De acordo com o Deadline, Regina King (‘Watchmen‘) será a produtora executiva de ‘Slay‘, um drama sobrenatural atualmente em desenvolvimento pela CW.

O projeto é fruto de uma parceria entre a emissora e a Royal Ties Productions, que também terá como produtora a irmã de Regina, Reina.

A ideia já está em pré-produção, com o roteiro sendo escrito por Julian Johnson (‘Girl on Girl’) junto com a ex-showrunner de ‘CSI: NY’, Pam Veasey.

Ainda sem previsão de estreia, a trama será focada em Carson Jones, uma adolescente ousada e espirituosa que tem dons sobrenaturais, graças à linhagem africana de sua mãe.



Por conta disso, ela assume a responsabilidade de proteger uma das áreas mais assombradas do país – o Triângulo Histórico da Virgínia – contra as forças das Trevas.

Como o projeto ainda está nos estágios iniciais, ainda não há informações sobre o elenco e nem os possíveis nomes para o cargo de direção.

Aproveite para assistir:

No entanto, novos detalhes devem ser divulgados assim que a produção for iniciada.

Lembrando que King foi vencedora do Emmy 2020 como Melhor Atriz em Minissérie ou Filme para a TV por sua atuação como a vigilante Angela Abar em ‘Watchmen‘, exibida pela HBO.



Além disso, ela fez sua estreia como diretora com ‘One Night in Miami, exibido no Festival de Veneza 2020.

A produção será lançada em cinemas selecionados no dia 25 de dezembro, chegando à plataforma de streaming da Amazon Prime no dia 15 de janeiro de 2021.

Confira as primeiras imagens promocionais incríveis (via Variety):

O filme foi aclamando após sua estreia no Festival de Veneza e no Festival de Toronto, com as críticas elogiando a dramática atmosfera da obra, as atuações e a fluidez da direção de King. O longa está com 97% de aprovação no Rotten Tomatoes.

Confira as principais avaliações:

“A fluida direção de King sobre seus quatro atores significa que a atmosfera nunca se mostra dramaticamente constrita, enquanto abre espaço para performances incríveis’ – Daily Telegraph (UK).



“King prova ser uma diretora de atores talentosa, conforma traz à vida uma premissa que poderia se render ao melodramático” – Times (UK).

“Um drama completo que mostra um time de super-heróis negros reais” – The Playlist.

“Uma homenagem empoderadora de King para os movimentos negros do passado, do presente e do futuro” – Screen International.

One Night in Miami tem um impacto incrível, porque permanece altivo enquanto tem dolorosas raízes fincadas naquilo que tira o extraordinário de uma pessoa” – IndieWire.


O filme estreou no Festival de Veneza 2020 e transformou King na primeira diretoria afro-americana a ter realizado tal feito em 77 anos do evento.

Mas isso não é tudo: King também recebeu aclame por sua obra, imediatamente colocando-a como umas das fortes concorrentes à cerimônia do Oscar 2021.

Após críticas extremamente positivas, o filme pode concorrer nas categorias de Melhor Roteiro AdaptadoMelhor Ator para Eli GoreeMelhor Ator Coadjuvante para Aldis HodgeLeslie Odom Jr.Ben Kingsley-Adir. King também tem grandes chances de ser indicada na categoria de Melhor Direção.

Lembrando que uma diretora negra nunca foi indicada ou venceu na categoria em questão – o que poderia garantir a ela um espaço de extrema representatividade na esfera do entretenimento.

O filme é baseado na peça homônima assinada por Kemp Powers, que assina o roteiro da adaptação.

Ambientada na noite do dia 25 de fevereiro de 1964, a narrativa gira em torno de um jovem Cassius Clay – antes de ser conhecido por Muhammad Ali -, pouco depois de ter saído vitorioso na luta contra Sonny Liston para o título de peso-pesado, chocando o mundo do boxe. Entretanto, as leis de segregação da era Jim Crow dos Estados Unidos forçaram Clay a comemoração no Hampton House Motel em Overtown, Miami, se unindo a três amigos para discutir sobre suas vidas e sobre a responsabilidade de manter a vitória de um homem negro durante o movimento pelos direitos sociais.

Eli GoreeKingsley Ben-AdirAldis HodgeLeslie Odom Jr. estrelam o longa-metragem.

Terence Blanchard (Destacamento Blood) compôs a trilha sonora da releitura. Jody KelinKeith CalderJess Wu Calder entram como produtores.

Apesar de não ter estreia confirmada, credita-se que o filme será lançado a tempo da comemoração do Mês da História Negra em fevereiro de 2021 (a tempo de competir para o Oscar).

Comentários

Não deixe de assistir: