Os 10 Piores Indicados ao Oscar de Melhor Filme

Os 10 Piores Indicados ao Oscar de Melhor Filme


Acha que o Oscar é sinônimo de qualidade? Em alguns casos pode até ser, mas isso está longe de ser uma regra. Em 91 anos de história, a premiação da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood já celebrou verdadeiros clássicos do cinema. Mas também abriu espaço para filmes nem tão memoráveis assim.

Faltando menos de um mês para o Oscar 2019, que acontece no próximo dia 24 de fevereiro, o CinePOP decidiu relembrar os piores indicados na corrida de Melhor Filme. E, mais impressionante, alguns chegaram até a vencer na categoria.

Vamos à lista! E está mais que liberado discordar nos comentários...

 

Em Busca da Terra do Nunca - Oscar 2005


Aproveite para assistir:


Concorreu com: Menina de Ouro (Vencedor), O Aviador, Sideways - Entre Umas e Outras e Ray.

Filmes melhores não indicados no ano: Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças, Os Incríveis, Diários de Motocicleta e Closer: Perto Demais.

Estrelado por Johnny Depp, Kate Winslet e Freddie Highmore, Em Busca da Terra do Nunca é o tradicional “feel good movie”. Ou seja, aquele filme para você se sentir bem. É fofo, tocante e agradável. Mas não é filme para Oscar. Apenas mais um de vários trabalhos ordinários do diretor Marc Forster (Christopher Robin - Um Reencontro Inesquecível e Guerra Mundial Z). Além de concorrer a Melhor Filme, Em Busca da Terra do Nunca disputou em outras seis categorias. E levou para casa o Oscar de Melhor Trilha Sonora Original.

Chocolate - Oscar 2001

Concorreu com: Gladiador (Vencedor), Erin Brockovich: Uma Mulher de Talento, Traffic e O Tigre e o Dragão.

Filmes melhores não indicados no ano: Réquiem para um Sonho, Quase Famosos, Billy Elliot e Dançando no Escuro.

Pode parecer perseguição ao Johnny Depp, mas é verdade que o ator tem mais um filme que não merecia passar perto de uma lista de melhores do ano. Chocolate é um romance bonito e agradável, mas nada além disso. Além de Melhor Filme, disputou os prêmios de Melhor Atriz (Juliette Binoche), Melhor Atriz Coadjuvante (Judi Dench), Melhor Roteiro Adaptado e Melhor Trilha Sonora.

Babe, o Porquinho Atrapalhado - Oscar 1996

Concorreu com: Coração Valente (Vencedor), Apollo 13: Do Desastre ao Triunfo, O Carteiro e o Poeta e Razão e Sensibilidade.

Filmes melhores não indicados no ano: Os Últimos Passos de um Homem, Os Suspeitos, Os 12 Macacos, Cassino, As Pontes de Madison, Toy Story e Seven: Os Sete Crimes Capitais.

Deem mais uma olhada na lista de filmes que não foram indicados no ano. Ok, Babe, o Porquinho Atrapalhado é legal. Mas não é Seven. Não é Toy Story. Não é Os Suspeitos. Não dá para indicar o agradável longa do porquinho, estrelado por James Cromwell, em detrimento de obras tão marcantes. E a história está aí para provar que muitos dos que ficaram de fora, hoje são verdadeiros clássicos da sétima arte. Enquanto Babe será para sempre um bom filme de Sessão da Tarde.

O Maior Espetáculo da Terra - Oscar 1953 (Vencedor)

Concorreu com: Ivanhoé: o Vingador do Rei, Depois do Vendaval, Matar ou Morrer e Moulin Rouge.

Filmes melhores não indicados no ano: Viva Zapata!, Assim Estava Escrito, Rashomon e Cantando na Chuva.

Aqui a injustiça é ainda mais grave. O Maior Espetáculo da Terra conquistou o Oscar de Melhor Filme em 1953, sendo que nem merecia estar indicado. Trata-se de uma das obras mais fracas do lendário Cecil B. DeMille. Foi claramente uma tentativa da Academia de premiar o diretor pelo conjunto da obra. O longa ainda levou pra casa a estatueta de Melhor Roteiro, e saiu derrotado nas categorias Melhor Diretor, Melhor Figurino e Melhor Montagem. É difícil aceitar que o clássico máximo Cantando na Chuva não tenha sido nem indicado a Melhor Filme.

Tão Forte e Tão Perto - Oscar 2012

Concorreu com: O Artista (Vencedor), Os Descendentes, Histórias Cruzadas, A Invenção de Hugo Cabret, Meia-Noite em Paris, Cavalo de Guerra, A Árvore da Vida e O Homem que Mudou o Jogo.

Filmes melhores não indicados no ano: Drive, O Espião Que Sabia Demais e Millennium: Os Homens que Não Amavam as Mulheres.

Mais um filme fofo cuja indicação foi exagerada. A história do jovem menino que procura por toda Nova York pistas deixadas pelo pai, morto nos atentados de 11 de setembro, é digna de admiração e daquele chorinho. Mas não de premiações. O longa estrelado por Thomas Horn, Tom Hanks e Sandra Bullock concorreu em apenas duas categorias no Oscar 2012: Melhor Filme e Melhor Ator Coadjuvante, para o lendário Max von Sydow.

Histórias Cruzadas - Oscar 2012

Concorreu com: O Artista (Vencedor), Os Descendentes, Tão Forte e Tão Perto, A Invenção de Hugo Cabret, Meia-Noite em Paris, Cavalo de Guerra, A Árvore da Vida e O Homem que Mudou o Jogo.

Filmes melhores não indicados no ano: Drive, O Espião Que Sabia Demais e Millennium: Os Homens que Não Amavam as Mulheres.

O Oscar 2012 foi tão equivocado que merece estar duplamente na nossa lista. Histórias Cruzadas embora seja um filme capaz de se comunicar com o público, está muito longe de ser merecedor de uma indicação na categoria de Melhor Filme. É a história sobre como uma jovem garota branca “cura” o racismo. Problemático assim. É tão equivocado que, recentemente, a própria Viola Davis revelou ter se arrependido de atuar no filme. Histórias Cruzadas concorreu ainda às estatuetas de Melhor Atriz (Viola Davis) e Melhor Atriz Coadjuvante (Jessica Chastain e Octavia Spencer). Octavia levou o Oscar pra casa pelo trabalho.

Seabiscuit - Alma de Herói - Oscar 2004

Concorreu com: O Senhor dos Anéis: O Retorno do Rei (Vencedor), Encontros e Desencontros, Sobre Meninos e Lobos e Mestre dos Mares: O Lado Mais Distante do Mundo.

Filmes melhores não indicados no ano: Cidade de Deus, Procurando Nemo, Anti-Herói Americano e As Invasões Bárbaras.

A Academia parece ter certa fixação com filmes de cavalos. Cavalo de Guerra só ficou fora dessa lista pois não dava para inserir três filmes de 2012. Sobrou então para Seabiscuit - Alma de Herói, obra nada memorável de Gary Ross (Jogos Vorazes). Tobey Maguire até se esforça, mas são 2h20 que parecem 5h de duração. O longa, definitivamente, entrou para aquele limbo de produções indicadas ao Oscar que ninguém mais se lembra. Se bobear, nem os envolvidos. Seabiscuit concorreu - e perdeu - em outras seis categorias (Roteiro Adaptado, Fotografia, Montagem, Direção de Arte, Figurino e Mixagem).

Um Sonho Possível - Oscar 2010

Concorreu com: Guerra ao Terror (Vencedor), Amor Sem Escalas, Avatar, Distrito 9, Educação, Bastardos Inglórios, Preciosa: Uma História de Esperança, Um Homem Sério e Up: Altas Aventuras.

Filmes melhores não indicados no ano: Direito de Amar, A Fita Branca, O Fantástico Sr. Raposo e O Segredo dos Seus Olhos.

Um Sonho Possível está longe de ser um filme ruim. É divertido, emocionante e repleto de boas atuações. Mas é aquele longa pra ver quando não se tem nada pra fazer, numa tarde de domingo. A direção de John Lee Hancock é problemática e o roteiro segue o mesmo caminho. Mais uma vez, estamos diante da história de racismo tendo como foco condutor a experiência de uma mulher branca. Sandra Bullock levou um Oscar de Melhor Atriz pelo trabalho.

Crash - No Limite - Oscar 2006 (Vencedor)

Concorreu com: O Segredo de Brokeback Mountain, Capote, Munique e Boa Noite e Boa Sorte.

Filmes melhores não indicados no ano: Orgulho & Preconceito, Johnny & June, Marcas da Violência, O Jardineiro Fiel, A Lula e a Baleia e Ponto Final: Match Point.

A vitória de Crash - No Limite sobre O Segredo de Brokeback Mountain é das maiores surpresas e injustiças da história do Oscar. O longa de Paul Haggis (que nunca mais foi sequer cotado para premiações como diretor) apostou no sentimentalismo barato e superou o trágico romance estrelado por Jake Gyllenhaal e Heath Ledger. Olhando bem, Crash não merecia nem a indicação na categoria principal. E ainda levou as estatuetas de Melhor Roteiro Original e Melhor Montagem, além de indicações a Melhor Ator Coadjuvante, Melhor Direção e Melhor Canção Original.

Bohemian Rhapsody - Oscar 2019

Concorreu com: Roma, A Favorita, Green Book: O Guia, Pantera Negra, Infiltrado na Klan, Nasce uma Estrela e Vice.

Filmes melhores não indicados no ano: Se a Rua Beale Falasse, Guerra Fria, No Coração das Trevas, O Primeiro Homem, Um Lugar Silencioso e Homem-Aranha no Aranhaverso.

Esse aqui deve causar polêmica. Sim, Bohemian Rhapsody traz ótimos momentos musicais e uma incrível atuação de Rami Malek, mas precisamos falar a verdade: deixa muito a desejar em termos dramáticos e de condução de narrativa. Além de suavizar ao máximo a vida pessoal do cantor, oferece diálogos ridículos e cenas (não musicais) muito mal conduzidas. Uma obra claramente mal acabada, tanto que teve seu diretor demitido antes da conclusão. Se ganhar, vai ser o Oscar mais absurdo desde Crash.


Inscreva-se em nosso canal e receba conteúdo exclusivo » http://goo.gl/mPcJ5c