Durante uma entrevista para o The Hollywood Reporter, Henry Cavill relembrou sua entrada no DCEU em ‘O Homem de Aço‘, dirigido por Zack Snyder em 2013.

Ao longo da conversa, o astro disse que sente orgulho do filme, mas gostaria de mudar apenas uma coisa… O sorriso de Clark para Lois Lane (Amy Addams) no Planeta Diário.

Nos momentos finais, quando Clark é apresentado a Lois na redação do jornal, ele sorri sem jeito, e Cavill disse que sente vergonha toda vez que lembra da cena.

“Aquele sorriso é de envergonhar. Eu queria ter sorrido diferente. Toda vez que vejo aquela cena, só consigo pensar: ‘Isso é um tão sorriso irritante’. Eu detesto até hoje. Por que eu sorri daquele jeito? Não é assim que eu sorrio. Então, com certeza teria feito diferente”, brincou ele.



Na mesma entrevista, Cavill expressou seu desejo de reprisar o papel, apesar de não haver nenhum projeto em desenvolvimento.

“Ainda há muito a se fazer com Superman, e eu adoraria a oportunidade”, ele comentou. “A morte de Zod deu uma razão para o personagem nunca matar de novo. Superman caindo ao chão e gritando logo depois – não acho que estava no roteiro original, mas eu queria mostrar a dor que ele sentia. Fiz muitas outras sequências emotivas que eles não escolheram; lágrimas rolavam soltas. Ele matou o último membro que restava de sua espécie. Essa foi a escolha que ele fez naquele momento e ele nunca mais fará aquilo. Há uma oportunidade de amadurecimento depois daquilo, de explorar a psique de Superman como um ser quase divino e aparentemente invulnerável, mas com sentimentos reais por dentro. Como sempre digo: ‘a capa ainda está no armário'”.

Aproveite para assistir:

Você gostaria de ver Cavill retornando como Superman?

Orçado em US$ 225 milhões, ‘O Homem de Aço’ rendeu US$ 668 milhões pelo mundo, mas conquistou apenas 56% de aprovação da crítica no Rotten Tomatoes.



Não deixe de assistir: