Eu lembro de ficar perplexo e muito triste quando soube no dia 11 de agosto de 2014 que um dos sujeitos mais engraçados que eu já vi em cena tinha se suicidado aos 63 anos. Indicado ao Emmy, Bafta, Oscar entre outras inúmeras premiações, inclusive com shows de comédia inesquecíveis em vários estados norte-americanos, Robin Williams consagrou diversos personagens, fazia rir e chorar mostrando sempre uma versatilidade impressionante.

Impossível esquecer da Sra. Doubtfire de Uma Babá quase Perfeita, do hiperativo gênio da lâmpada em Alladin, do psicólogo amável que fez emocionar os corações mais gelados em Gênio Indomável, do Peter Pan mais velho voltando a ser criança em Hook, a Volta do Capitão Gancho, do inspirador professor John Keating de Sociedade dos Poetas Mortos, do sensível e sonhador T. S. Garp de O Mundo Segundo Garp, entre outros inesquecíveis trabalhos.

Definir alguns filmes dentro de uma carreira tão fantástica é bem difícil mas fizemos esse exercício em forma de homenagem, para as novas gerações nunca esquecerem de quem foi esse genial ator, uma mente brilhante, uma mente pulsante, que nos deixou faz sete anos.

 



Gênio Indomável

Ao longo da carreira, Robin Williams trabalhou com inúmeros cineastas fantásticos. Em Gênio Indomável ele trabalha com um desses, Gus Van Sant. Com um roteiro escrito pelos amigos Matt Damon e Ben Affleck, o filme conta a saga de um jovem que trabalha em uma universidade que após um desafio matemático extremamente difícil chama a atenção de um brilhante professor. Só que o jovem é extremamente rebelde. Sem saber direito como lidar com ele, o professor o indica a um amigo do passado, um psicólogo que mostrará ao protagonista como lidar com suas emoções. Esse filme rendeu a Williams seu único Oscar na carreira.

Aproveite para assistir:

 

Uma Babá Quase Perfeita



As divertidas aventuras de um pai que simplesmente não consegue pensar em estar longe de seus tão amados filhos. Sensação no mundo do cinema, uma das maiores bilheterias da carreira de Robin Williams, Uma Babá Quase Perfeita conta a história de um pai, um ator sem muito sucesso trabalhando nos bastidores da televisão norte-americana, que fica devastado com o seu divórcio e ter que ficar dias longes de seus filhos. Assim, tem a brilhante ideia de se vestir com uma babá já de idade avançada e assim convencer a mãe de seus filhos que essa babá é quem deve ser a contratada. Divertido, emocionante, fala com muito carinho sobre a relação de pais e filhos e a visão de todos sobre separações.

 

Hook, a Volta do Capitão Gancho

Um dos filmes mais exibidos na nostálgica Sessão da Tarde. Baseado na obra Peter and Wendy do escritor J. M. Barrie, Hook, a Volta do Capitão Gancho é uma mágica história que foca na questão central de um adulto, marido, pai de família que descobre um universo mágico onde as crianças nunca envelhecem, exatamente o lugar em que ele viveu muito tempo atrás mas esqueceu porque veio para o mundo real. Quando seus filhos são sequestrados pelo terrível capitão gancho, o protagonista embarcará em uma viagem de redescobertas onde volta a ser Peter Pan, um herói.

 

Sociedade dos Poetas Mortos

Quando pensamos em filmes inspiradores, esse é um dos que chegam rapidamente em nossas memórias cinéfilas. Dirigido pelo cineasta australiano Peter Weir e com roteiro assinado por Tom Schulman, Sociedade dos Poetas Mortos possui cenas inesquecíveis. O longa-metragem, lançado no primeiro semestre do ano de 1990 aqui no Brasil, conta a história de um criativo e inspirador professor, interpretado por Williams, que é contratado para dar aulas em uma escola cheia de regras e tradições no final da década de 50. Aos poucos, com seus métodos diferente do que todos encontravam na escola, consegue inspirar seus alunos a combaterem suas ansiedades e os conflitos provocados por uma sociedade conservadora.



 

Patch Adams, o Amor é Contagioso

Baseado no livro A Terapia do Amor, assinado por Patch Adams e Maureen Mylander, esse longa-metragem é emocionante do seu início ao fim. Contando a saga de um homem que após traumas vai para a faculdade de medicina e se forma, redescobrindo a alegria de viver ajudando os pacientes de maneira pouco convencional. Indicado a uma categoria do Oscar no ano de 1999, na categoria de Melhor Trilha Sonora. Williams emociona em muitas cenas mostrando toda sua versatilidade como ator.

 

Alladin


Um dos grandes trabalhos da carreira de Williams, Alladin, lançado em 1992 em todo o planeta, se tornou até hoje um dos desenhos da Disney mais famosos e aclamados por crítica e público da história. Na história, que teve uma nova adaptação lançada em 2019 dirigida por Guy Ritchie (que está no catálogo da Disney +), acompanhamos a saga do jovem e pobre Alladin que vê sua vida mudar quando aparece na sua vida uma lâmpada mágica com um enigmático e engraçado gênio. A dublagem de Williams é muito marcante e mostra muitas de suas habilidades na arte e criatividade no interpretar.

 

Amor Além da Vida

Um filme sobre descobertas, recomeços e a dureza que são algumas notícias que recebemos em vida. Fala sobre o luto, sobre o romantismo, sobre as formas que podemos entender sobre nossa passagem por essa vida e quem sabe até em outras. Talvez o filme mais profundo da carreira fantástica de Williams. Na trama, conhecemos um homem e uma mulher que tentam superar a tragédia da perda de seus filhos, só que tempos depois o primeiro morre em um acidente e a segunda não resiste em terra e comete o suicídio. Chegando no céu, o homem descobre um novo universo e também o que aconteceu com sua esposa, o que o faz enfrentar uma jornada para tentar se conectar com ela novamente.

 

O Mundo Segundo Garp

Talvez o melhor filme da carreira de Williams, O Mundo Segundo Garp é uma grande reflexão sobre a vida. De maneira profunda, o roteiro baseado na obra The World According to Garp de John Irving, nos apresenta um protagonista sonhador (interpretado por Williams) que se vê em meio a uma série de obstáculos pelo caminho. Assim, testemunhamos suas tristezas, alegrias, amores, inconsequências, em um eterno duelo entre a maturidade do racional e as águas conturbadas da emoção. Filmaço!

 

Robin’s Wish

Documentário disponível na HBO Max, lançado no segundo semestre de 2020, nos mostra um curto recorte sobre os últimos dias de Robin ao lado da Esposa antes de falecer. O projeto mostra também a luta de sua esposa para provar que o marido sofria de uma doença causada pela degeneração e morte das células nervosas do cérebro conhecida como Demência de Corpos de Lewy, muito difícil de ser diagnosticada. O filme conta com depoimentos emocionados de amigos e pessoas próximas a essa mente criativa que nos deixou precocemente.

 

A Gaiola das Loucas

Remake do longa-metragem francês La Cage aux Folles, A Gaiola das Loucas, lançado em 1996, é um filme que gera muitos risos principalmente pelas grandes atuações da dupla Nathan Lane e Robin Williams. Na trama, um pai, dono de boate, precisa fingir que não é gay para agradar o pai da noiva de seu filho, um conservador senador republicano. Um dos filmes mais engraçados da gigantesca carreira desse ator fantástico.

 

COMENTÁRIOS

Não deixe de assistir: