Filmes de TERROR que estreiam em 2017, 2018, 2019 e… 2020?

Filmes de TERROR que estreiam em 2017, 2018, 2019 e… 2020?

COMPARTILHE!

It – A Coisa‘ surpreendeu TODAS as expectativas e arrecadou sensacionais US$ 123 milhões em seu primeiro fim de semana nos EUA, se tornando a 5ª maior bilheteria de todos os tempos para um filme de terror Rated-R… e isso em apenas 3 dias!

Com o sucesso, o gênero terror está mais em alta do que nunca!

O ano de 2017 foi particularmente bom para os filmes de terror e suspense. Tudo porque tivemos duas obras excepcionais, que beiram a perfeição. Primeiro, vimos a volta de M. Night Shyamalan à boa forma com Fragmentado, filme que trouxe um tour de force incrível de seu protagonista James McAvoy, além de mais um trabalho sólido da promissora Anya Taylor-Joy (A Bruxa para os íntimos). Depois, por apresentar ao mundo Jordan Peele, na forma de diretor bastante autoral. Corra!, seu filme com tons de sátira e crítica social, é um grande acerto, que nos faz ,acima de tudo, esquecer se tratar de um cineasta estreante.

Annabelle 2: A Origem do Mal‘ tirou o gosto amargo do primeiro filme e se tornou um sucesso de público e crítica, dando novo fôlego para a franquia ‘Invocação do Mal’ – que ganhará em breve um terceiro filme e derivados de ‘A Freira‘ e ‘O Homem-Torto‘.

     

Com o sucesso de ‘It – A Coisa’, resolvemos montar uma nova lista com o que de melhor o gênero nos brindará ainda este ano.

Então, pegue seu crucifixo, suas balas de prata ou qualquer tipo de objeto duro e prepare-se para os filmes de terror que estreiam nos próximos anos. Ao final do texto não esqueça de comentar dizendo quais são os que mais chamaram sua atenção.

O Culto de Chucky

Outro filme na lista que ganhou trailer recentemente, mas é prometido um lançamento direto em vídeo – ao menos nos EUA (o Brasil deve seguir o mesmo caminho, já que foi o destino de A Maldição de Chucky, o filme anterior, de 2013). O brinquedo assassino Chucky se tornou um ícone dos filmes slasher, com seu primeiro filme datando de 1988. Duas continuações na década de 1990, e uma reinvenção em 1998, adicionando sua noiva Tiffany (Jennifer Tilly) e muito humor.

Depois do fracasso de O Filho de Chucky (2004), uma volta às raízes ocorreu, parando com as gracinhas excessivas e focando novamente no terror, com o citado A Maldição de Chucky. Mais uma vez é o caminho seguido por Cult of Chucky, que traz o criador do original Don Mancini no roteiro e direção. A trama passada no hospital psiquiátrico, mostra Nica (Fiona Dourif, filha de Brad Dourif, a voz de Chucky), a protagonista de cadeira de rodas do filme anterior, tentando se recuperar dos traumas dos assassinatos. Além dela, Andy Barclay, o menininho dos primeiros filmes, retorna já adulto, interpretado pelo mesmo Alex Vincent, e Jennifer Tily também participa, de volta à forma humana de Tiffany. O filme chega em DVD no Brasil dia 25 de Outubro.

 

Olhos Famintos 3

Com o título Olhos Famintos no Brasil, e produção de Francis Ford Coppola, este filme de terror se tornou um sucesso cult em 2001. Mistura de road movie com filmes de assassinos sobrenaturais, o longa rendeu uma sequência logo em 2003, sem o mesmo brilho, que colocou a franquia na geladeira por quase vinte anos. Agora, depois de um demorado embargo e muitos adiamentos, a terceira parte está próxima da estreia. Entre outros problemas enfrentados pela produção, o diretor Victor Salva, que comandou os dois primeiros filmes e volta na direção do novo, foi condenado por pedofilia, envolvendo o ator de um filme seu de início de carreira.

O assunto voltou à tona recentemente, o que pode ferir o desempenho desta continuação. Na trama, uma força tarefa é criada para destruir de uma vez por todas a criatura humanoide antiga conhecida como creeper. O legal desta sequência é que contará com Gina Philips, protagonista do primeiro filme, de volta no elenco. Jeepers Creepers 3 será lançado nos EUA dia 26 de Setembro – e será exibido nos cinemas por APENAS UM DIA.

 

Jogos Mortais – Jigsaw

Por falar em sequenciais de franquias iniciadas na década passada, aqui temos uma das mais bem sucedidas, ao menos financeiramente. Jogos Mortais foi para os anos 2000, o que Sexta-Feira 13 foi para a década de 1980, lançando um novo exemplar por ano. Depois de sete filmes, variando de 2004 a 2010, a série parecia ter chegado ao fim. Sete anos depois, o mal ressurge para um novo round de torturas explícitas. Dessa vez, o título Saw (Serra), deu lugar a Jigsaw, o nome do vilão – até pouco tempo, o longa era vendido com o título Saw: Legacy, ou Jogos Mortais: O Legado.

O fato deixa no ar a pergunta se o título nacional também sofrerá alteração. Na trama, novos cadáveres, todos donos de horríveis mortes, surgem aos montes na cidade. Os crimes apontam para John Kramer, identidade do assassino Jigsaw. O problema? Ele está morto há uma década. Tobin Bell repete sua participação como Jigsaw e a adição no elenco fica por conta de Laura Vandervoort, a Supergirl do seriado Smallville, que interpreta a protagonista. A direção é dos irmãos Michael e Peter Spierig, do ótimo O Predestinado (2014) – ou seja, há esperança no fim do túnel. Jigsaw é prometido pela Paris Filmes para o dia 2 de novembro.

 

A Freira

A cena pós-créditos vista em ‘Annabelle 2: A Origem do Mal’ nos deixou com um gostinho de quero mais. Intitulado ‘The Nun‘ (‘A Freira’), o terror será roteirizado por David Leslie Johnson, um dos responsáveis pelo script de ‘Invocação do Mal 2’. James Wan e Peter Safran serão os produtores. A direção fica por conta de Corin Hardy, do competente ‘A Maldição da Floresta’.

Uma curiosidade é que a Freira Demoníaca Valak não existia há três meses: ela só foi adicionada em ‘Invocação do Mal 2’ durante as refilmagens de última hora. O filme, que traz Patrick Wilson e Vera Farmiga como investigadores paranormais, tinha como antagonista uma figura demoníaca masculina com chifres. O estúdio estava pronto para liberar essa versão, mas no último minuto, Wan teve uma revelação e decidiu reeditar o filme. Ele havia sonhado com uma freira demônio, e decidiu trocar o vilão do filme. BIZARRO, não é?

 

O Homem-Torto

O diretor e produtor James Wan revelou que o filme derivado do Homem-Torto “será como um conto de fadas sombrio”. O roteirista Mike Van Waes foi contratado para escrever os textos. A New Line e a Warner Bros. não deram uma estimativa de lançamento, mas levando em conta que A Freira chega em 2018, é possível que o filme seja liberado apenas em 2019.

 

Invocação do Mal 3

Invocação do Mal 2’ arrecadou US$ 300 milhões mundialmente e o estúdio já começou a desenvolver a sequência. O diretor James Wan já afirmou que gostaria de retornar, se conseguir um espaço em sua concorrida agenda. Wan já havia adiantado que a história se passará na década de 80, dando a entender que o filme será focado no caso de um homem de Londres que foi supostamente possuído por um demônio e o fez agir como um lobisomem.

Este caso é baseado na história de Bill Ramsey, que demonstrou pela primeira vez o comportamento de licantropia com nove anos de idade. Aparentemente, ele mostrou força sobre-humana, até mesmo conseguindo arrancar um poste de sua base de concreto. Ele também tentou morder a sua família e parentes antes de ter convulsões. A estreia é prevista para 2019 ou 2020.

 

O Massacre da Serra Elétrica – Leatherface

Como vocês perceberão em breve, a lista está recheada de novos exemplares de franquias icônicas do gênero. E este é mais um deles. O Massacre da Serra Elétrica (1974) causou alvoroço em seu lançamento, se tornando uma das produções mais polêmicas da sétima arte até então, e sendo inclusive proibida em diversos país. O fato só ajudou seu sucesso, criando uma verdadeira aura cult em torno da obra, afinal toda publicidade, mesmo negativa, ainda é publicidade. Como o que deu certo será tentado de novo, o filme de Tobe Hooper ganhou três sequências (1986, 1990 e 1994), uma refilmagem (2003), uma pré-sequência desta refilmagem (2006) e mais um filme, continuação direta e capenga do filme de 1974 (2013).

