Por Onde Anda o elenco de ‘As Panteras’ e ‘As Panteras Detonando’?

Por Onde Anda o elenco de ‘As Panteras’ e ‘As Panteras Detonando’?



Nesta quinta-feira, estreou mais um filme da franquia As Panteras. Neste terceiro longa-metragem para o cinema – que não é um reboot ou remake, mas sim uma continuação – temos uma nova equipe formada pelas atrizes Kristen Stewart, Naomi Scott e Ella Balinska. Além de uma mudança de tom, sai a comédia non sense, para um teor um pouco mais sério.

Enquanto a Sony não pensa em tirar da aposentadoria nossas queridas panteras Natalie, Dylan e Alex para um crossover com as novas Angels Sabina, Elena e Jane, o CinePOP rastreia para você o paradeiro do elenco original de As Panteras (2000) e sua sequência, As Panteras Detonando (2003). Vem conhecer.

Cameron Diaz (Natalie Cook)

O maior nome deste primeiro filme para os cinemas baseado no famoso seriado dos anos 1970, Cameron Diaz estava no topo do mundo quando foi escalada para viver a ingênua Natalie. Depois de um 2014 recheado, no entanto, a ex-modelo aparentemente cansou da indústria e resolveu optar por uma aposentadoria precoce – ao menos até o momento. Há cinco anos a atriz não participa de nenhuma produção, tampouco tem qualquer projeto engatilhado na sua agenda. Seus últimos trabalhos foram Mulheres ao Ataque, Sex Tape: Perdido na Nuvem e o remake do musical Annie, todos lançados em 2014 como comentado.

Aproveite para assistir:


Recentemente, porém, a atriz se mostrou bem animada com as fotos da reunião do elenco de O Casamento do Meu Melhor Amigo (1997) para uma revista, e nas redes sociais demonstrou entusiasmo. Quem sabe uma sequência não seria o motivo para Diaz deixar a aposentadoria de lado?

Drew Barrymore (Dylan Sanders)

Se Diaz era o maior nome no elenco de As Panteras, Barrymore era sua alma atrás das câmeras. A eterna menininha de E.T. (1982) não apenas protagonizou como a rebelde Dylan, mas também produziu os dois longas. De fato, o envolvimento da atriz com tudo relacionado às Panteras foi tão grande que ela ainda produziu uma série que serviria como reboot em 2011 (mas que durou apenas uma temporada) e também assina a produção do mais recente exemplar da franquia, dirigido por Elizabeth Banks.

Como atriz, Barrymore já está há quatro anos afastada das telonas, sendo seu último trabalho no cinema o drama Já Estou com Saudades (2015). Ela voltará ano que vem às telonas com a comédia The Stand-In, sobre a troca de lugar entre uma comediante e sua dublê. Mas Barrymore esteve com sua atenção voltada para a parceria com a Netflix, onde protagonizou e produziu a série de terror e humor, Santa Clarita Diet, que exibiu três temporadas de 2017 a 2019.

Lucy Liu (Alex Munday)

A menos famosa das Panteras originais do cinema, Lucy Liu ficou conhecida por seu temperamento difícil no set. Ao menos com um colega. Sua briga homérica com Bill Murray foi muito divulgada, e segundo as más línguas resultou em agressão física da parte da atriz. Mas Liu não se deixou abalar e segue trabalhando rigorosamente, tanto na TV quanto em produções para o cinema. Na Netflix, por exemplo, a atriz lançou o filme O Plano Imperfeito, lançado ano passado.

Liu também ficou no ar por sete temporadas, de 2012 a 2019, com a série Elementary, subversão de Sherlock Holmes para os dias atuais, na qual viveu a fiel escudeira Watson. Este ano, a atriz estreou a elogiadíssima Why Women Kill, como parte de um elenco de três mulheres vivendo na mesma casa em épocas diferentes e lidando com problemas com os maridos. Ela também poderá ser vista em breve na comédia dramática Stage Mother, sobre uma mulher conservadora que se muda para San Francisco para administrar o clube de drags de seu falecido filho.

Bill Murray (John Bosley)

Bill Murray é uma lenda imortal e vai muito bem, obrigado. Seu senso de humor incorreto não desceu bem com a atriz Lucy Liu que o atacou no set do primeiro filme. Como ela fazia parte do trio principal, Murray é quem foi substituído na continuação por Bernie Mac. Este ano, o humorista participou de dois filmes de zumbis bem diferentes um do outro. Primeiro, protagonizou para o amigo Jim Jarmusch no morno Os Mortos Não Morrem. Em seguida, esteve em mais uma aparição especial na sequência Zumbilândia: Atire Duas Vezes, ele já havia dado as caras no original. Ano que vem, o ator reprisará um de seus mais famosos papeis no cinema, na pele do Dr. Peter Venkman, no terceiro Caça-Fantasmas.

Demi Moore (Madison Lee)

Demi Moore começou a carreira ainda adolescente e já era uma estrela na década de 1990. Então, nada mais justo do que ser escalada como a vilã toda poderosa da continuação As Panteras Detonando e ser posta para dar cabo das três heroínas. Ainda mais sendo uma ex-integrante renegada da equipe. Em 2017, Moore participou da comédia A Noite é Delas, estrelada por Scarlett Johansson, e este ano lançou o “terrir” independente Corporate Animals, que estreou em Sundance. Fora isso, na TV a atriz teve uma personagem recorrente em 2017 e 2018 na série de sucesso Empire: Fama e Poder.

Sam Rockwell (Eric Knox)

Se na continuação a grande vilã foi Demi Moore, no primeiro filme este posto coube a Sam Rockwell. O vencedor do Oscar, no entanto, na época não era muito conhecido. Seu personagem se finge de vítima e termina tendo um caso com Drew Barrymore no filme, somente para se revelar como o verdadeiro antagonista. Do elenco original, Sam Rockwell talvez seja o ator com a carreira mais laureada após sua participação no filme. Como todos sabem, o ator saiu vitorioso com o Oscar debaixo do braço por sua performance em Três Anúncios para um Crime (2018), onde viveu um policial controverso. Este ano, ele repetiu o feito, sendo indicado pelo papel de George Bush em Vice. Dando vida a outra figura real, ele interpretou o coreógrafo Bob Fosse na minissérie Fosse/Verdon, e adivinhe: saiu com uma indicação no Emmy. Em breve, ele poderá ser visto na comédia Jojo Rabbit, de Taika Waititi.

Tim Curry (Roger Corwin)

Tim Currry é um verdadeiro ícone. Do cientista travesti de Rocky Horror Picture Show (1975), passando pelo demônio de A Lenda (1985), e chegando até o palhaço Pennywise de It (1990), o ator é um verdadeiro tesouro do cinema mundial. Aqui, ele viveu um empresário inescrupuloso, rival do personagem de Rockwell, e que todos acreditavam ser o verdadeiro vilão do filme.

Uma notícia triste sobre o ator, que muitos podem não saber, é que Curry teve um derrame em 2012, que deixou metade de seu corpo paralisado e preso a uma cadeira de rodas. O fato foi escondido da mídia por 10 meses até 2013. O ator se recupera , e voltou a trabalhar desde então – especialmente em dublagens. Em 2016, ele participou da nova versão de Rocky Horror Picture Show que a Fox orquestrou na forma de um filme feito para a TV. Curry interpretou o narrador da história, deixando o papel do Dr. Frank-N-Further para a transexual Laverne Cox, de Orange is the New Black.

Crispin Glover (Homem Magro)

Talvez a maior mancada da carreira de Crispin Glover tenha sido exigir mais dinheiro por sua participação em De Volta para o Futuro 2 (1989). Glover achava que seu personagem, George McFly (pai do protagonista), era essencial e tão importante quanto os outros. Assim tentou renegociar o contrato. O resultado foi que a Universal tirou o ator da sequência, substituindo-o por um dublê. Em As Panteras ele vive um matador de aluguel mudo. E volta em As Panteras Detonando como anti-herói, defendendo as protagonistas.

Depois disso, sua participação mais famosa no cinema foi em Alice no País das Maravilhas (2010), de Tim Burton, no qual viveu o fiel escudeiro da Rainha de Copas. Atualmente, o ator pode ser visto na pele de Mr. World na série Deuses Americanos da Amazon, que segue para sua terceira temporada em 2020.

Matt LeBlanc (Jason Gibbons)

O eterno Joey, de Friends, ainda estava no ar com o programa quando participou dos dois As Panteras. Friends terminaria no ano seguinte da continuação, em 2004. Na franquia, ele vive o interesse amoroso da personagem de Lucy Liu, um astro de Hollywood nos moldes de Tom Cruise. Inclusive, parte da graça de seu personagem estava nos filmes “falsos” que protagonizava, com direito a pôster e tudo (bem no estilo Missão: Impossível 2).

LeBlanc foi o único do elenco de Friends que arriscou se aventurar em um derivado. Joey, título original do programa (no Brasil conhecido como Vida de Artista), durou apenas duas temporadas de 2004 a 2006. Era reportado que Jennifer Aniston faria uma participação como Rachel, mas a série terminou antes disso. Sorte maior o ator teve com Episodes, sua série seguinte, do canal Showtime, que também retratava os bastidores de Hollywood. O programa durou cinco temporadas, de 2011 a 2017. LeBlanc também foi o apresentador do programa de carros Top Gear por três anos (de 2016 a 2019) e está atualmente no ar com a comédia O Chefe da Casa (Man With a Plan), que já renovou sua quarta temporada para o ano que vem.

Luke Wilson (Pete Kominsky)

O irmão mais novo de Owen Wilson interpretou o interesse amoroso de Cameron Diaz nos dois filmes. O boa-praça Pete era o partido ideal, muitas vezes confuso pelo comportamento errático de sua pretendente. Wilson é mais conhecido por comédias escrachadas e participações nos filmes de Wes Anderson.

Este ano, o ator teve duas participações de destaque. Primeiro, atuando de forma rara num drama, Wilson viveu o pai imprestável e golpista de Ansel Elgort no drama O Pintassilgo, baseado num livro ganhador de prêmios. Logo depois, ele voltou a se divertir em Zumbilândia: Atire Duas Vezes – em cartaz atualmente nos cinemas – no qual interpretou o “clone” de Woody Harrelson, Albuquerque.

Bernie Mac (Jimmy Bosley)

Outra notícia triste que talvez nem todos saibam. O ator Bernie Mac faleceu de forma inesperada em agosto de 2008, aos 50 anos de idade. A causa da morte foi atrelada a complicações de uma pneumonia. Na franquia, o ator substituiu Bill Murray no papel de Bosley, o elo entre Charlie e as Panteras. Devido à treta homérica entre Murray e Lucy Liu no set do primeiro filme, o veterano precisou ser afastado na sequência. Mac entrou em cena na continuação como o novo Chefe das Panteras.

Além do segundo As Panteras, o humorista participou da franquia Onze Homens e um Segredo – como parte do elenco nos três filmes – e ganhou destaque devido à série cômica Bernie Mac, um Tio da Pesada (2001-2006). Ele também esteve presente no primeiro Transformers (2007) e dublou um personagem na animação Madagascar 2 (2008). Após sua morte, dois trabalhos foram lançados de forma póstuma, Homens do Soul (2008), com Samuel L. Jackson, e Surpresa em Dobro (2009), com John Travolta e Robin Williams (outro ator que já se foi).

Justin Theroux (Seamus O’Grady)

Até hoje, Justin Theroux não é um ator muito conhecido do grande público. O ator ficou mais famoso devido ao romance seguido de casamento com a atriz Jennifer Aniston, que durou de 2015 até este ano, quando se separaram. Theroux entrou na franquia no segundo filme, como o vilão irlandês líder de um grupo mafioso. Fora isso, no filme ele tem seu passado diretamente ligado ao da personagem de Barrymore, já que os dois foram namorados e ela precisou mudar de identidade para fugir do sujeito. Anos depois, o passado volta à tona.

Como ator, Theroux participou de tudo nos últimos anos, desde participações em filmes como A Garota no Trem (2016) e Star Wars: Os Últimos Jedi (2017), até séries como The Leftovers (2014-2017) e Maniac (2017). Ano passado, foi a voz de Dropkick em Bumblebee, e este ano deu voz a outro personagem animado, o cãozinho Vagabundo, na versão live action do clássico animado A Dama e o Vagabundo, disponível na plataforma Disney+.  Theroux também é conhecido como roteirista, tendo assinado os textos de Trovão Tropical (2008) e Homem de Ferro 2 (2010).

Rodrigo Santoro (Randy Emmers)

Nosso conterrâneo Rodrigo Santoro dava os primeiros passos em Hollywood com As Panteras Detonando (2003).  No filme, o ator viveu o braço direito da vilã Demi Moore, um assassino surfista que entra mudo e sai calado, e cujo único propósito parece ser aparecer sem camisa. Mas ei, todo mundo precisa começar de algum lugar. Depois disso, a carreira do ator decolou nos EUA.

Daí vieram participações em 300 (2006) e na sua continuação 300 – A Ascensão do Império (2014), nos quais viveu o Imperador Xerxes; em Simplesmente Amor (2003); na série Lost (2006-2007); dublando um personagem nas animações Rio (2011) e Rio 2 (2014); ao lado de Schwarzenegger em O Último Desafio (2013); de Will Smith e Margot Robbie em Golpe Duplo (2015); e de Natalie Portman, com quem teve um romance na vida real, em Em Busca de Justiça (2015). Atualmente, ele faz parte do elenco da elogiadíssima Westworld, da HBO, que se prepara para sua terceira temporada, e este ano viveu o Louco na adaptação brasileira de Turma da Mônica – Laços.

Shia LaBeouf (Max)

Sim, embora muitos não lembrem, ou não saibam, o menino problema Shia LaBeouf esteve na continuação As Panteras Detonando. Ele vive um jovem marcado para morrer, que precisa aderir ao programa de proteção às testemunhas, tendo as Panteras como suas guardiãs. Nesta época, o ator era apenas um meninote de 17 anos, em um de seus primeiros papeis de destaque no cinema. Depois disso, LaBeouf protagonizou os três primeiros filmes da franquia Transformers (2007, 2009 e 2011) e dizem que surtou por isso.

Seu comportamento foi ficando cada vez mais incorreto, e o ator constantemente era preso, devido a perturbações causadas por bebidas e drogas. Seus trabalhos que seguiram foram ficando cada vez mais polêmicos, como num clipe em que simulava sexo de verdade com uma mulher, ou como parte do elenco de Ninfomaníaca (2013), de Lars von Trier – outro que gosta de chocar. Uma de suas últimas grandes atuações foi no cultuado, mas pouco visto, Docinho da América (American Honey). Este ano, LaBeouf marcou presença em festivais com sua própria biografia. Honey Boy é um relato sobre sua infância abusiva, escrita pelo próprio ator, que também atua no longa no papel de seu pai. Muitos acreditam, ou torcem, para que o drama seja lembrado em épocas de premiação.

McG (diretor)

McG não tem uma vida fácil como diretor. Pelo contrário, seus sets terminam sempre conhecidos por desavenças e grandes brigas. Será a energia que o cineasta traz ou apenas falta de sorte? O diretor começou a carreira comandando clipes de bandas como Korn, Smash Mouth, The Offsrping e Cypress Hill. Seu primeiro filme foi justamente As Panteras, e logo neste trabalho inicial teve que lidar com a briga colossal entre Bill Murray e Lucy Liu. E não apenas isso, segundo o próprio cineasta, Murray teria tentado agredi-lo fisicamente no set, coisa que o ator nega.

Depois disso, como se não bastasse, McG (cujo nome verdadeiro é Joseph McGinty) precisou lidar com o ego explosivo de Christian Bale, que surtou durante as filmagens de O Exterminador do Futuro: A Salvação (2009). Seus áudios mais que furiosos podem ser achados online. Neles, Bale ameaça descer o cacete no diretor de fotografia Shane Hurlbut, que estava “passeando” no meio da cena para medir a luz. Imagine a saia justa do diretor. Recentemente, McG marcou um golaço com o terror cômico da Netflix, A Babá (2017), cuja continuação o cineasta está filmando neste momento.



COMENTÁRIOS