Primeiras Impressões | A Magia de Aruna – Erika Januza, Cleo e Giovanna Ewbank São Bruxas em Série de Fantasia da Disney+

Não é de hoje que as produções da Disney buscam realizar filmes e séries nacionais, com histórias e pegadas que o público brasileiro consiga reconhecer como pertencentes à cultura local. É assim que se gera vínculo com um povo, e a empresa do Mickey Mouse já vem fazendo isso há um bom tempo por aqui, porém, antes as produções eram majoritariamente encabeçadas pelo canal Disney Channel, da tv fechada, e quase sempre eram histórias focadas no universo jovem e nas relações interpessoais.

Porém, desde que a plataforma da DisneyPlus se estabeleceu entre nós, ela tem buscado diversificar o gênero das produções nacionais, com especial interesse nas histórias de fantasia. É assim que tivemos, em 2022, ‘Mila no Multiverso’ e também ‘Tarã’, duas séries fantásticas originais brasileiras. Agora, no finzinho de 2023, estreia ‘A Magia de Aruna’, que vai na mesma pegada lúdica.

300 anos atrás o mundo vivia em harmonia entre os seres mágicos e os não mágicos. De repente, os seres sem magia se tornaram gananciosos e começaram uma caça às bruxas, decididos a eliminar toda a magia do planeta.

Para tentar sobreviver, as bruxas Juno (Giovanna Ewbank), Cloe (Cleo) e Latifa (Erika Januza) se disfarçaram de árvore, mas acabaram adormecidas por tempo demais. Nos dias atuais, a jovem Mima (Jamilly Mariano) tenta controlar seus poderes para que ninguém desconfie que ela talvez seja uma descendente, que é como aqueles que têm magia são conhecidos, e, portanto, perseguidos.

Com o sol durando cada vez menos tempo durante o dia por causa da ausência de magia, as pessoas tentam sobreviver sem o uso de uma erva mágica, cuja única empresa autorizada a produzir pertence à ambiciosa Bruma (Suzana Pires). Quando determinado evento acontece e as três bruxas voltam ao tempo atual, Mima precisará da ajuda de seu melhor amigo, Ariel (Caio Manhente), para dar conta na escola e, ao mesmo tempo, entender suas origens.

Dividida em seis episódios com cerca de trinta minutinhos casa, ‘A Magia de Aruna’ surpreende pela qualidade dos efeitos especiais e visuais, que imprimem credibilidade ao uso da magia pelas personagens. Também a produção de arte dedicada ajuda a corroborar o mundo lúdico do tempo presente, demarcando bem o universo florido da protagonista dentro de uma realidade sem luz.

Aqui entra também a perspicácia da direção de fotografia, que fez bom uso dos filtros azul e laranja para contrastar os momentos em que não há luz do sol mesmo sendo de dia no tempo fictício.

Não deixe de assistir:

Voltado para o público infantojuvenil em transição entre a infância e a juventude – ali na faixa dos 10 anos – talvez a complexidade da história acabe sendo muita coisa para essa galerinha, ou mesmo para os adultos, já que o enredo precisa desenvolver muitas frentes (passado e presente, seres mágicos e não mágicos, as origens da protagonista, os dramas escolares, o conflito familiar, o passado das bruxas, a vilã que monopoliza a planta, os à margem da sociedade, etc) em uma janela de tempo muito curta para tanto.

Metafórica e cheia de camadas, ‘A Magia de Aruna’ é uma série para toda a família que imagina um Rio de Janeiro mergulhado nas trevas por falta de mágica no coração das pessoas – cenário que facilmente pudemos relacionar recentemente na realidade da cidade. Uma história bonita e bem-feita, bem a cara da Disney.

Mais notícias...

Siga-nos!

2,000,000FãsCurtir
370,000SeguidoresSeguir
1,500,000SeguidoresSeguir
183,000SeguidoresSeguir
158,000InscritosInscrever

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MATÉRIAS

CRÍTICAS

Não é de hoje que as produções da Disney buscam realizar filmes e séries nacionais, com histórias e pegadas que o público brasileiro consiga reconhecer como pertencentes à cultura local. É assim que se gera vínculo com um povo, e a empresa do Mickey...Primeiras Impressões | A Magia de Aruna – Erika Januza, Cleo e Giovanna Ewbank São Bruxas em Série de Fantasia da Disney+