Assistir a um filme pode ser uma experiência de puro entretenimento ou de imersão total na trama. Os longas são cheios de pequenos detalhes que, às vezes, podem passar despercebidos, mas que fazem bastante diferença na trama e até mesmo preparam o público para o que vai acontecer a seguir. Separamos 10 detalhes de grandes filmes neste post. Confira!

Jurassic ParkQuando o helicóptero da InGen está descendo na Ilha Nublar para deixar os convidados da primeira visita ao Jurassic Park, todos na aeronave apertam os cintos para evitar acidentes, menos o Dr. Alan Grant (Sam Neil), que não encontra o “macho” do cinto e amarra duas partes “fêmeas” para conseguir se proteger de qualquer acidente. Algumas vidas encontrando um meio depois, descobrimos que mesmo com todos os dinossauros do parque sendo fêmeas, elas se uniram, sofreram mutações e se reproduziram sem o controle dos cientistas.

Homem AranhaNo clássico de Sam Raimi, o Homem Aranha enfrenta o seu arquiinimigo, o Duende Verde. Na cena em  que Peter Parker (Tobey Maguire) e Norman Osborn (Willem Dafoe) se reúnem para o jantar de ação de graças, Peter está vestido com as cores do Duende Verde, enquanto Norman está usando o vermelho e o azul do Homem Aranha. É uma cena muito tensa de conflito entre os dois, na qual as relações de poder mudam a cada questionamento feito na mesa. Mary Jane (Kirsten Dunst), que passa por problemas na relação com Harry Osborn (James Franco) está toda de preto, e Harry, dividido entre apoiar o amigo, Peter Parker, e o pai, Norman Osborn, usa roupas que trazem tanto as cores do Aranha quanto do Duende. É um trabalho fantástico de figurino que dá pistas do que vai acontecer a seguir.

O Virgem de 40 AnosNo filme que ajudou a projetar Steve Carell como um dos maiores expoentes do humor americano, ele interpreta o protagonista, Andy. Um nerd de 40 anos que nunca fez sexo na vida. Preocupado com suas figuras de ação, Andy passa a trama inteira sendo pressionado pelos amigos para enfim “desencalhar”. Depois de muitos momentos constrangedores, ele se casa. No casamento, ele sobe ao altar com um terno branco. É um detalhe interessante porque, segundo as tradições matrimoniais popularizadas pela Rainha Vitória, as mulheres se casam de branco para representar a inocência e a castidade. Como no filme ele nunca havia feito sexo, nada mais justo que se casar assim.

MegamenteMegamente conta a história de um alienígena que entende que seu papel na Terra é ser o maior supervilão do mundo. Desde bebê, tudo deu errado e ele acabou passando grande parte de sua vida na cadeia, de onde constantemente foge, como se fosse parte do trabalho. Em dado momento da trama, ele diz para a repórter Roxanne que vai voltar para casa. No entanto, em vez dele voltar para seu quartel general secreto do mal, o azulão vai para a cadeia, o único lugar na Terra no qual ele realmente já se sentiu em casa.

Aproveite para assistir:

O Rei do ShowDurante o número musical “The Other Side”, P.T. Barnum (Hugh Jackman) tenta convencer o produtor Phillip Carlyle (Zac Efron) a se unir a ele no “show de aberrações” de seu museu. Em dado momento da sequência, Barnum começa a tocar um piano no bar. Quando Phillip chega perto, ele fecha a proteção das teclas para que o futuro parceiro não visse que, como grande pilantra que era, P.T. estava apenas fingindo tocar um piano automático.

Em Ritmo de FugaNa história de assalto mais veloz do cinema recente, somos apresentados ao protagonista Baby (Ansel Ergot) como um jovem extremamente competente com as mãos no volante e fanático por música. Ele não fala muito ao longo do filme, mas quando abre a boca, a maioria de suas falas já foi dita antes por alguém na trama. Isso porque o passatempo favorito de Baby é gravar o que seus companheiros de roubos dizem para fazer mixagens, como viria a ser mostrado de forma conflituosa mais tarde na história.

Um Lugar SilenciosoO filme de estreia de John Krasinski em sua carreira de diretor foi este terror praticamente mudo que se passa na Terra após misteriosas criaturas guiadas pelo som começarem a atacar as pessoas. A única forma de permanecer vivo é tomando o máximo de cuidado para não fazer nenhuma atividade que produza som, inclusive falar. Por isso, na cena em que eles vão ao mercado, a maioria das prateleiras está vazia ou remexida, enquanto a parte das batatas fritas e dos chips está intacta. Isso porque TUDO nesses salgadinhos é extremamente barulhento.

HereditárioA obra-prima de Ari Aster foi feita para causar desconforto incessantemente e manter um clima tenso ao longo de todo o desenrolar do filme. Além da música estática ao fundo e das cenas de violência gráfica, o longa retrata o desespero de uma família em colapso com seus personagens estando sempre muito suados, chorando com bastante intensidade, deixando cair catarro perdigotos e afins. Mas além disso, há uma cena de transição que mostra a passagem de tempo entre o dia e noite da casa da família. Nela, um detalhe sinistro que muitos não perceberam: os membros do culto de Paimon aparecem todos pelados no entorno da residência. Como a cena é muito escura, fica bastante fácil de perdê-los de vista.


Star Wars: A Ascensão SkywalkerEnquanto buscavam a faca que poderia ajudá-los na caça a um artefato Sith, Rey (Daisy Ridley), Finn (John Boyega), Poe (Oscar Isaac) e BB-8 caem na areia movediça e ficam em um compartimento subterrâneo guardado por uma serpente gigante, que até ameaça atacá-los, mas desiste após Rey utilizar suas habilidades com A Força para curar um pesado machucado que o animal tinha. Então, ela olha para BB-8 e diz que ele teria feito o mesmo. Mais tarde, quando eles encontram o pequeno droid D-0, BB-8 transfere parte de sua energia, trazendo o robozinho de volta à vida.

Sonic: O Filme

Bem acima da cabeça de James Marsden dá pra ver “Yo Mama” no cardápio

Em um dos poucos blockbusters lançados em 2020, temos uma clássica piada de mãe. Na cena em que Sonic e Tom (James Marsden) estão se divertindo em um bar de beira de estrada, podemos ver o menu atrás deles. Um dos pratos disponíveis para comer é “Yo Mama”, ou num português claro: “Sua mãe”. As piadas de “Yo Mama” são extremamente populares entre os jovens americanos, casando perfeitamente com a personalidade adolescente que o filme quis dar para o ouriço velocista, além de combinar bem com o ambiente descontraído e meio grosseiro do bar.

 

Comentários

Não deixe de assistir:

SE INSCREVA NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE