaj Coster-Waldau), a simbiose entre Arya (Maissie Williams) e o Cão de Caça (Rory McCann), os passos de Daenerys (Emilia Clarke) rumo à Meereen, os demônios domésticos de Stannis (Stephen Dillane), os movimentos dos selvagens e a ilusão da corte de King’s Land sobre o fim da guerra. Mas, a tão desejada e comemorada morte de Joffrey (Jack Gleeson) jogou para o alto o tabuleiro de GoT e acabou com a PAX dos Lannisters em Westeros.

Nos eps. 3 e 4, começamos a perceber as linhas relevantes a serem seguidas pela narrativa nesta temporada. Comecemos pela Mãe dos Dragões.

Game Of Thrones_T04_Ep.04_Foto_3

No final do ep. 3, Daenerys implantou nos corações e mentes dos escravos de Meereen o germe da liberdade. O ep. 4 começou com os Imaculados fornecendo armas aos escravos. Em pouco tempo, Dany já havia hasteado sua bandeira em Meereen. Ela ordenou que os antigos senhores da cidade fossem crucificados. Questionada sobre sua decisão, ela respondeu que era o justo a fazer. A decisão sintetiza seu desafio: superar a fase de conquistas e se mostrar uma verdadeira governante.

Aproveite para assistir:


Político profissional mesmo é Tywin Lannister (Charles Dance). Nem o corpo de Joffrey havia esfriado, ele já estava ensinando para seu neto Tommen (Callum Wharry) que deveria obedecê-lo, se quisesse ser um rei sábio e vivo, e estabelecendo laços com Oberyn. Se os acordos com os Martell serão prósperos, só os próximos eps. para responder.

O ep. 4 deu destaque especial para Jaime. Cersei tem pressionado de todos os lados para conseguir as cabeças de Sansa (Sophie Turner) e Tyrion (Peter Dinklage). Mas, Jaime, depois da polêmica cena do estupro, parece começar a se afastar da irmã e se tornar mais humano. Aliás, neste 4º ep., Jaime deu um festival de humanidade, para os padrões da família.

Ele não cedeu às vontades da irmã. Com Tyrion, protagonizou um dos diálogos mais tocantes que já vi entre os membros do clã. Com uma direção competente, Peter Dinklage e Nikolaj Coster-Waldau conseguiramestabelecer uma cumplicidade dos irmãos apenas com um jogo de olhares.

Game Of Thrones_T04_Ep.04_Foto_1

Jaime deu à Brienne (Gwendoline Christie) quatro coisas: a sua espada de aço Valiriano, uma nova armadura, a missão de encontrar e proteger Sansa e também lhe deu um escudeiro, Podrick (Daniel Portman)! Será interessante ver a relação entre Podrick e Brienne.

Quanto à Sansa (Sophie Turner), eles terão trabalho. Ela está com Lord Baelish (Aidan Gillen) e parece que finalmente vai acordar para vida. Até porque Tommen já merece o troféu Inocência!

Enquanto os senhores da guerra candidatam-se ao Trono de Ferro, em Castle Black e para além da Muralha, parece haver uma guerra paralela.

Jon Snow (Kit Harington) enfrenta resistência dentro da liderança da Patrulha da Noite. Algumas das lideranças, incomodadas com sua popularidade, e desejando que ele morra, autorizaram o seu ataque à fortaleza de Craster. Dentre os patrulheiros que decidiram acompanhar Jon Snow, estava Locke (Noah Taylor), que fora braço direito de Lord Bolton (Michael McElhatton). O que Snow nem desconfia é que Bran Stark (Isaac Hempstead Wright) está nas mãos dos rebeldes liderados por Karl Tanner (Burn Gorman). Além disso, há a ameaça de um grande ataque dos Selvagens.

Game Of Thrones_T04_Ep.04_Foto_2

GoT é instigante. Passamos cenas e cenas acompanhando as alianças e movimentos dos vários grupos e fazendo nossas apostas. Mas, quando olhamos para o extremo norte, para além da Muralha, ficamos com a impressão de que todos esses esforços são em vão. Primeiro, o inverno esta chegando – tudo bem que ele está chegando desde o primeiro livro, mas isso é detalhe dramático. Segundo, os White Walkers.

A sequência final do ep. 4 deixou muita gente agoniada. Os bebês, afinal, não são mortos, mas transformados em White Walkers. Contudo, o mais assustador foi descobrirmos a existência de seres mais fortes do que os tradicionais zumbis. Fiquei me perguntando: quem terá força para matar essas criaturas? Não vale responder “George R. R. Martin”!

P.S.: O site do Instituto Ludwig Von Mises Brasil publicou um a tradução de um texto no qual é feita uma análise econômica de Game Of Thrones. O texto é de Matt McCaffrey e Carmen Dorobat. É uma análise curiosa. Fica a dica e o link:

http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=1628



COMENTÁRIOS