'Me Chame Pelo Seu Nome': Diretor defende ausência de nudez frontal masculina

'Me Chame Pelo Seu Nome': Diretor defende ausência de nudez frontal masculina


Em entrevista recente ao The Independent, Luca Guadagnino, diretor do premiado drama gay 'Me Chame Pelo Seu Nome' defendeu a ausência de nudez frontal masculina no filme estrelado por Armie Hammer e Timothée Chalamet:

“Eu sou o diretor menos puritano que você pode conhecer. Sou bem preciso em usar os corpos femininos e masculinos nas telas para transmitir todo o tipo de emoções. Acho que a exibição da nudez nesse filme especificamente era bastante irrelevante e entendo que para James [o roteirista] era algo relevante, mas essa é a visão dele. O que está claro é que não tivemos limitações no que queríamos fazer”.

O roteirista James Ivory afirmou que tinha cenas de nu frontal, mas o contrato dos atores não permitiu:

“Certamente meu roteiro tem todos os tipos de nudez. Mas, segundo Luca, os dois atores tinham no contrato que não poderia ter nudez frontal e não teve, o que é uma pena. Novamente, é apenas essa atitude americana. Ninguém parece se importar tanto ou ficar chocado sobre o nu total feminino. É com os homens. Isso é algo que deve ser tão profundamente cultura que alguém deveria perguntar: ‘Por quê?’”.



A trama acompanha um jovem de 17 anos que começa um romance com um dos convidados de seu pai, durante as férias da família na Riviera italiana. O longa foi exibido no Festival do Rio desse ano e tem lançamento previsto para 18 de Janeiro no Brasil.

 

 





Inscreva-se em nosso canal e receba conteúdo exclusivo » http://goo.gl/mPcJ5c