Os anos 10 do século XXI estão chegando ao fim e o CinePOP aproveita para continuar sua retrospectiva de final de década. Depois de relembrarmos as melhores atuações masculinas e femininas nos últimos dez anos, chegou a hora de divulgar nossa lista com as 10 melhores séries no período.

Antes de seguirmos para a seleção, é importante ressaltar que o critério adotado inclui séries produzidas a partir de 2010. Isso significa que séries que começaram antes de 2010 e que seguiram depois do período não são elegíveis para a lista. Por exemplo, Breaking Bad foi exibida entre 2008 e 2013, e não está presente na seleção por ser uma série da década passada.

Abaixo, você confere nossa lista completa. Não deixe de participar através dos comentários.

 

10) Sherlock (2010-2017)

Aproveite para assistir:



A quarta temporada de Sherlock não deixou uma boa impressão, sendo de longe a pior de toda série, mas não dá para ignorar a relevância e a qualidade da produção da BBC. Lançada em 2010, a série atualizou a história de Sherlock Holmes para o século XXI, tendo como destaque as ótimas presenças de Benedict Cumberbatch e Martin Freeman como Holmes e Watson, respectivamente. Ao longo de sete anos, a produção criada por Mark Gatiss e Steven Moffat contou com tramas envolventes e alguns episódios inesquecíveis, além de personagens e atuações complexas, como as de Andrew Scott como Jim Moriarty e Lara Pulver como Irene Adler.

 

9) Rick and Morty (2013-presente)

Criativa mente por trás de Community, Dan Harmon foi o responsável, ao lado de Justin Roiland, por criar uma das comédias mais insanas e absurdas da TV: Rick and Morty. Verdadeiro fenômeno da cultura pop, a série animada é original, inteligente e viciante. Até o momento, foram quatro temporadas da produção, uma mais absurda de a outra. Ao longo de seis anos (até o momento), a série se acostumou a fazer piada de todos, inclusive de seus fãs mais tóxicos.

 

8) Brooklyn Nine-Nine (2013-presente)

Nine-Nine! A década foi de fortes emoções para os fãs da série de comédia policial Brooklyn Nine-Nine. Após cinco temporadas muito divertidas, mas com uma audiência apenas razoável, a série foi cancelada pela FOX, para o desespero de muita gente. Felizmente, poucos dias depois, após uma campanha que incluiu fãs famosos como Mark Hamill e Lin-Manuel Miranda, a produção foi resgatada pela NBC. A sétima temporada estreia em 2020, mas a série já foi renovada para a oitava. E que venha a nona, a décima e por aí vai. Não estamos preparados para nos despedir de Jake Peralta, Rosa Diaz, Terry Jeffords, Amy Santiago, Ray Holt e companhia.

 

7) Better Call Saul (2015-presente)

Como explicamos na introdução, Breaking Bad não está elegível para a lista por ter sido lançada na década passada. Mas isso não significa que os fãs da série não têm o que comemorar. Afinal, o spin-off Better Call Saul está presente na nossa seleção. E não poderia ser diferente. Ainda que não tenha uma base de fãs tão apaixonada quanto a original, BCS é uma produção realmente diferenciada, que só comprova o brilhantismo dos criadores Vince Gilligan e Peter Gould. A série acompanha a jornada do advogado Jimmy McGill (Bob Odenkirk), que viria a se tornar Saul Goodman em BB. Trata-se de uma obra divertida, envolvente e muito inteligente, com personagens complexos e atuações marcantes.

 

6) Veep (2012-2019)

Ao longo de sete temporadas, Veep recebeu três estatuetas do Emmy de Melhor Série de Comédia. Já a protagonista da série, Julia Louis-Dreyfus, recebeu seis Emmys de Melhor Atriz no mesmo período. Ela só perdeu pela última temporada, em 2019. É claro que premiações não necessariamente celebram as melhores séries, mas no caso de Veep foi isso sim o que aconteceu. A comédia marcou época por criar uma série de situações políticas absurdas, que hoje em dia nem são mais tão absurdas assim. Sem papas na língua, a produção ficou marcada pelo roteiro ágil e pelo elenco talentoso. Além da incrível Louis-Dreyfus, o time contou com Anna Chlumsky, Tony Hale, Matt Walsh, Timothy Simons, Kevin Dunn, Sam Richardson e Reid Scott.

 

5) BoJack Horseman (2014-presente)

Achou que Rick and Morty seria a única série animada da lista? Nada disso! Insana animação da Netflix, BoJack Horseman também marca presença na seleção. E não é pra menos. Trata-se de um dos melhores roteiros da TV/streaming da atualidade. A série criada por Raphael Bob-Waksberg acompanha um cavalo com traços humanos que foi uma grande estrela de Hollywood nos anos 80 e 90. Agora, vive uma vida sem muitos atrativos e repleta de desolação. Will Arnett, Amy Sedaris, Alison Brie e Aaron Paul formam o incrível elenco de vozes da produção.

 

4) Atlanta (2016-presente)

Atlanta é a série de comédia mais ousada e inteligente da década. É divertida e tem muitos momentos cômicos, mas também tem a ambição de fazer o espectador pensar e refletir sobre a sociedade atual, sobre as classes mais pobres e sobre questões envolvendo raça, ascensão social e representatividade. Criada, escrita, dirigida e estrelada por Donald Glover, a série é a comprovação da genialidade por trás do artista, que usa a experiência no mundo da música (ele também é conhecido como o rapper Childish Gambino) para contar a história de um homem simples que se arrisca a atuar como empresário de um rapper que está começando a fazer sucesso. Brian Tyree Henry, LaKeith Stanfield e Zazie Beetz também brilham no elenco da série. Eleita a Melhor Série de 2018 pelo CinePOP.

 

3) Fleabag (2016-2019) 

Lançada em 2016, a primeira temporada de Fleabag é ousada, divertida e envolvente o suficiente para deixar o público querendo mais. E este mais veio ainda melhor. A segunda temporada da série é simplesmente brilhante. É perfeição no formato de TV. Não por acaso, conquistou as estatuetas do Emmy de Melhor Série de Comédia, Melhor Atriz e Melhor Roteiro. Phoebe Waller-Bridge é a brilhante criadora, roteirista e atriz por trás da produção. Ela é corpo e alma da série. Mas não está sozinha. O “padre gato” de Andrew Scott foi verdadeiro fenômeno da cultura pop em 2019. Sian Clifford, Olivia Colman e Bill Paterson também entregam atuações memoráveis na produção. Eleita a Melhor Série de 2019 pelo CinePOP.

 

2) The Americans (2013-2018)

Lançar uma série sobre espiões soviéticos vivendo nos Estados Unidos durante a Guerra Fria em pleno ano de 2013 parecia algo destinado a dar errado. Mas deu tudo certo. Criada por Joseph Weisberg, The Americans é absolutamente fascinante. Além de contar com uma trama envolvente, que prende a atenção do espectador, a série ainda oferecia momentos de prender a respiração. Oferecia muito drama de espionagem, mas também contava com o elemento familiar que era um diferencial. Keri Russell e Matthew Rhys foram os principais destaques da produção, mas o elenco de apoio sempre fez bonito, com destaque para Holly Taylor, Keidrich Sellati, Noah Emmerich, Margo Martindale e Frank Langella.

 

1) The Leftovers (2014-2017)

Recém-lançada pela HBO, Watchmen já figurou na lista de Melhores Séries do Ano do CinePOP. E a primeira temporada deixou uma impressão tão positiva que é possível imaginar a série se tornando um fenômeno nos próximos anos. Por que estamos falando de Watchmen? Porque ela é do mesmo criador da Melhor Série da Década: The Leftovers. Talvez The Americans tenha sido até mais regular que The Leftovers, mas nenhuma série teve tantos pontos altos quanto esta última. Por sinal, o episódio final é uma obra-prima. Damon Lindelof e Tom Perrotta fizeram uma obra complexa e instigante sobre um grupo de pessoas de uma pequena comunidade que tenta seguir a vida após o desaparecimento de milhões de pessoas em todo mundo. O elenco conta com as brilhantes participações de Justin Theroux, Carrie Coon, Ann Dowd e Liv Tyler. 

 

Menção honrosa: Game of Thrones (2011-2019)

Game of Thrones não manteve um padrão de qualidade ao ponto de figurar na lista de Melhores Séries da Década, sempre foi bastante irregular e teve uma última temporada muuuuuuuuito decepcionante. É inegável, no entanto, que trata-se da MAIOR série da década. Por causa disso, recebe uma menção honrosa na nossa lista. Ao longo de oito anos, a série passou por diversas fases. No início, buscava surpreender os fãs e investia em cenas chocantes e bem pensadas. Já mais pro final, a tentativa era fazer o que o fã mais esperava, o chamado fan service, com romances e reencontros de todos os tipos. Uma grande série. Mas não a melhor série.

Não deixe de assistir:


SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE