Tida como uma das melhores plataformas de streaming da atualidade no que diz respeito ao seu acervo, a HBO Max faz cada vez mais frente para as dominantes do mercado Netflix e Amazon Prime Vídeo. Em matéria de séries, o canal transformado em streaming ainda é imbatível, possuindo em seu catálogo, de forma exclusiva, alguns dos programas mais cultuados de todos os tempos, vide Game of Thrones, Família Soprano, Sex and the City, True Detective, e os recentes Big Little Lies, Westworld e Euphoria. Fora isso, a HBO Max também contém com exclusividade todas as produções da Warner Bros., um dos maiores estúdios de Hollywood, o que inclui todos os filmes dos personagens do universo da DC – fonte de alguns dos maiores blockbusters da atualidade. A plataforma também fechou um acordo de exclusividade com a Sony Pictures para a exibição de seus filmes, assim estreou recentemente Venom – Tempo de Carnificina, e em breve lançará também superproduções como Homem-Aranha: Sem Volta para Casa e Morbius.

Por outro lado, nem tudo que chega à plataforma é amplamente divulgado e pode passar totalmente despercebido por grande parte dos espectadores. Nesta nova matéria, irei descortinar oito produções novíssimas e badaladas lá fora, que acabaram de chegar à HBO Max sem qualquer alarde, para você encontrar e conferir. Veja abaixo.

American Underdog – A História de Kurt Warner

Começamos a lista com dois itens que são baseados em histórias reais, foram mirados à época de premiação da sétima arte e chegaram de forma inédita na plataforma da HBO Max, sem antes passar por nossas salas de cinema. O primeiro é este American Underdorg, drama de esporte sobre futebol americano estrelado por Zachary ‘Shazam’ Levi. O filme é a biografia de Kurt Warner (vivido por Levi), um jogador amador do esporte que sonhava em ingressar na NFL, a liga de futebol americano dos EUA, mas precisava ganhar a vida como funcionário de um supermercado. Assim como Rocky Balboa, um dia ele recebe a grande chance de sua vida. O longa é baseado no livro do próprio Warner, que também produz o filme. O elenco conta ainda com Anna Paquin e Dennis Quaid.


Joe Bell

Aproveite para assistir:



Agora temos outro drama biográfico, este estrelado pelo astro Mark Wahlberg, que foi exibido pela primeira vez durante o prestigiado Festival de Toronto ainda em 2020 – onde arrancou elogios da imprensa especializada. O cacife do longa não termina aí, já que tem na direção Reinaldo Marcus Green (King Richard – Criando Campeãs), história escrita pelos mesmos roteiristas de O Segredo de Brokeback Mountain, e produção do diretor Cary Joji Fukunaga (007 – Sem Tempo para Morrer), do ator Jake Gyllenhaal e do próprio Mark Wahlberg. Na trama, o ator vive o pai de um jovem que se revela gay, ao mesmo tempo em que confessa sofrer bullying na escola. A situação termina da pior forma possível, com o rapaz cometendo suicídio, o que faz com que seu pai realize uma travessia a pé pelos EUA a fim de protestar contra o bullying.

Saída à Francesa

Com uma indicação ao Globo de Ouro de melhor atriz para a musa Michelle Pfeiffer, este drama cômico fez sua estreia no Festival de Nova York. Na trama, Pfeiffer interpreta uma socialite que se vê falida, vivendo do dinheiro da herança que ainda lhe resta. Como solução, ela decide literalmente realizar uma saída à francesa, se mudando de Nova York para a França, onde viverá num apartamento emprestado ao lado de seu filho (papel do indicado ao Oscar Lucas Hedges) e de seu gato. O filme é baseado no livro de Patrick Dewitt, que também adapta o texto para as telas no roteiro. O chamariz aqui sem dúvida é a performance dedicada da protagonista. Além de ser uma das atuações femininas mais elogiadas de seu respectivo ano, a própria Pfeiffer afirmou que fazer o filme figurou entre as cinco melhores experiências de toda a sua carreira.


Kimi – Alguém Está Escutando

Passando de uma Mulher-Gato para outra, agora temos uma produção exclusiva da HBO Max, que não foi planejada para os cinemas nem mesmo nos EUA. A jovem Zoë Kravitz viveu a nova Mulher-Gato do cinema no recente The Batman (2022), também disponível na plataforma da HBO Max. E quando fechou contrato para tal blockbuster, de quebra descolou outro longa para protagonizar para o estúdio, este uma estreia de sua plataforma de streaming. Kimi é dirigido pelo cultuado Steven Soderbergh, indicado ao Oscar duas vezes no mesmo ano pelos filmes Traffic e Erin Brockovich – e vencedor pelo primeiro. Este é o quinto filme seguido de Soderbergh lançado direto nas plataformas de streaming (sem ir aos cinemas) e o terceiro para a HBO Max, após Let Them All Talk e Nem um Passo em Falso. No roteiro escrito por David Koepp (Jurassic Park e Missão Impossível), Kravitz, de cabelos azuis, vive uma especialista em tecnologia que sofre do mal da agorafobia – ou seja, ela tem medo de sair de casa. Quando descobre provas de um crime em seu trabalho, precisará enfrentar seus medos.

Cidade de Mentiras

Um dos últimos trabalhos do ator encrencado Johnny Depp, este thriller policial dramático fez sua estreia em um festival menor na Itália e foi lançado fora de todos os radares, afinal nesta época o astro já estava com o nome jogado na lama. Depp produz o longa e protagoniza como o detetive Russell Poole que, ao lado de seu parceiro Jack Jackson, vivido por Forest Whitaker, investigaram os assassinatos dos rappers Tupac Shakur e Notorious Big. O filme é baseado no livro investigativo de Randall Sullivan, que recolheu informações reveladoras sobre a verdade dos assassinatos. Cidade de Mentiras tem direção de Brad Furman, de O Poder e a Lei (2011) e Conexão Escobar (2016).

Possessor


Agora, nos próximos três itens de nossa lista, adentraremos num gênero que adoramos e sabemos que vocês também: o terror. E começamos por um que é um dos mais elogiados de anos recentes. Cria do prestigiado Festival de Sundance, esta produção é escrita e dirigida por Brandon Cronenberg… sim, você acertou, filho do icônico diretor David Cronenberg. Seguindo de perto na arte de seu pai, Brandon escreve um nome para si dentro de um estilo onde seu pai igualmente começou e dominou. Ao que tudo indica, a visceralidade está no DNA dos Cronenberg. O primeiro longa de Brandon foi Antiviral, ainda em 2012, e depois de um hiato de quase dez anos, o cineasta visionário retorna para entregar o melhor filme que seu pai jamais fez. Misturando elementos de suspense, ficção científica e terror, Possessor mostra um futuro onde uma agência é especializada em missões secretas, nas quais infiltram e controlam o corpo de qualquer pessoa. Andrea Riseborough vive a principal agente da organização – cuja última missão sairá muito errado. Jennifer Jason Leigh coprotagoniza como a chefe da agência.

O Homem nas Trevas 2

Seguimos pelo terror com dois dos itens mais recentes, que acabaram de sair dos cinemas. O primeiro deles é estre O Homem nas Trevas 2, continuação do sucesso surpresa de 2016, escrito e dirigido por Fede Alvarez. Na história, três jovens infratores decidem invadir a casa de um homem cego, acreditando estar vazia. Porém, o sujeito, um veterano osso duro de roer, se mostrará o pior pesadelo do trio. Nesta continuação, em que Alvarez apenas assina o roteiro e produz, quem dirige é Rodo Sayagues, que também havia escrito o original. Um dos elementos comentados em relação a esta sequência é que o vilão conhecido como “homem cego” deixa de ser o antagonista e se torna uma espécie de herói justiceiro, que vai atrás dos sequestradores de uma menininha a qual estava criando. Stephen Lang retorna como o cego.

Escape Room 2 – Tensão Máxima

Outro terror da Sony que chega à HBO Max como parte da parceria do streaming, esse longa dá sequência ao original de 2019. As chamadas escape room são salas de jogos que estiveram muito populares no mundo todo, inclusive no Brasil, onde para conseguir escapar e partir para outro ambiente, é necessário que os participantes desvendem as pistas e os segredos. Assim, os realizadores resolveram criar uma trama onde existisse um jogo verdadeiramente mortal envolvendo as tais escape room – das quais quem não conseguir escapar, morre. A continuação é intitulada Tournament of Champions no original, ou seja, agora é o torneio dos campeões. Assim retornam para o elenco o trio Taylor Russell, Logan Miller e Deborah Ann Woll, além da roteirista Maria Melnik, o produtor Neal H. Moritz e o diretor Adam Robitel.


Não deixe de assistir: