Além de fazer história como Tony Stark nos filmes da Marvel, Robert Downey Jr. também conseguiu popularizar ainda mais o personagem ‘Sherlock Holmes‘ em seus dois filmes.

E se depender do astro, a franquia pode se encaminhar para um universo compartilhado ao estilo do MCU.

Durante uma entrevista para o Fast Company, a esposa de Downey, Susan, revelou que eles se interessaram pela ideia após acompanharem o crescimento da Marvel nos últimos dez anos.



“Eu realmente acho que uma década de tutela e observação que nós dois fomos capazes de ter com a Marvel – observá-los crescer e ver todas as oportunidades -, foi inestimável. Foi como uma aula magistral.”

Ela continuou:

“Achamos que há uma oportunidade de desenvolver esse universo um pouco mais. Vamos inserir personagens derivados no terceiro filme, para ver o que está acontecendo no cenário da televisão, para ver o que a Warner Media está começando a construir, coisas com a HBO e a HBO Max.”

Robert deixou claro que não quer copiar a Marvel, mas não escondeu o fato de que essa poderia ser uma reviravolta de extremo sucesso para alavancar as tramas do detetive.

Aproveite para assistir:



“Não somos repetidores, não queremos apenas fazer o que foi feito em outro lugar. Mas sentimos que não há um verso misterioso construído em lugar nenhum… Então, para mim, por que fazer um 3º filme se você não vai conseguir mergulhar em algumas joias reais de diversidade e outros tempos e elementos? Se trabalharmos com as pessoas certas, poderemos levar esses personagens a lugares muito interessantes.”

Infelizmente, o casal não revelou quais serão as surpresas do próximo filme de Holmes, então só resta aguardar para saber como vai funcionar essa dinâmica de Universo Compartilhado.

Anteriormente, o ScreenRant divulgou que Paul Anderson (Peaky Blinders) foi anexado ao elenco elenco da sequeência para reprisar seu papel como o Coronel Sebastian Moran, personagem que interpretou em Sherlock Holmes: O Jogo das Sombras’ (2011).



Daisy Ridley (Star WarsAssassinato no Expresso do Oriente) está sendo cotada para viver Sidney, a protagonista feminina do longa-metragem. Ela é descrita como uma repórter investigativa do San Francisco Herald, mas, na verdade, é uma agente estadunidense disfarçada.

Além disso, recentes boatos indicam que o principal vilão do longa será um senador chamado Cornelius Guest, descrito como um ambicioso empresário que tenta orquestrar um plano para roubar o ouro da nação americana para investir em seus negócios.

Maiores detalhes sobre a trama não foram mencionados e, com a saída do diretor Guy Ritchie, é possível que a sequência tenha um tom mais surpreendente sob o comando de Dexter Fletcher (‘Rocketman’).

Fletcher prometeu honrar o trabalho que Ritchie fez com os personagens nos dois primeiros filmes.

“Eu acho que é inevitável, não é? Sempre que você tem cineastas diferentes. Não vou ignorar o que ele fez de forma brilhante.”, disse ele ao Collider. “Haverá um elemento disso, mas também trarei minha própria identidade e será algo meio diferente. E suponho que essa seja a vantagem de trazer alguém novo. Veremos o que acontece.”



O cineasta também disse ter pedido conselhos a Ritchie, que está dando total apoio ao seu trabalho no novo filme.

“Ele é muito generoso. Ele disse: ‘Você vai se divertir muito com isso. Vá e divirta-se. Será emocionante. Robert Downey Jr. é incrível. Jude Law é fantástico’. Há um elenco incrível e é uma grande oportunidade. É bom fazer parte disso. Guy ficou feliz por ter sido eu [assumindo a direção].”

No entanto, ainda vai demorar algum tempo até vermos o filme chegar aos cinemas, já que a estreia está prevista para dezembro de 2021, mas a data pode sofrer alteração porconta da pandemia do Coronavírus

Comentários

Não deixe de assistir:

🚨 INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE 🚨http://bit.ly/CinePOP_Inscreva