‘La Casa de Papel’: Teoria sugere que Tóquio narra a história porque é a única sobrevivente

‘La Casa de Papel’: Teoria sugere que Tóquio narra a história porque é a única sobrevivente



Muitos fãs de La Casa de Papel‘ acreditam que a ideia de Tóquio narrar a série seja um simples recurso utilizado pelos roteiristas, outros acham que há um propósito por trás dessa opção.

Alguns fãs estão compartilhando nas redes sociais uma teoria sugerindo que a personagem é o único membro sobrevivente da Resistência e que ela está narrando a história de dentro de uma cadeia.

“A teoria de que Tóquio narra a série porque é única que consegue sobreviver dói mais que um tiro no pé.”

Aproveite para assistir:


Segundo alguns fãs, a teoria justifica o fato de Tóquio sempre saber o que vai acontecer durante os episódios, o que seria uma tremenda reviravolta.

E você, concorda com essa teoria?

Lembrando que a 3ª temporada de ‘La Casa de Papel‘ já está disponível na Netflix e a 4ª tem previsão de estreia para 2020.

Assista nossa análise:

Primeiras Impressões | ‘La Casa de Papel’ – 3ª temporada: Surpreendentemente melhor

Criada por Álex Pina, a série inicialmente era uma minissérie de 15 episódios, mas foi reeditada pela Netflix em duas partes, que posteriormente optou por dar continuidade à produção depois de sua enorme popularidade.

Na terceira parte, “O professor e sua gangue precisarão fazer um assalto impossível: invadir o Banco da Espanha, localizado na praça de Cibeles, em Madrid. O banco tem um sistema de segurança impecável: é localizado a 50 metros abaixo da superfície, abaixo da água e contando apenas com três portas blindadas em sua entrada.”

O elenco inclui Úrsula Corberó (Tóquio), Álvaro Morte (O Professor), Jaime Lorente (Denver), Miguel Herrán (Rio), Darko Peric (Helsinque), Alba Flores (Nairóbi), Esther Acebo (Estocolmo), Itziar Ituño (Raquel Murillo), Enrique Arce (Arturo), Kiti Mánver (Mariví), Pedro Alonso (Berlim), Juan Fernández (Coronel Prieto) e Mario de la Rosa (Suarez).



COMENTÁRIOS