O autor Stephen King é mundialmente conhecido por ser referência no gênero de terror, sendo um dos escritores cujas obras mais foram adaptadas em Hollywood.

E durante sua participação no programa Eli Roth’s History of Horror, o também roteirista revelou qual filme foi tão assustador, que até mesmo ele não teve coragem de terminar na primeira vez em que assistiu.

Segundo King, ‘A Bruxa de Blair‘ se tornou uma experiência pessoal e horripilante, por ser “bizarro demais”:

“A primeira vez que vi A Bruxa de Blair, eu estava no hospital e estava dopado de remédios. Meu filho chegou com um VHS do filme e me disse: ‘Pai, você precisa assistir isso’. Na metade do filme, eu disse: ‘Desliga isso, é bizarro demais’!”. 



É importante ressaltar que o autor sofreu um acidente em 1999, após ser atingindo por um motorista de uma minivan, enquanto andava no acostamento de uma estrada.

Aproveite para assistir:

Você também ficou assustado com o filme?

Recentemente, o diretor Eduardo Sanchez revelou a direção que ele gostaria de ter levado a franquia ‘A Bruxa de Blair‘ após o primeiro filme se tornar um fenômeno popular.

“Eu queria que tivesse um jeito de trazer de volta o mistério envolvendo a Bruxa de Blair. Eu não acho que fazer uma sequência normal é o jeito certo. Para mim, devia ser um filme unicamente singular. Não deveria ser um filme que investisse novamente em found footage. Eu acredito que a franquia devia ter voltado no tempo. Nós devíamos ter feito um filme de época, construindo a mitologia e os seus elementos.”



Ele continua, “Eu sempre quis contar a história de como Elly Kedward foi considerada culpada e banida para a floresta, e o que aconteceu com ela e o povo de Blair Township, em 1700. O que aconteceu com eles? Esse é o filme que eu gostaria de ter feito após o primeiro filme. Nós sempre achamos que cada filme da franquia devia ter sua própria identidade, que eles não deviam ser apenas found footage.

Não deixe de assistir: