2020 tem sido um ótimo ano para a música – até agora. E é claro que, com tantos lançamentos aguardados e inesperados que resgataram as clássicas incursões dos anos 1980 e 1990 (principalmente no tocante à música pop), vários começaram a se perguntar quem teria chances no circuito de premiações, especialmente o Grammy Awards.

Enquanto nada foi confirmado, sabe-se que o período de elegibilidade vai do dia 01 de setembro de 2019 até 30 de agosto de 2020, permitindo que diversos artistas se aventurem na competição. Para contabilizar os prêmios e decidir quem será o grande vencedor da noite, conta-se principalmente o impacto mercadológico que as produções musicais tiveram na época de lançamento (o que explica, eventualmente, o motivo pelos fãs de Lana Del Rey ficarem decepcionados por ela não ter levado o Álbum do Ano na última edição).

Gostos pessoais à parte, a seleção para o Grammy será bastante difícil e, por isso, separamos uma lista com as previsões para as quatro grandes categorias – Álbum do Ano, Música do Ano, Artista Revelação e Gravação do Ano -, contemplando quem será nomeado e quem tem melhores chances de ganhar os prêmios.


ÁLBUM DO ANO

A última categoria a ser apresentada no evento é composta por oito selecionados – algo que, especialmente nesses últimos meses, será uma tarefa bastante complicada. De qualquer forma, alguns nomes são quase certeiros de aparecerem, como Taylor Swift, Lady Gaga e The Weeknd.

Aproveite para assistir:

Swift e The Weeknd são as principais apostas de diversos veículos internacionais renomados. Swift alcançou sua maturidade musical com o lançamento surpresa de Folklore, que tornou-se um dos mais bem avaliados do ano e quebrou inúmeros recordes (colocando a artista como a primeira da história a debutar em primeiro lugar nos charts principais da Billboard: Hot 100, com a canção “cardigan” e Billboard 200, que contempla os álbuns. Além de ter sido a maior estreia feminina, Swift também foi a maior estreia geral, ultrapassando o conterrâneo supracitado. The Weeknd, por sua vez, continua no topo de diversos paradas com After Hours.

Os dois são seguidos de perto por Gaga e Dua Lipa. Gaga lançou uma das produções mais aclamadas do ano, Chromatica, com vários críticos considerando o melhor da artista. Vendendo mais de 1 milhão de cópias e ultrapassando a marca de 1 bilhão de streamings nas plataformas digitais, Gaga entrou para a era digital com o pé direito, além de ter quebrado vários recordes. Lipa, com Future Nostalgia, foi um dos primeiros grandes lançamentos do ano e mantém-se sólida como uma das queridinhas do ano – apesar de ter sofrido com o vazamento do álbum dias antes do lançamento.

Fiona Apple é um nome que também irá aparecer nessa categoria: a produção mais aclamada de 2020 alcançou a pontuação máxima em diversos veículos de crítica e permanece no topo dos melhores lançamentos do ano. Entretanto, levando em conta que Apple não é uma artista tão conhecida, apesar de sua importância para a música independente, ela não caiu no gosto popular e permaneceu ofuscado por obras mais comerciais. E, por fim, um dos que mais merece atenção da academia é ‘What’s Your Pleasure?’, 4º álbum de estúdio da icônica Jessie Ware.

Fortes concorrentes:

Podem aparecer:

  • Manic, Halsey
  • Rough and Rowdy Ways, Bob Dylan
  • Petals for Armor, Hayley Williams
  • Rare, Selena Gomez
  • Gaslighter, The Chicks

Improváveis:

Provável ganhador: Folklore (Taylor Swift) ou After Hours (The Weeknd)

ARTISTA REVELAÇÃO


Diversos artistas fizeram suas estreias nos meses anteriores e nos encantaram com músicas tocantes e muito bem produzidas que deixaram claro que o futuro da indústria fonográfica está em boas mãos. Dentre os inúmeros nomes que apareceram e que nos encantaram, podemos citar a dupla formada por Chloe x Halle, a qual, depois de ser guiada pela lendária Beyoncé, lançou seu primeiro álbum intitulado Ungodly Hour – rapidamente tornando-se um dos favoritos da crítica e do público pelo estilo contemporâneo do R&B.

Outros dois nomes aos quais devemos ficar atentos são Doja Cat e Megan Thee Stallion. Doja lançou seu primeiro álbum completo em novembro do ano passado, ‘Hot Pink’, que teve recepção considerável pelos analistas especializados e cujo single principal, “Say So”, alcançou o topo da Billboard ao trazer a colaboração com Nicki Minaj. Ela também ficou responsável por “Boss Bitch”, música original da trilha sonora de ‘Aves de Rapina’ que rapidamente transformou-se numa das melhores de 2020. Stallion, por sua vez, também alcançou o topo da Billboard com o remix de “Savage” ao lado de Beyoncé. Ambas receberam indicações para o Video Music Awards 2020, cuja premiação ocorre no final do mês.

Fortes concorrentes:

Podem aparecer:


Improváveis:

Provável ganhador: Chloe x Halle ou Doja Cat

MÚSICA DO ANO


Há muita confusão no que concerne às categorias Música do Ano e Gravação do Ano, mas a diferença entre elas é bem simples: enquanto esta destina-se a determinada faixa musical como um todo, incluindo produção, artista, engenharia artística e mixagem, aquela contempla a composição de determinada canção.

Assim como Álbum do Ano, Música do Ano será uma das categorias com maior número de submissões – e, infelizmente, nem todas que mereciam ganharão seu espaço entre os indicados. Considerando os lançamento até agora, a probabilidade é que os artistas repitam seus feitos, como Swift e Gaga. Swift deve concorrer pela faixa “cardigan”, talvez dando certa atenção para outros possíveis singles – como “seven”, um dos vários pontos altos de Folklore, e sua parceria com Bon Iver, “exile”. Gaga certamente apostará com “Stupid Love”, primeiro single oficial de Chromatica e, com maior chances de aparecer, “Rain On Me”, parceria de extremo aclame e sucesso com Ariana Grande.

Dua Lipa não fica atrás: para promover Future Nostalgia, a artista britânica apostou suas fichas em diversas canções promocionais, incluindo a música-título, “Break My Heart”, “Don’t Start Now” e “Physical” – essas duas últimas com chances altíssimas de aparecer. The Weeknd talvez seja o único performer com nomeação praticamente confirmada – “Blinding Lights”, que permanece desde seu lançamento até hoje como um dos hinos de 2020.

Fortes concorrentes:

Podem aparecer:


  • “My Future”, Billie Eilish
  • “Say So”, Doja Cat feat. Nicki Minaj
  • “You Should Be Sad”, Halsey
  • “Watermelon Sugar”, Harry Styles
  • “Life Is Good”, Future feat. Drake

Improváveis:

  • “I Hope”, Gabby Barrett
  • “The Box”, Roddy Ricch
  • “Chasin’ You”, Morgan Wallen

Provável ganhador: “Blinding Lights” (The Weeknd) ou “cardigan” (Taylor Swift

GRAVAÇÃO DO ANO

Para gravação do ano, nossas apostas são bem parecidas – com exceção, talvez, de uma presença mais forte de Halsey, com “You Should Be Sad” (cuja produção é, de longe, uma das mais fortes do ano) e Harry Styles com opções que incluem “Watermelon Sugar” e “Adore You”. Selena Gomez também pode ter uma pequena chance com Rare, que abriu as estreias femininas da Billboard 200 neste ano e tornou-se o melhor álbum de sua carreira por um consenso quase unânime.

Tame Impala também pode se sair vitoriosa com os icônicos singles do psicodélico ‘Slow Rush’, que provavelmente passou batido pela dominação da música pop nos meses que se passaram. Pearl Jam pode dar as caras com “Dance of the Clairvoyants”, primeira canção promocional de ‘Gigaton’, 11º álbum da banda de rock.

Fortes concorrentes:

  • “Posthumous Forgiveness”, Tame Impala
  • “Rain On Me”, Lady Gaga & Ariana Grande
  • “Blinding Lights”, The Weeknd
  • “cardigan”, Taylor Swift
  • “Dance of the Clairvoyants”, Pearl Jam
  • “You Should Be Sad”, Halsey
  • “Circles”, Post Malone
  • “Watermelon Sugar”, Harry Styles

Podem aparecer:

Improváveis:

Provável ganhador: “Rain On Me” (Lady Gaga & Ariana Grande) ou “Blinding Lights” (The Weeknd)

Comentários

Não deixe de assistir:

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE