Por que o Oscar não terminou com o anúncio de Melhor Filme como costuma acontecer?

Foi essa pergunta que o público se fez durante a noite de ontem (25), quando Anthony Hopkins foi escolhido como Melhor Ator por sua atuação em ‘Meu Pai.

Ao contrário da tradição dos anos anteriores, a cerimônia teve algumas mudanças na ordem das premiações.

No entanto, a decisão de substituir o prêmio principal com a revelação do Melhor Ator não foi muito bem aceita pelo público.



Grande parte dos espectadores achou oportunismo deixar o referido prêmio para o final afirmando que os organizadores se aproveitaram da expectativa dos fãs de Chadwick Boseman, que acreditavam em sua póstuma vitória.

De acordo com a Variety, os produtores Steven Soderbergh, Stacey Sher e Jesse Collins apostaram na decisão porque queriam surpreender a audiência…

Essa também é a opinião de Rob Mills, vice-presidente executivo de entretenimento alternativo e improvisado da Walt Disney Television.

Em entrevista ao portal, ele disse que:



“foi ótimo fazer algo diferente e não saber o que iria acontecer a seguir – e não ter aqueles olhos vidrados de, ‘Meu Deus, eu sabia exatamente que isso ia acontecer’.”

Ele continuou:

“A questão é que às vezes você assiste ao evento pensando: ‘Caramba, todo ano é a mesma coisa.’ Desta vez, as pessoas se expressaram com um: ‘Uau, eu realmente não sei o que vem a seguir’. O importante é que todo mundo estava falando sobre isso. Algumas pessoas ficaram chateadas, algumas pessoas amaram, e é assim que você sabe quando sua ideia funciona.”

Aproveite para assistir:



Outra mudança drástica foi a abertura, já que a cerimônia não começou com as típicas piadas para descontrair os convidados.

Em vez disso, as piadas deram lugar ao impactante discurso de Regina King, vencedora do Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante em 2019 por ‘Se a Rua Beale Falasse‘.

King, diretora de ‘Uma Noite em Miami‘, reforçou a importância das políticas anti-racismo nos Estados Unidos e mencionou a morte de George Floyd, homem negro assassinado por um policial branco no ano passado.

Para Mills, os produtores sentiram que um monólogo tradicional e cheio de piadas não seria uma forma adequada de abrir o Oscar deste ano.



“Eu acho que houve uma disputa sobre repetir uma apresentação tradicional pelo fato de ainda estarmos no meio de uma pandemia… Especialmente neste que foi o Oscar mais desafiador da história”, explicou Mills.

a 93ª edição foi tão fora dos padrões que teve até uma cômica performance da ‘dança do bumbum’ promovida pela aclamada Glenn Close (‘Era Um Vez um Sonho’), indicada0na categoria de Melhor Atriz Coadjuvante.

E você, o que achou desta edição do Oscar?

Confira a lista completa de vencedores:

MELHOR FILME


Meu Pai

Judas e o Messias Negro

Mank

Minari

Nomadland

Bela Vingança

O Som do Silêncio

Os 7 de Chicago

MELHOR DIREÇÃO

Thomas Vinterberg, Another Round

David FincherMank

Lee Isaac Chung, Minari

Chloé Zhao, Nomadland

Emerald Fennell, Bela Vingança

MELHOR ATRIZ

Viola DavisA Voz Suprema do Blues

Andra DayEstados Unidos vs. Billie Holiday

Vanessa Kirby, Pieces of a Woman

Frances McDormand, Nomadland

Carey Mulligan, Bela Vingança

MELHOR ATOR

Riz Ahmed, O Som do Silêncio

Chadwick Boseman, A Voz Suprema do Blues

Anthony Hopkins, Meu Pai

Gary Oldmand, Mank

Steven Yeun, Minari

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

Maria BakalovaBorat 2: Fita de Cinema Seguinte

Glenn Close, Era Uma Vez um Sonho

Olivia Colman, Meu Pai

Amanda Seyfried, Mank

Yuh-Jung Youn, Minari

MELHOR ATOR COADJUVANTE

Sacha Baron Cohen, Os 7 de Chicago

Daniel Kaluuya, Judas e o Messias Negro

Leslie Odom Jr., Uma Noite em Miami

Paul RaciO Som do Silêncio

Lakeith Stanfield, Judas e o Messias Negro 

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO

Borat 2: Fita de Cinema Seguinte

Meu Pai

Nomadland

Uma Noite em Miami

O Tigre Branco

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL

Judas e o Messias Negro

Minari

Bela Vingança

O Som do Silêncio

Os 7 de Chicago

MELHOR ANIMAÇÃO

Dois Irmãos

A Caminho da Lua

Shaun o Carneiro: A Fazenda Contra-Ataca

Soul

Wolfwalkers

MELHOR DOCUMENTÁRIO

Collective

Crip Camp

The Mole Agent

My Octopus Teacher

Time

MELHOR DOCUMENTÁRIO EM CURTA-METRAGEM

Colette

A Concerto is a Conversation

Do Not Split

Hunger Ward

A Love Song for Natasha

MELHOR FILME INTERNACIONAL

Another Round

Better Days

Collective

The Man Who Sold His Skin

Quo Vadis, Aida?

MELHOR FIGURINO

EMMA.

A Voz Suprema do Blues

Mank

Mulan

Pinóquio

MELHOR DESIGN DE PRODUÇÃO

Meu Pai

A Voz Suprema do Blues

Mank

Relatos do Mundo

TENET

MELHOR EDIÇÃO

Meu Pai

Nomadland

Bela Vingança

O Som do Silêncio

Os 7 de Chicago

MELHOR FOTOGRAFIA

Judas e o Messias Negro

Mank

Relatos do Mundo

Nomadland

Os 7 de Chicago

MELHORES EFEITOS VISUAIS

Amor e Monstros

O Céu da Meia-Noite

Mulan

O Grande Ivan

TENET

MELHOR MAQUIAGEM & CABELO

EMMA.

Era Uma Vez um Sonho

A Voz Suprema do Blues

Mank

Pinóquio

MELHOR SOM

Greyhound

Mank

Relatos do Mundo

Soul

O Som do Silêncio

MELHOR TRILHA SONORA

Destacamento Blood

Mank

Minari

Relatos do Mundo

Soul

MELHOR MÚSICA ORIGINAL

“Fight for You”, Judas e o Messias Negro

“Hear My Voice”, Os 7 de Chicago

“Husavik”, Festival Eurovision da Canção

“Io Sì (Seen)”, Rosa e Momo

“Speak Now”, Uma Noite em Miami

MELHOR CURTA-METRAGEM ANIMADO

Toca

Genius Loci

Se Algo Acontecer… Te Amo

Opera

Yes-People

MELHOR CURTA-METRAGEM EM LIVE-ACTION

Feeling Through

The Letter Room

The Present

Two Distant Strangers

White Eye

Comentários

Não deixe de assistir:

🚨 INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE 🚨http://bit.ly/CinePOP_Inscreva