O mais interessante desses filmes foram os talentos que as produções arrastaram. Gente como Matthew McConaughey, Viggo Mortensen e Renée Zellwegger davam as caras nas produções mais antigas, em início de carreira, e Jessica Biel, Jordana Brewster e Alexandra Daddario, não tão em início de carreira assim, aceitaram participar dos mais recentes. O novo, que utiliza o nome do psicopata com máscara de pele humana como título (assim como a terceira parte, de 1990), traz Stephen Dorff (Blade) e Lili Taylor (Invocação do Mal) no elenco, e fala sobre a infância do psicopata, numa espécie de Leatherface Begins. O terror será lançado no sistema de streaming no dia 21 de setembro nos EUA,  e depois de forma restrita nos cinemas e em DVD, no dia 20 de outubro.

 

The Killing of a Sacred Deer

Esse não é um terror tradicional. Para começar, trata-se de um filme de arte, exibido no Festival de Cannes e por lá vaiado. Mas não se preocupe, o povo por lá também vaiou os ótimos Demônio de Neon e Personal Shopper. No entanto, é preciso ter em mente que este filme terá uma pegada semelhante aos filmes citados acima, e não aos outros encontrados na lista. Não por acaso, o cineasta dono da ideia e direção é o grego Yorgos Lanthimos, indicado ao Oscar pelo excêntrico O Lagosta (2015). Ou seja, esperem algo estranho e inusitado. Novamente usando Colin Farrell como protagonista, Lanthimos conta a história de um adolescente que tenta trazer um brilhante cirurgião (Farrell) para sua família, fato que desencadeia uma reviravolta inesperada. Nicole Kidman completa o elenco principal, na pele da esposa do protagonista. O filme ainda não possui data de estreia no Brasil.

 

Além da Vida (Flatliners)

Este remake do agora clássico cult de 1990, estrelado por Julia Roberts e Kevin Bacon, ainda não possui título em português de sua distribuidora, a Sony. Se quiserem seguir o caminho esperado, a escolha será por Linha Mortal, como o predecessor. Na trama, estudantes de medicina decidem brincar de Deus, morrerem momentaneamente e serem trazidos de volta à vida por eles mesmos. O propósito? Conhecer o outro lado e compreender um pouco mais do além vida. O problema é que eles não voltam “puros” e trazem algo mais da experiência para suas vidas.

A refilmagem, que já ganhou trailer, acerta ao incluir mais mulheres no grupo (antes tínhamos apenas Roberts e quatro rapazes), mas soa artificial, como uma mistura entre Matrix (1999) e A Origem (2010). A indicada ao Oscar Ellen Page é quem comanda o time, que conta ainda com Diego Luna (Rogue One), e as belas Nina Dobrev (XxX: Reativado) e Kiersey Clemons (Dope: Um Deslize Perigoso), além de Kieffer Sutherland reprisando Nelson, seu personagem do original – o que faz do filme uma sequência? Não estou mais entendendo nada. Seja como for, a direção é de Niels Arden Oplev (Os Homens que Não Amavam as Mulheres). A Sony traz para o Brasil no dia 19 de outubro.

 

47 Meters Down

Um filme de tubarões, estrelado pela atriz do time C de Hollywood, Mandy Moore, com cara de, e que seria lançado direto em vídeo. Cheiro de fracasso? Nenhum. Surpreendentemente, este suspense sobre o suplício de duas irmãs presas na profundidade, que dá título ao filme, se mostrou um dos sucessos de crítica e público nos EUA nesta primeira metade de 2017. Como é bom ser surpreendido por filmes pelos quais não dávamos nada. Na trama, duas irmãs, uma delas muito a contragosto, decidem mergulhar naquelas infames gaiolas submersas junto a tubarões.

Como esperado, ou não teríamos filme, algo dá muito errado, e elas ficam presas, sem poderem serem içadas novamente. Para piorar, seu tanque de oxigênio vai esvaziando conforme o tempo. Do lado de fora, tubarões famintos. O filme já estreou nos EUA e fez muito sucesso no mês passado, no Brasil ainda não possui lançamento definido ou sequer distribuidora. A empresa que comprar este filme pode garantir um pequeno tesouro financeiro em mãos. A sequência se passará no Brasil!

