Devido a pandemia de Coronavírus, A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas alterou suas regras de elegibilidade ao Oscar.

Foi aprovada uma concessão temporária para suspender o requerimento em um filme deve manter uma passagem mínima de sete dias nos cinemas de Los Angeles para ser qualificado para a premiação.

Com isso, as produções poderão ser liberadas digitalmente sem precisarem passar pelos cinemas. Mas isso não quer dizer que qualquer longa poderá ser qualificado para o Oscar. Para ser considerado, o filme teria que ter tido um lançamento nos cinemas programado. Além disso, o longa também tem que ser disponibilizado para os membros da academia 60 dias antes de seu lançamento digital.

“A Academia acredita que não há maior experiência do que assistir um filme nos cinemas,” afirmou o presidente da Academia, David Rubin. “Nosso compromisso com isso é imutável. No entanto, a trágica pandemia de COVID-19 tornou necessária uma mudança em nossas regras. A Academia apoia nossos membros e colegas nesse momento difícil de incerteza. Nós reconhecemos a importância de seus trabalhos serem vistos e celebrados, especialmente agora, quando o público aprecia filmes mais do que nunca.”

Quando os cinemas forem reabertos, a regra de elegibilidade voltará ao normal, com a necessidade da passagem pelos cinemas. Os filmes que forem liberados digitalmente nesse período não terão que ter passagem posterior pelas telonas.

Aproveite para assistir:

Além disso, a academia anunciou que irá eliminar uma categoria do Oscar. Mixagem de Som e Edição de Som se tornarão uma categoria só na premiação, reduzindo o total de troféus para 25.

A 93ª edição do Oscar irá ao ar no dia 28 de fevereiro de 2021.

Comentários

Não deixe de assistir:

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE