Netflix tem prejuízo de US$ 39 milhões por escândalo sexual envolvendo Kevin Spacey

Netflix tem prejuízo de US$ 39 milhões por escândalo sexual envolvendo Kevin Spacey


O escândalo de conduta sexual imprópria envolvendo Kevin Spacey custou caro à Netflix.

Segundo o Financial Times, o serviço de streaming divulgou em uma reunião de acionistas que perdeu US$ 39 milhões com a polêmica em torno da demissão de Spacey, além de ter que "descartar conteúdo já filmado com o ator".

Depois de mais de 30 denúncias acusando o ator de assédio sexual, o ator foi cortado da série 'House of Cards' e demitido da Netflix.

"A Netflix não lançará cenas de 'House of Cards' que traziam Kevin Spacey. Vamos continuar trabalhando com a MRC durante o hiato para avaliar nossos próximos passos com relação à série. Também decidimos que não seguiremos com o lançamento de 'Gore', que estava em pós-produção e era estrelado e produzido por Kevin Spacey".



Após a polêmica em torno das denúncias de assédio, Spacey se assumiu homossexual via carta no twitter e disse não lembrar do ocorrido, se desculpando, o que gerou uma série de protestos da comunidade LGBTQ, alegando que o ator usou sua homossexualidade para desviar o foco do assédio que cometeu.





Inscreva-se em nosso canal e receba conteúdo exclusivo » http://goo.gl/mPcJ5c