Crítica | Olhos Famintos 3 – Pode enterrar a franquia e prender o diretor!

Crítica | Olhos Famintos 3 – Pode enterrar a franquia e prender o diretor!

COMPARTILHE!

A cada 23 anos, ao longo de 23 dias, o monstro se alimenta de partes dos seres humanos. Com essa premissa, o diretor Victor Salva conseguiu criar um excelente terror de baixo orçamento em 2001, que se tornou um grande sucesso de bilheterias e catapultou a carreira de Justin Long, além de trazer no elenco Gina Phillips.

Com o iminente início de uma franquia de sucesso, ele realizou uma sequência em 2003 que era inferior ao original, mas ainda assim tinha seu charme e algumas cenas assustadoras. Ao longo dos últimos 12 anos, Salva preparou um terceiro filme da franquia – inicialmente intitulado ‘Olhos Famintos 3 – Catedral’, enquanto também enfrentava um processo por abuso sexual de menor (mas isso é um assunto para discutirmos em outro texto).

Olhos Famintos 3’ finalmente ficou pronto, e descobrimos que o diretor resolveu alterar o roteiro. A história inicial mostraria a personagem de Gina Phillips se vingando pela morte de seu irmão, no primeiro filme, 23 anos depois. Esse será o argumento de um possível quarto filme. Bem pouco possível por sinal, vide o quão ruim é ‘Olhos Famintos 3’.

Participe do nosso GRUPO ESPECIAL do Facebook » https://goo.gl/kg8NYU

     

Com qualidade de filme da SyFy e efeitos visuais que fazem ‘Sharknado’ parecer uma superprodução, o terceiro filme da franquia se afunda em um filme ordinário, mequetrefe, mal realizado e extremamente mal escrito.

Não há um começo, meio e fim bem definidos que sejam decentes o suficiente para que o filme consiga fluir, nem personagens interessantes. A trama parece um episódio de série de TV mal escrito.

A história “começa” no mesmo momento em que o primeiro filme acaba, com a personagem de Gina Phillips na delegacia após o Crepper levar seu irmão e arrancar seus olhos.

O policial bem-intencionado e desastrado Sargento Tubbs (Brandon Smith), que ajudou os irmãos no primeiro filme, reúne uma força-tarefa na missão de destruir o Creeper para sempre, já que ele atacou na cidade e matou vários familiares dos moradores.

Conhecemos pessoas que sofreram com um ataque do monstro 23 anos antes, e decidem se juntar para caçá-lo. A nova protagonista é a insossa Addie (Gabrielle Haugh), que mora com sua avó (Meg Foster) em uma fazenda à beira da falência.

A história segue esses personagens que tem suas vidas cruzadas pelo monstro, mas nenhum deles é interessante ou aprofundado.

Se no primeiro filme o diretor Victor Salva havia conseguido realizar um grande filme de terror, apresentando uma criatura sinistra e subjetiva, que era assustadora exatamente por não sabermos muito sobre ela, aqui ele tenta explorar o Creeper das piores maneiras possíveis. Para se ter ideia, até o caminhão dele tem poderes paranormais. Eu estou falando sério!

O terror deu espaço para a comédia, e todas as cenas trazem gags dos personagens fazendo piadinhas infames – e tirando risos da plateia, às vezes voluntários, às vezes involuntários. É um show de horrores, no pior sentido da palavra.

As filmagens levaram pouco mais de um mês para serem encerradas, e isso é bem visível: não há uma direção de arte e a fotografia é um emaranhado de cenas desconexas e sem uma conexão visual. Em um determinado momento, o filme usa um filtro vermelho que escurece a cena. Apenas por usar, sem nenhum motivo aparente.

Olhos Famintos 3’ é um filme horroroso, que não faz jus à franquia e com certeza vai deixar os fãs enfurecidos, mesmo com a surpresa no final que abre portas para um – impossível – quarto filme.

Já pode enterrar a franquia e prender o diretor.


Renato Marafon faz tatuagem de Deadpool na CCXP


» Siga o CinePOP no Facebook e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema! «

[AVISO] Os comentários passam por uma aprovação e podem demorar até 24 horas para serem disponibilizados no site. Comentários com conteúdo ofensivo serão deletados, e o usuário pode ser banido. Respeita a opinião alheia e comporte-se.