A primeira vista, a Warner Bros não está muito interessada no retorno de Ezra Miller nos futuros filmes da cinessérie ‘Animais Fantásticos‘, e o envolvimento do ator nos seguintes filmes da DC, após ‘The Flash‘, também permanece incerto. Desde sua escalação como Barry Allen em 2014, Miller esteve envolvido com essas duas grandes franquias do estúdio, o universo de Harry Potter e o DCEU.

Porém, desde o final de março, Ezra Miller enfrentou diversos problemas com a justiça no Havaí. Tudo começou com sua primeira prisão, em 27 de março, devido à conduta desordeira e assédio. O ator de Flash também sofreu com uma ordem de restrição por um casal havaiano. A ordem de restrição foi inicialmente solicitada após Miller invadir o apartamento do casal e ameaçar suas vidas, antes de roubar vários itens pessoais.

Esta semana, Miller foi preso novamente no Havaí após uma queixa de agressão de segundo grau, que envolveu jogar uma cadeira em uma mulher de 26 anos que ficou com um corte de meia polegada na testa.

Apesar de tudo isso, a Warner permaneceu em silêncio a respeito das ações de Miller e seu futuro nas franquias ‘The Flash‘ e ‘Animais Fantásticos‘. No entanto, após a prisão de Miller esta semana, o site Deadline trouxe novas informações sobre como ambos os casos repercutiram.


Ao que parece, após a repercussão de sua atuação em ‘Animais Fantásticos: O Segredo de Dumbledore‘, sua participação nos futuros filmes da série não está descartada, como diziam alguns rumores. Assim como qualquer planejamento de levar ‘The Flash‘ para a plataforma da HBO Max em detrimento a estreia nos cinemas. Até o momento, a Warner não está pensando em punições para o ator por suas atitudes, ainda que já tenha feito uma reunião sobre isso.

Aproveite para assistir:



Não deixe de assistir: