Marvel confirma retorno da San Diego Comic-Con e deve apresentar próximos filmes

Marvel confirma retorno da San Diego Comic-Con e deve apresentar próximos filmes



Agora é OFICIAL! A Marvel Studios confirmou presença no badalado Hall H da San Diego Comic-Con, aonde deve reunir todos os astros de ‘Vingadores‘ para apresentar seus próximos projetos… e quem sabe o calendário com suas futuras estreias.

O painel acontece no sábado, dia 20, às 17h15 de San Diego (21h15 no horário de Brasília).

“O presidente e produtor da Marvel Studios, Kevin Feige, e convidados surpresa mostrarão uma prévia do que está por vir mo Universo Cinematográfico da Marvel”, afirmou.

A Marvel deve apresentar sua nova seleção de filmes-solo que terá início com Viúva Negra e logo depois se estenderá para projetos como Shang-ChiDoutor Estranho 2.   

Os próximos projetos da Marvel são:

2019

Visão e Feiticeira Escarlate

Com o lançamento do Disney+, a plataforma de streaming do estúdio, os produtores da Marvel não perderam tempo e já trataram de anunciar três séries contendo seus personagens. Existem muitos elementos curiosos nesta decisão. O primeiro é a criação de um elo entre cinema e TV – algo que já havia sido tentado em menor escala com séries como Agentes da SHIELD e Agente Carter. Mas nestas, tratavam-se de personagens bem secundários. Aqui, estamos falando de Vingadores mesmo. A pergunta que fica é: até que ponto cinema e TV irão interferir um no outro. Seja como for, um dos primeiros a chegar, prometido para este ano ainda (será?) é WandaVision, que deve ser um dos carros chefe para o lançamento da plataforma. Aqui, teremos explorado o relacionamento entre a Feiticeira Escarlate e o Visão, vividos novamente por Elizabeth Olsen e Paul Bettany.

Aproveite para assistir:


Falcão & Soldado Invernal

Também prometido para 2019, ao lado de WandaVision, esta série promete impulsionar o lançamento da Disney+. Enquanto a série citada acima terá 6 episódios, se comportando verdadeiramente como uma minissérie, ou um filme de 6 horas (Ei, Vingadores: Ultimato chegou na metade disso), Falcão & Soldado Invernal fará uso de 8 episódios. A série com os melhores amigos do Capitão América deve desenvolver o relacionamento da dupla e provavelmente irá apostar em missões políticas e mais realistas contendo os personagens – já que ambos não são muito centrados na parte “fantástica” da Marvel ou sequer possuem grandes poderes. Outro detalhe, é que o Falcão recebeu o escudo do Capitão e assim como nos quadrinhos promete se tornar a nova identidade do herói. A série pode focar também na evolução de Sam Wilson de um herói para outro. Assim como WandaVision, ambos Anthony Mackie e Sebastian Stan retornarão como seus personagens do cinema.

2022

Guardiões da Galáxia Vol. 3

O drama do filme desconhecido que deu certo da Marvel aconteceu fora e dentro das telas. Do lado de fora, o diretor James Gunn, grande responsável pelo sucesso da franquia, foi demitido após mensagens impróprias de seu passado virem à tona no Twitter. Logo, ele se bandeou para o lado da rival DC onde foi confirmado como diretor de Esquadrão Suicida 2. A Marvel percebendo a injustiça, resolveu recontratá-lo para o terceiro Guardiões da Galáxia, que devido ao troca-troca, vai ficar para 2020. Nas telas, a perda de Gamora em Guerra Infinita foi levemente solucionada (ou será?), e temos ainda a possível inclusão de Thor como elemento surpresa para um terceiro filme, como membro da equipe. Dentre as possibilidades de roteiro, temos Adam Warlock, provocado em Vol. 2, o que traria novamente Ayesha (Elizabeth Debicki), e os membros do esquadrão comandado por Sylvester Stallone – que nos quadrinhos eram os Guardiões originais.

Sem Data Definida

Loki

A terceira série prometida pela Disney+ logo na largada foi um programa solo para o Deus da Trapaça em pessoa. É claro que a Marvel não iria se livrar de uma de suas propriedades que deu mais certo. Na pele de Tom Hiddleston, Loki se tornou queridinho dos fãs e roubou a cena consecutivamente em todos os filmes que apareceu – até ser morto por Thanos em Guerra Infinita (2018). No entanto, Ultimato talvez tenha dado um jeito de “reviver” Loki. Não se sabe ainda se a série irá pegar este gancho, ou será uma prequel, apresentando as traquinagens do dúbio personagem ao longo de sua carreira. Só sabemos que Hiddleston está de volta. Nem mesmo a data, ao contrário das outras duas, foi divulgada. Mas espera-se um lançamento para no máximo 2020.

Viúva Negra

No cinema, um dos filmes de cronograma mais adiantado é o muito aguardado projeto solo com a Viúva Negra de Scarlett Johansson. A personagem foi a principal feminina a aparecer no MCU e se manter relevante durante todos estes 11 anos. Mas na hora de receber um filme solo, a Capitã Marvel saiu na frente. Sem problemas, a Viúva em breve ganhará o seu também, que já está em fase de pré-produção. A direção da australiana Cate Shortland (Lore) já foi confirmada, assim como o roteiro de Ned Benson (Dois Lados do Amor) e Jac Schaeffer (que também assina o texto da série do Visão e a Feiticeira Escarlate). No elenco, Rachel Weisz (A Favorita), David Harbour (Stranger Things) e Florence Pugh (Fighting With My Family) estão confirmados. A data deve ficar para 2020 ou 2021.

Os Eternos

Mesmo sem um anúncio oficial, algumas produções – em especial sequências – não virão como surpresas. Estas ficam por conta de possíveis novas franquias dentro do MCU. Depois do sucesso que foi o desconhecido Guardiões da Galáxia, a Marvel aposta em outra incógnita com Os Eternos, história que promete expandir ainda mais o universo espacial da casa – e que promete ser o mote para essa nova fase, afinal não existe nada maior que o espaço. Além disso, a produção funcionará como resposta para Os Novos Deuses, da rival DC (e você acha que eles dão ponto sem nó?). E o que está vendendo esta proposta até o momento é a presença da estrela Angelina Jolie num dos papéis principais. Os Eternos pode ser também o primeiro filme inclusivo da Marvel no quesito personagens gays – já que vem sendo declarado que o herói Hércules será abertamente homossexual no filme. É esperar para ver. Em fase de pré-produção também, o filme pode ser lançado entre 2020 e 2021.

Doutor Estranho 2

A continuação de Doutor Estranho (2016), um dos filmes menos prestigiados (e de menor bilheteria) do estúdio foi anunciada. E se o primeiro filme não foi o que poderia ter sido, a Marvel certamente irá mexer em sua estrutura para que se adeque ao esperado. O universo das histórias do Doutor Estranho, o mago supremo da Marvel, é muito rico para ser descartado, e existe grande potencial para esta franquia. Só é preciso encontrar o tom certo, assim como demorou para acontecer com personagens como Hulk e Thor. O estúdio está caminhando a passos largos com seu núcleo espacial, mas não pode esquecer o núcleo mágico. Benedict Cumberbatch volta para o manto do herói, assim como o diretor Scott Derrickson. Com o gancho deixado no primeiro filme, espera-se o retorno de Chiwetel Ejiofor também – a promessa como o antagonista Mordo.

Shang-Chi

Falando em misticismo, a Marvel anunciou mais um projeto desconhecido para transformar numa franquia milionária. Pouco se sabe da produção no momento, apenas que esta será mais uma proposta inclusiva da Marvel. Aqui, a representatividade é asiática, com o primeiro herói chinês protagonista num filme da casa. Quando foi criado nos quadrinhos, a ideia era pegar carona na febre da época, os filmes de artes marciais. Shang-Chi é conhecido também como o Mestre do Kung Fu, e já ingressou nos Vingadores como membro nas HQs – quer deixa maior do que esta? De confirmado por enquanto só a presença do diretor havaiano, de Maui, Destin Daniel Cretton, que já trabalhou duas vezes com Brie Larson, a dirigindo em Temporário 12 (2013) e O Castelo de Vidro (2017) – olha outro elo aí. Ainda não foi divulgada data de lançamento, mas a Marvel deve apressar as coisas.

Pantera Negra 2

Com o sucesso que fez o primeiro Pantera Negra (2018) e a popularidade absurda atingida não só pelo herói em si, mas como todo seu universo criado, a Marvel não seria louca de não orquestrar rapidamente uma continuação. E se for esperta, ainda produzirá um derivado focado apenas nas mulheres de Wakanda – como seria bom ver Nakia (Lupita Nyong´o), Okoye (Danai Gurira) e Shuri (Letitia Wright) em missões próprias. Ainda não temos muitas informações sobre a sequência – que prometem ser anunciadas em breve. Mas esperamos os retornos do elenco e do diretor Ryan Coogler para mais aventuras de matinê na selva, com muito conteúdo.

Capitã Marvel 2

Este é o mesmo caso do item acima. Apesar de muito protesto dos haters, Capitã Marvel (2019) se mostrou um dos maiores sucessos do estúdio, rompendo a barreira de US$1 bilhão pelo mundo. Fora isso, Brie Larson pôde ganhar ainda mais destaque no recente Vingadores: Ultimato, onde mostrou quem mandava, quebrando tudo. Aos poucos a Marvel vai ajustando as reclamações do público em relação à personagem, à própria Larson e ao filme. E a chance para fazer isso é numa continuação. Nada foi anunciado, mas duvidamos muito que irão perder esta chance, até porque fala-se muito que a personagem será a espinha dorsal para a nova fase, como a líder da equipe – agora que espaço foi aberto pelos dois pilares do estúdio.

Homem-Aranha 3

O Homem-Aranha é o personagem mais popular da Marvel. E agora que a parceria com a Sony está a plano vapor – com o lançamento do segundo filme solo do herói na casa agora em julho -, o céu é o limite, e o personagem poderá ter uma longeva carreira nos cinemas. O universo do aracnídeo é tão rico quanto o da própria Marvel em si, e existem muitos arcos de histórias ainda não explorados no cinema, para levar o personagem, alguns que inclusive podem afetar todo o MCU. Vale lembrar que a certa altura a Sony pode exigir seu produto de volta, para quem sabe mesclá-lo a seu recente sucesso Venom (2018). Mas isso tudo só virá à tona após o resultado de Longe de Casa em breve.

Bônus:

Quarteto Fantástico e os X-Men

Embora afirmem aos quatro cantos que ainda não irão mexer nestas duas franquias, sabemos que a Marvel não é de esquentar lugar, e acreditamos que o estúdio já está orquestrando algo com estes produtos. A verdade é que a Fox ainda precisa lançar dois filmes do universo X-Men este ano: Fênix Negra e Os Novos Mutantes. Depois disso, seus destinos são incertos. Há quem diga que os filmes serão cancelados e lançados direto no sistema de streaming da Disney – este destino está mais inclinado para Os Novos Mutantes. Seja como for, o pensamento geral é que o estúdio deixará os X-men descansar um pouco mais, e investirá o mais breve possível no Quarteto, para fazê-los da maneira correta no cinema pela primeira vez, após três investidas malfadadas. Uma das mais importantes propriedades da casa será uma adição muito bem-vinda ao MCU.

Heroínas da Marvel

A onda de representatividade feminina é forte e na indústria do cinema tem atingido a potência de tsunami. E os grandes estúdios estão ouvindo. Atrizes como Evangeline Lilly (Vespa), Tessa Thompson (Valquíria), Danai Gurira (Okoye) e Elizabeth Olsen (Feiticeira Escarlate) têm falado muito sobre o desejo de uma produção protagonizada apenas pelas heroínas do universo Marvel. Uma espécie de Clube da Luluzinha dos Super-Heróis. E por que não? Se levarmos em conta que o estúdio tem constantemente ouvido os desejos do público e de seus atores, a ideia para esta produção não parece tão distante ou impossível. Além disso, em Vingadores: Ultimato, a Marvel provocou os fãs justamente com algo do tipo, na cena em que as heroínas se unem contra Thanos.



COMENTÁRIOS