Globo de Ouro 2021 ocorre neste domingo, dia 28 de fevereiro. Com ele, um novo lote de produções elogiadas e queridas pelo público ganhará seu lugar ao sol, como parte do seleto grupo de vencedores – sejam elas produções cinematográficas ou televisivas. Bem, hoje em dia esta linha se encontra cada vez mais tênue com o advento das plataformas de streaming.

Tendo este grande e importante prêmio em mente, resolvemos relembrar o passado, já que a história é muito importante, e revisitar os longas e programas de TV lembrados para nomeações 20 anos atrás. Vem com a gente por esta verdadeira estrada da memória – lembrando que muito (ou quase tudo) que aparece no Globo de Ouro, se repete no Oscar.

Leia também: Globo de Ouro | Os Filmes e Séries de 40 Anos Atrás no Famoso Prêmio



Gladiador

Épico de “sandália e espada” capitaneado por Ridley Scott, Gladiador serviu para, entre outras coisas (como ganhar muitos prêmios), tirar a carreira do diretor do ostracismo que se encontrava. Em termos de prestígio, Gladiador foi “o” filme do ano nas premiações, há duas décadas no passado. Prestígio esse que chegou até o Oscar. No Globo de Ouro sua sorte se repetiu levando o prêmio de melhor filme drama e trilha sonora, além das indicações de melhor diretor (Scott), ator drama (Russell Crowe) e coadjuvante (Joaquin Phoenix).

Leia também: Globo de Ouro | Os Filmes e Séries de 30 Anos Atrás no Famoso Prêmio

Quase Famosos

Aproveite para assistir:



O interessante na diferença entre o Globo de Ouro e o Oscar são as curiosidades. Veja o caso aqui, por exemplo. Quase Famosos não foi indicado para melhor filme no Oscar, mas no Globo de Ouro foi o grande vencedor da categoria de melhor filme comédia ou musical. O longa sobre uma banda de rock fictícia da década de 70 ainda levou para casa o prêmio de melhor coadjuvante para a loirinha Kate Hudson, e as indicações de roteiro (para o diretor Cameron Crowe) e uma segunda coadjuvante para Frances McDormand.

Chocolate

Continuando com as curiosas diferenças entre as duas maiores premiações do mundo do cinema, Chocolate foi o único longa presente dentre os indicados na categoria filme comédia ou musical a emplacar entre os selecionados a melhor filme no Oscar. O drama leve e romântico sobre uma vendedora de chocolates mudando a rigidez de uma pequena cidade na França também estava nomeado nas categorias de melhor atriz comédia ou musical para Juliette Binoche, atriz coadjuvante (Judi Dench) e trilha sonora, mas saiu de mãos abanando.



Traffic – Ninguém Sai Limpo

Voltando para a categoria de drama, aqui temos um dos filmes mais comentados daquele ano, que chegou a fazer frente para Gladiador. Apesar de não ter ganhado, esta noite foi uma vitória para o diretor Steven Soderbergh, que entrou para a história tendo dois filmes indicados na maioria das premiações, e ser indicado duplamente como diretor também, e no Globo de Ouro não foi diferente. Um olhar incisivo no combate ao tráfico de drogas nos EUA e México, além da indicação de melhor filme drama, Traffic também foi lembrado para diretor e atriz coadjuvante (Catherine Zeta-Jones), saindo vitorioso das categorias de melhor ator coadjuvante (Benicio Del Toro) e roteiro.

Erin Brockovich – Uma Mulher de Talento

Esse foi o outro filme de Steven Soderbergh reinando nas premiações há 20 anos. Biografia da secretária de uma firma de advocacia que ajudou a desbaratinar um caso de contaminação da água numa cidade (super atual, certo?), Erin Brockovich marcou uma grande virada na carreira da estrela Julia Roberts, que finalmente era premiada – dez anos depois de despontar para a fama com Uma Linda Mulher. Roberts levou o Oscar e o Globo de Ouro de atriz dramática. O filme, que poderia se encaixar em comédia provavelmente, ainda foi lembrado para melhor drama, diretor (Soderbergh) e ator coadjuvante (Albert Finney).

Garotos Incríveis



Mas não foi só o diretor Steven Soderbergh que emplacou duplamente na cerimônia de 20 anos atrás, o astro Michael Douglas também chegava com sua dobradinha. Depois de Traffic, aqui, ele protagonizou na pele de um professor lidando com a separação da esposa e com os personagens peculiares de sua vida. O elenco traz também o “Homem de Ferro” Robert Downey Jr. e o “Homem-Aranha” Tobey Maguire. Garotos Incríveis, que poderia ser encaixado na categoria de comédia, foi indicado na de drama, ator drama (Douglas) e roteiro, saindo vitorioso pela canção ‘Things Have Changed’, de Bob Dylan.

Billy Elliot

Igualmente podendo figurar na categoria de comédia ou musical (sentiram uma tendência naquele ano?), o filme sobre o menino que sonhava em ser bailarino contra a vontade do pai chegou inclusive a ser adaptado aos palcos como um musical (provando o argumento). Billy Elliot foi lembrado apenas em duas categorias no Globo de Ouro: filme drama e atriz coadjuvante (Julie Walters).

Sunshine – O Despertar de um Século

Em algumas edições, o Globo de Ouro nomeia até seis concorrentes em suas categorias. E há 20 anos, este foi o caso na categoria de melhor filme drama. O longa mais desconhecido do grupo é este épico de 3 horas de duração, sobre três gerações de uma família húngara-judaica, protagonizado por Ralph Fiennes e Rachel Weisz (que cinco anos depois repetiriam a dose em O Jardineiro Fiel). Sunshine foi nomeado aos prêmios de melhor filme drama, melhor diretor (para o húngaro István Szabó) e trilha sonora, mas não levou nenhum.


E Aí, Meu Irmão, Cadê Você?

A edição de 20 anos atrás do Globo de Ouro estava tão concorrida, que alguns filmes que poderiam ser encaixados em comédia ou musical, terminaram em drama. Aqui, pulamos de volta para a comédia, com esta releitura dos irmãos Coen (que intercalam comédias e dramas em sua filmografia) para o clássico grego Odisseia, de Homero. A trama é transportada para o sul dos EUA, na década de 30. O longa deu o prêmio de melhor ator de comédia ou musical para o protagonista George Clooney, além de outra nomeação para o filme em si na mesma categoria.

O Melhor do Show

Comédia cult, o longa faz parte do repertório de obras do tipo na filmografia do diretor Christopher Guest, marido da atriz Jamie Lee Curtis na vida real desde 1984. Sua produção mais famosa é o mockumentary (sendo também um dos pais do subgênero) Isto é Spinal Tap (1984), sobre um uma banda de rock fictícia. Em O Melhor do Show o foco é nos bastidores da “secretamente” visceral competição dos cachorros de show. O longa obteve a única indicação de melhor filme de comédia no Globo de Ouro.

A Fuga das Galinhas

Terminamos a lista dos filmes indicados nas categorias principais, com outra curiosidade. Fechando a lista de drama e comédia, temos nada menos que uma animação entre os indicados. Mas não se trata de uma animação qualquer, já que A Fuga das Galinhas é um dos filmes do gênero mais queridos dos últimos 20 anos. Criado no estilo stop-motion, o longa foi indicado na categoria de melhor filme comédia ou musical – já que nesta época ainda não existia a categoria de melhor animação no prêmio. A continuação de A Fuga das Galinhas é prometida para julho deste ano, direto na Netflix.

O Tigre e o Dragão

Vencedor de 4 prêmios no Oscar, este filme máximo de artes marciais – muito influente até hoje – recebeu uma das maiores honrarias da sétima arte ao ser indicado ao Oscar principal de melhor filme, mesmo sem ser falado em inglês (adentrando a um grupo seletíssimo). No Globo de Ouro, igualmente saiu vitorioso em duas categorias (filme estrangeiro e diretor para Ang Lee), além da nomeação de trilha sonora. Assim como o item acima, este foi outro filme que ganhou uma continuação lançada direto na Netflix – com o desnecessário O Tigre e o Dragão: A Espada do Destino (2016). Na mesma categoria de filme estrangeiro do ano, se encontravam os cultuados Amores Brutos (representante do México), de Alejandro Iñarritu, e Malena (representante da Itália), de Giuseppe Tornatore.

Outros Filmes Populares de 20 anos atrás que marcaram presença no Globo de Ouro foram:

  • Miss Simpatia – novo clássico da Sessão da Tarde estrelado por Sandra Bullock, recebeu indicações de melhor atriz de comédia ou musical para a mesma e melhor canção (‘One in a Million’, de Bosson).
  • Náufrago – esse filme icônico rendeu para seu protagonista Tom Hanks a indicação de melhor ator de drama.
  • O GrinchJim Carrey foi indicado na categoria de ator de comédia por esta superprodução natalina.
  • Do que as Mulheres GostamMel Gibson foi outro astro indicado na categoria de ator de comédia por este longa.
  • Alta Fidelidade – o filme rendeu indicação em ator de comédia para John Cusack.
  • Entrando Numa Fria – o grande Robert De Niro foi mais um lembrado na categoria de ator de comédia.
  • Antes do Anoitecer – esse drama mexicano indicou Javier Bardem na categoria de ator dramático.
  • Contos Proibidos do Marquês de Sade – a biografia da figura histórica rendeu indicações para Geoffrey Rush (ator drama) e roteiro.
  • Dançando no Escuro – cult por excelência, o filme de Lars von Trier foi indicado para melhor atriz dramática (Björk) e canção (‘I’ve Seen It All’).
  • Réquiem para um Sonho – outro filme cult, o longa sobre o pesado mundo das drogas, de Darren Aronofsky, indicou Ellen Burstyn na categoria de atriz drama.
  • A Sombra do Vampiro – ainda na categoria dos filmes cult, este terror que brinca de ser biográfico indicou Willem Dafoe, no papel de um “vampiro de verdade”, na categoria de coadjuvante.
  • A Conspiração – drama político, o filme indicou seus protagonistas Joan Allen e Jeff Bridges nas categorias de atriz drama e coadjuvante, respectivamente.
  • A Enfermeira BettyRenée Zellweger, 20 anos antes de ganhar seu segundo Oscar, era indicada ao Globo de Ouro de atriz de comédia.
  • Trapaceiros – o filme de roubo de Woody Allen indicou a protagonista Tracey Ullman na categoria de atriz de comédia.
  • O Barato de Grace – a britânica Brenda Blethyn foi outra lembrada para uma indicação na categoria de atriz comédia.
  • Conta Comigo – drama sobre o relacionamento de um irmão e uma irmã disfuncionais foi lembrado para melhor roteiro e melhor atriz dramática (Laura Linney), indicações que se repetiram no Oscar.
  • A Nova Onda do Imperador – a animação da Disney entrou na categoria de melhor canção, pela música ‘My Funny Friend and Me’.
  • Espírito Selvagem – drama cowboy com Matt Damon e Penélope Cruz, o filme foi lembrado para trilha sonora.
  • Alta Frequência – ficção científica, drama e suspense são mesclados de forma inteligente aqui. O filme recebeu indicação de melhor música para ‘When you Come Back to me Again’, de Garth Brooks.

Séries de TV

Voltando “apenas” 20 anos no passado, encontramos séries que ainda mantém sua popularidade até hoje, estando no consciente coletivo do público. Uma das mais famosas é Sex and the City, sobre quatro amigas vivendo desventuras sexuais em Nova York de forma para lá de aberta. O programa durou 6 temporadas e aqui se encontrava em seu terceiro ano. Fora isso, a série derivou dois filmes lançados para o cinema (em 2008 e 2010). Sex and the City levou o prêmio de série cômica e também de melhor atriz para Sarah Jessica Parker, além das indicações de coadjuvantes para Kim Cattrall e Cynthia Nixon.

Já na categoria de série dramática, a grande vencedora foi West Wing – Nos Bastidores do Poder. Criada por ninguém menos que Aaron Sorkin, a série acompanhava os bastidores dos figurões da Casa Branca. A série durou 7 temporadas e aqui se encontrava em seu segundo ano. West Wing, além da vitória de série drama, ainda levou para o protagonista Martin Sheen. Fora isso, ainda indicou outros três atores: Rob Lowe, Allison Janney e Bradley Whitford.

Voltando para a categoria de comédia, Ally McBeal foi um verdadeiro fenômeno e marcou época com sua narrativa original. Mistura de drama de advogados com relacionamentos amorosos, o seriado apresentou e elevou ao estrelato a protagonista Calista Flockhart. Um dos chamarizes eram os delírios da personagem, que rendiam efeitos visuais incríveis para a época, como o “infame” bebê dançante – que depois viraria meme, antes dos meme existirem. A série teve 5 temporadas.

Frasier é um programa derivado de Cheers – do qual falamos na matéria dos Globo de Ouro de 30 anos atrás. O personagem vivido por Kelsey Grammer ganhava série própria, passada em Seattle, onde trabalhava como psiquiatra numa rádio. O seriado teve nada menos que 12 temporadas, e dizem que irá retornar.

A onda dos revivals não pegou somente as produções cinematográficas, mas também as séries de TV. Como dito, Frasier pode voltar, mas antes dele outros seriados já fizeram isto, como Will & Grace. Tendo estreado em 1998, o programa durou 8 temporadas até 2006. Mais de dez anos do seu fim, e o elenco original retornou para mais 3 temporadas atuais.

Uma das séries mais queridas de todos os tempos, Família Soprano é um marco do entretenimento criminal, voltado ao universo de uma família de mafiosos. O programa fez enorme sucesso e mesmo após 6 temporadas, terminando em 2004, permaneceu cultuada pelo público. Um filme derivado, funcionando como pré-sequência, intitulado The Many Saints of Newark, será lançado este ano.

Comentários

Não deixe de assistir:

🚨 INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE 🚨http://bit.ly/CinePOP_Inscreva