Scarlett Johanson abordou a controvérsia em torno do elenco em ‘Vigilante do Amanhã: Ghost in the Shell‘, em uma nova entrevista para a edição de março da revista Marie Claire.

“Eu certamente nunca presumiria atuar outra raça de uma pessoa. A diversidade é importante em Hollywood e eu nunca gostaria de me sentir como se estivesse interpretando um personagem que soaria ofensivo”.

“Além disso, ter uma franquia com uma protagonista feminina no comando é uma oportunidade tão rara”, ela continuou. “Certamente, sinto a enorme pressão disso – o peso de uma propriedade tão grande sobre os meus ombros”.

O filme foi criticado quando a Paramount Pictures anunciou Johansson como The Major, uma agente meio-humano, meio ciborgue, que caça criminosos para a força-tarefa de elite, Seção 9. As raízes japonesas do personagem no material de ficção científica despertaram reivindicações da adaptação do anime.

Para inflamar a questão de suposto “embranquecimento” do filme ainda mais, um relatório reivindica os produtores realizaram testes para dar aos atores feições mais asiáticas. Segundo o documento, os testes foram descartados. De acordo com a Paramount, Scarlett não foi submetida a esse procedimento.

O produtor Steven Paul mais tarde defendeu a escalação de Johansson em uma entrevista com BuzzFeed:



“Eu não acho que foi apenas uma história japonesa. ‘Ghost in the Shell’ tem uma trama muito internacional e não foi apenas focada nos japoneses; Era para envolver o mundo inteiro. É por isso que eu digo que a abordagem internacional é, eu acho, a abordagem certa para ela”.

Em imagens de bastidores lançadas para o filme, Mamoru Oshii, que dirigiu a versão original do anime, deu sua benção para a nova adaptação, além de afirmar que ‘Ghost in the Shell’ é “muito fiel à versão original”:

Scarlett Johansson no papel de Motoko, do começo ao fim, superou minhas expectativas para a personagem. Estou certo de que este será o filme mais lindo da série até agora”.

a famosa série mangá homônima e inspirado na obra escrita e ilustrada por Masamure Shirow para a Kodansha Comics. Sua trama acompanha Motoko Kusanagi – conhecida como Major (Scarlet Johansson), uma híbrida de humano e ciborgue, que lidera um esquadrão de elite: a Seção 9. Dedicada a perseguir os mais perigosos criminosos e extremistas, ela precisa aniquilar um hacker, cujo objetivo é deter os avanços da tecnologia cibernética.

 

O filme estreia em 30 de março de 2017.

Aproveite para assistir:





Michael Pitt (‘Violência Gratuita’, ‘Hannibal’) interpreta o vilão The Laughing Man, um hacker terrorista que é fascinado pelo livro ‘O Apanhador no Campo de Centeio‘, de J. D. Salinger.

Rila Fukushima, a Katana de ‘Esquadrão Suicida‘, completa o elenco.

A direção é de Rupert Sanders (‘Branca e Neve e o Caçador’).

Comentários

Não deixe de assistir:

🚨 INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE 🚨http://bit.ly/CinePOP_Inscreva