George Miller está se preparando para explorar o passado de Furiosa, uma das incríveis personagens introduzidas no aclamado ‘Max Max: Estrada da Fúria’ – mas e quanto a seu futuro? O que realmente acontece depois dos créditos finais do longa-metragem de 2015?

Em uma conversa com Josh Horowitz, Miller revelou dois possíveis futuros que idealizou para a personagem vivida por Charlize Theron. Depois que Furiosa derrotou o tirano Immortan Joe (Hugh Keays-Byrne), acredita-se que ela e seu clã, as Vuvalini, reconstruiriam um devastado mundo em algo melhor. Mas o realizador sugere que há dois caminhos a serem seguidos: se tornar uma salvadora ou uma nova tirana.

“Há dois caminhos possíveis. O primeiro é utópico. Imaginei que a primeira coisa que ela faria seria liberar a água”.

Miller continua, dizendo que Furiosa também poderia ascender como uma autoritária comandante, baseando-se na teoria do autor Joseph Campbell (‘O Herói de Mil Faces’‘A Jornada do Herói’):



“Campbell disse que a história usual é que o herói de hoje se torna o tirano de amanhã. O herói é agente da mudança. Eles basicamente renunciam a interesses próprios para alcançar um bem comum. Campbell basicamente diz que você ama o que construiu, ou salvou. Você se torna o apoio. Você se torna o ortodoxo. Você desenvolve um dogma e basicamente deve protegê-lo. Isso costuma ser o ritmo das coisas”.

O anúncio de que Miller estaria desenvolvendo um spin-off focado em Furiosa veio cercado pelas expectativas dos fãs, que já contavam com o retorno de Theron ao papel.

No entanto, a atriz ficou de fora do longa e falou pela primeira vez sobre como se sentiu ao saber que não estará presente em ‘Mad Max: Furiosa‘. Em uma entrevista ao portal The Hollywood Reporter, Theron admitiu ter ficado arrasada pela notícia:

“Essa foi difícil de digerir. Escute, eu respeito totalmente o George e mais ainda após ter feito o filme com ele. Ele é um mestre e eu não desejo a ele nada menos que o melhor. Mas sim, é um pouquinho de partir o coração, com certeza. Fiquei devastada. Eu realmente amo essa personagem e sou tão grata por ter tido uma pequena parte na criação dela. Ela sempre será alguém em que pensarei e refletirei com carinho. Obviamente eu adoraria ver essa história continuar e se ele sente que esse é o caminho pelo qual tem que seguir eu confio nele nessa questão. Ficamos tão preocupados com os pequenos detalhes que esquecemos que aquilo em que nos envolvemos emocionalmente nada tem a ver com aquele trabalho no qual estamos focando”. 



Em uma entrevista ao The New York Times, Miller havia revelado que originalmente a ideia era trazer Theron de volta como Furiosa por meio da tecnologia de rejuvenescimento facial, mas eventualmente acabou decidindo pela a escalação de uma nova atriz.

Atualmente, Miller está à procura de uma jovem na casa dos 20 anos para protagonizar o projeto.

Aproveite para assistir:



Na ocasião, o aclamado cineasta ainda pontuou que assim que finalizar seu mais recente projeto, ‘Three Thousand Years of Longing‘ – com Tilda Swinton e Idris Elba, ‘Mad Max: Furiosa‘ (título não oficial) começará a ganhar vida:

“Então, assim que terminarmos esse filme – e espero que tudo se ajeite em relação à pandemia, nós veremos o que o mundo nos permitirá fazer com a Furiosa”.

Vale ressaltar que as atrizes Anya Taylor-Joy (‘Fragmentado‘) e Jodie Comer (‘Killing Eve‘) estavam sendo cotadas para interpretar a versão mais jovem de Furiosa.

Yahya Abdul-Mateen II também é uma das principais escolhas para integrar o elenco.

Lançado em 2015, ‘Mad Max: Estrada da Fúria‘ é considerado um sucesso pela crítica especializada, alcançando 97% de avaliações positivas no Rotten Tomatoes, além de receber seis estatuetas do Oscar entre dez indicações, incluindo Melhor Filme.



Apesar disso, o longa arrecadou apenas US$ 378,9 milhões pelo mundo, a partir de um orçamento de US$ 150 milhões.

 

Comentários

Não deixe de assistir:

🚨 INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE 🚨http://bit.ly/CinePOP_Inscreva