Por causa das rígidas regras de votação para o Oscar, a diretora e roteirista Greta Gerwig não conseguiu votar em si mesma para a categoria de Melhor Direção pelo aclamado Adoráveis Mulheres. Afinal, quando Gerwig recebeu o convite para se juntar à Academia em 2016, ficou responsável por votar nas categorias de atuação (e isso não mudou nem mesmo depois de escrever e dirigir um longa-metragem que inclusive foi indicado à premiação).

Em uma recente entrevista à Variety, Gerwig revelou que não tinha esperanças de ser indicada. Entretanto, ela deixa claro que “havia grandes chances [disso acontecer]. Há provavelmente um número considerável de votantes que escolheram [o filme]”.

Ela também revelou que tem planos de mudar de categorias, acrescentando que “o nicho de diretores poderia se postar a favor do número de mulheres indicadas. Isso fará parte da minha lista de afazeres”.

Relembre o trailer de Adoráveis Mulheres:



Dirigido por Gerwig (‘Lady Bird: A Hora de Voar‘), o longa é baseado no livro homônimo escrito por Louisa May Alcott.

A trama acompanha as irmãs March, que enfrentam problemas crescentes como falta de dinheiro, tragédias familiares e rivalidades românticas na Massachusetts de meados do século 19. Jo luta por independência e, às vezes, entra em conflitos com a mãe e as irmãs Meg, Amy e Beth. Ela também lida com a rabugenta Tia March, o impulsivo vizinho Laurie e o bondoso professor Friedrich Bhaer.

O elenco conta com Meryl Streep, Emma Watson, Saoirse Ronan, Timothée ChalametLaura DernBob OdenkirkChris Cooper, Florence Pugh e Eliza Scanlen.



Comentários

Não deixe de assistir:

🚨 INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE 🚨http://bit.ly/CinePOP_Inscreva