 

Filme Cloverfield

Anteriormente intitulado God´s Particle, ou Partícula de Deus, este é o terceiro filme da franquia inusitada Cloverfield. Em 2008, quando Cloverfield – Monstro foi lançado, um hype gigantesco (com o perdão do trocadilho) foi montando em torno do filme. Ninguém sabia o que era realmente, assim como muitas das produções de JJ Abrahams, o cineasta mais misterioso desde Alfred Htichcock. Com uma recepção satisfatória, o filme se tornou cult, numa época em que o estilo found footage ainda não estava saturado. E pronto. Ninguém imaginava que este pequeno, mas muito eficiente, filme de monstro gigante se tornaria uma franquia.

Até que todos foram surpreendidos ano passado por Rua Cloverfield, 10 – filme mais minimalista e contido, muito mais um suspense do que um terror / ficção em si. A espécie de sequência recebeu tantos elogios quanto possíveis e superou o predecessor. O mais interessante desta pseudofranquia, que não tem muita relação entre seus filmes, é justamente abordar ângulos, estéticas e gêneros diferentes a cada investida. Exatamente o que ocorrerá na terceira incursão, ainda sem título.

Este será o primeiro a se passar fora da Terra, focando num grupo de astronautas numa estação espacial. Lembrando que este ano tivemos algo semelhante com Vida, filme com Jake Gyllenhaal e Ryan Reynolds. Aqui, o elenco traz alguns nomes do momento, vide Gugu Mbath-Raw (do melhor episódios da série Black Mirror, San Junipero), David Oyelowo (Selma – Uma Luta Pela Igualdade), Elizabeth Debicki (Guardiões da Galáxia 2), Daniel Brühl (Capitão América: Guerra Civil) e Zhang Ziyi (O Tigre e o Dragão). O filme estreia nos EUA em 2018.

 

A Morte Te Dá Parabéns!

Esse filme poderia muito bem ter conquistado o primeiro lugar, no topo da lista. Se dependesse apenas do fator diversão e criatividade, este terror, que mistura slasher com Feitiço do Tempo (1993), poderia ganhar inclusive a honraria de melhor filme de terror do ano. O título é uma maravilha à parte, entrando para o hall das produções cult instantâneas. Na trama, no dia de seu aniversário, Tree (Jessica Rothe) é assassinada por um maníaco mascarado. Para o seu espanto, no dia seguinte ela acorda viva e bem, mas revivendo toda a data novamente. Agora, ela usa o “presente” de aniversário para descobrir seu assassino e evitar sua morte. Diversão garantida. Jessica Rothe tem as feições e expressões de uma estrela, pronta para ser alçada à fama. A Universal traz o filme no dia 12 de outubro.

 

Mãe!

Imagine um filme escrito e dirigido por Darren Aronofsky (Cisne Negro) e protagonizado por Jennifer Lawrence. Imagine se como coadjuvantes, o filme trouxesse atores do nível de Javier Bardem, Michelle Pfeiffer, Ed Harris, Kristen Wiig, Brian e Domhnall Gleeson. Imagine que fosse um terror, com uma trama familiar bem misteriosa para aguçar nossa imaginação. Imagine agora um pôster do c*****o, com uma imagem que deveria te trazer serenidade através de uma pintura de Lawrence, mas te puxasse o tapete debaixo dos pés, ao tê-la arrancando o próprio coração, num banho de sangue insano. Agora, acorde. Mãe! chega aos cinemas brasileiros no dia 21 de Setembro.

 

Halloween

Michael Myers, o psicopata desta franquia, é considerado o primeiro antagonista de um slasher a virar pop star. De alguma forma, no entanto, seus companheiros que o precederam, se tornaram mais populares, vide Jason e Freddy. Datando de 1978, quando o primeiro Halloween, de John Carpenter, atingiu os cinemas, a série é composta ao todo de oito filmes, um remake (2007) e sua continuação (2009). Agora, a franquia ganhará um novo filme com sua protagonista original:  Jamie Lee Curtis. O filme será dirigido por David Gordon Green (‘Segurando as Pontas’, ‘Especialista em Crise’), e teve roteiro escrito por Danny McBride (‘Segurando as Pontas’). A estreia está agendada para 19 de outubro de 2018.


Explicando o final do filme 'Mãe!' [TEORIAS] [SPOILERS]


» Siga o CinePOP no Facebook e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema! «

[AVISO] Os comentários passam por uma aprovação e podem demorar até 24 horas para serem disponibilizados no site. Comentários com conteúdo ofensivo serão deletados, e o usuário pode ser banido. Respeita a opinião alheia e comporte-se.